WSL 2020/2021: resumo de mais jogos adiados da liga feminina

0
417
WSL 2020/2021: resumo de mais jogos adiados da liga feminina
(Foto: Naomi Baker/Getty Images)

Mais jogos adiados da WSL 2020/2021 foram realizados no fim de semana! Três partidas que estavam atrasadas enfim aconteceram, e depois de muito tempo, pouco a pouco a tabela vai voltando ao normal.

Confira o resumo das partidas em mais um fim de semana de Women's Super League!

Birmginham City 0x4 Manchester City – jogo adiado da 10ª rodada

O primeiro dos jogos adiados da WSL 2020/2021 foi pela 10ª rodada. De um lado o Manchester City, numa sequência de sete vitórias seguidas na liga. Do outro o Birmingham City, que não vencia haviam cinco rodadas. Diante do claro favoritismo, o que se viu em campo no St George's Park foi apenas a confirmação das fases vividas por ambos os clubes.

Desde o pontapé inicial, as Citizens praticamente não deixaram as donas da casa respirarem. Após diversas oportunidades criadas e desperdiçadas, o placar finalmente foi aberto pelas visitantes aos 40 minutos. Chloe Kelly cruzou da direita e a estadunidense Sam Mewis testou para as redes.

Na segunda etapa o cenário pouco mudou: ataque contra defesa. De volta ao time depois de quase três meses sem disputar um jogo da WSL, a experiente norte-americana mostrou toda sua importância no time titular ao anotar seu segundo tento na partida. Aos seis minutos, um bate e rebate na área do Birmingham terminou com mais uma finalização certeira de Mewis: 2 a 0 e quinto gol da meio-campista em 10 partidas pela WSL.

No minuto seguinte, Mewis, a jogadora da partida, trocaria de papel e serviria uma companheira para anotar o terceiro gol. Após inversão de jogo da norte-americana, Lauren Hemp tentou cruzar, mas a bola encobriu a arqueira Hannah Hampton e entrou direto: 3 a 0 Man City e quinto gol da jovem atacante nesta WSL.

Mesmo com a grande vantagem, as visitantes praticamente não deixavam as anfitriãs tocar na bola. O Manchester City terminaria a partida com incríveis 82% de posse de bola. Tamanho volume de jogo ainda resultaria no quarto gol, para fechar a goleada.

Aos 21, Ellen White ajeitou a bola para o meio da área e a meia escocesa Caroline Weir só desviou a bola, fora do alcance da goleira Hampton. Foi o sexto gol da camisa 19 do City na atual temporada da WSL, dando números finais à partida e garantindo a oitava vitória seguida das vice-líderes.

Ficha Técnica:

Birmingham City: Hampton; Scott, Brougham, Mace, Napier e Holloway; Walker, Mayling, Littlejohn (Green) e Whipp (Kelly); Murphy (McCarron). Técnica: Carla Ward.

Manchester City: Roebuck; Bronze, Houghton (Dahlkemper), Greenwood e Morgan; Coombs, Mewis (Stanway) e Weir; Kelly (Mannion), Hemp (Lavelle) e White (Davies). Técnico: Gareth Taylor.

Aston Villa 0x4 Arsenal – jogo adiado da 11ª rodada

Depois de quatro partidas sem vencer, incluindo duas derrotas consecutivas, o Arsenal se recuperou. Em um dos jogos atrasados da WSL 2020/2021, este pela 11ª rodada, as Gunners venceram o Aston Villa fora de casa, em uma partida que já havia sido adiada duas vezes, e se consolidaram na quarta colocação da tabela.

A defesa do Aston Villa até começou bem, segurando as visitantes. Mas o Arsenal, com um time melhor e sabendo da necessidade de vitória, conseguiu criar chances. Jill Roord, Katie McCabe e Jordan Nobbs tiveram boas oportunidades no primeiro tempo, porém a goleira Lisa Weiss salvou bem as Villains. O placar foi para o intervalo zerado.

Veio então o segundo tempo, e após muita luta e paciência, as londrinas abriram o placar. Aos 13 minutos, boa jogada de Beth Mead, que cruzou para Vivianne Miedema fazer 1 a 0. Foi o 13º gol em 14 rodadas, isolando ainda mais a holandesa como artilheira da WSL 2020/2021.

Já aos 22 minutos, após rebote da goleira Weiss, a bola sobrou nos pés de Nobbs, que voltou de lesão deixando sua marca. A porteira foi aberta dali em diante, e o placar ficou elástico. Katie McCabe ampliou aos 28, e Lisa Evans fechou a goleada por 4 a 0 aos 43 minutos da etapa complementar.

O Arsenal voltou a se colocar na briga pelo terceiro lugar, que dá vaga na próxima Uefa Women’s Champions League. As Gunners estão seis pontos atrás do Manchester United, e têm um jogo a menos. Já o Villa segue na 10ª e antepenúltima colocação, a quatro pontos do lanterna Bristol City.

Ficha Técnica:

Aston Villa: Weiss; Ale, N’Dow, Asante, Haigh, Hutton (Gregory); Ewers, Hanssen, Arthur; Iwabuchi (Follis), Larsen. Técnico: Marcus Bignot.

Arsenal: Williams; Martiz (Patten), Williamson, Beattie (Wubben-Moy), McCabe; Wälti, van de Donk (Maier), Roord (Evans); Nobbs, Mead, Miedema. Técnico: Joe Montemurro.

Tottenham 2×3 Everton – jogo adiado da 13ª rodada

Ainda sonhando com uma possível vaga no G3 da WSL 2020/2021, o Everton visitou o Tottenham em um dos jogos adiados da 13ª rodada e conseguiu vitória muito importante.

Desde seu início o confronto já dava indícios de que seria agitado. As Toffees começaram melhor e, aos oito minutos, o placar foi aberto pela francesa Valérie Gauvin, convertendo pênalti cometido pela lateral Kerys Harrop em um toque de mão. Dez minutos depois, mais um pênalti cometido por Harrop (puxão de camisa) e mais uma cobrança segura de Gauvin: 2 a 0 para o Everton e quinto gol da francesa na WSL.

Parecia que tudo caminhava bem para a segunda vitória do Everton nos últimos nove jogos, mas as Spurs ainda estavam vivas na partida. Aos 35, Kit Graham lançou a baixinha Angela Addison, de 1,52m, na área, e a atacante tocou com categoria por cima da goleira Sandy MacIver: 2 a 1.

Logo no início do segundo tempo veio o empate das Lilywhites. Aos 12 minutos, a experiente Gemma Davison, de 33 anos, arrancou do meio-campo e acertou belo chute cruzado da entrada da área, sem chance de defesa para a arqueira MacIver. Foi o primeiro gol da atacante dos Spurs na temporada.

Apesar do bom início e do golaço de Davison, a alegria do Tottenham não duraria muito. Com 16 minutos no relógio, a ponta escocesa Claire Emslie cobrou escanteio e a lendária meio-campista inglesa Jill Scott, de 34 anos, subiu mais alto que todo mundo para desviar de cabeça para as redes. Primeiro gol de Scott com a camisa do Everton desde seu retorno ao clube (ela vestiu as cores dos Toffees entre 2006 e 2013).

As visitantes continuaram melhores na partida até o apito final e desperdiçaram boas oportunidades de ampliar a vantagem, mas o 3 a 2 se manteve e já foi o suficiente para satisfazer as comandadas da treinadora Carla Ward.

Ficha Técnica:

Tottenham: Mikaelsen; Morgan, McManus, Zadorsky e Harrop; Kennedy e Percival; Davison (Naz), Graham e Addison (Quinn); Ayane (Dean). Técnica: Carla Ward.

Everton: MacIver; Moe Wold, Finnigan (George), Sevecke e Turner; Scott, Stringer (Clemaron) e Christiansen; Emslie (Raso), Sørensen e Gauvin (Magill). Técnico: Willie Kirk.

Classificação após mais jogos adiados da WSL 2020/2021:

1º – Chelsea: 38
2º – Manchester City: 36
3º – Manchester United: 32
4º – Arsenal: 26 (-1 jogo)
5º – Everton: 22 (-1 jogo)
6º – Reading: 19
7º – Brighton: 15
8º – Tottenham: 12 (-2 jogos)
9º – Birmingham City: 11 (-3 jogos)
10º – Aston Villa: 10 (-2 jogos)
11º – West Ham: 8 (-2 jogos)
12º – Bristol City: 6 (-1 jogo)

Próxima rodada da WSL 2020/2021 (16ª de 22):

– Manchester United x Aston Villa, 07/03
– Birmingham x Arsenal, 07/03
– Brighton x Tottenham, 07/03
– Manchester City x Everton, 07/03
– West Ham x Chelsea, 07/03
– Bristol City x Reading, 08/03

Texto produzido por Eduardo Costa e Hugo L'Abbate.