Wolverhampton na PL 2019/2020: Wolves mantêm o alto nível

Trabalho de Nuno Espírito Santo se consolida no comando dos Wolves

0
283
wolverhampton 2019 2020
JASON CAIRNDUFF/POOL/AFP via Getty Images

O Wolverhampton de 2019/2020 conseguiu manter o impressionante nível apresentado no seu retorno a Premier League e ainda pode se classificar pela segunda vez consecutiva para a Europa League, caso o Chelsea vença a Copa da Inglaterra.

Apesar do calendário apertado e constantes empates, a sétima colocação do Wolverhampton foi conquistada com méritos e bom futebol. Nuno Espírito Santo soube controlar o elenco para manter o sucesso e os elogios que recebeu temporada passada.

Quais eram as expectativas para o Wolverhampton na temporada 2019/2020?

Depois de um acesso irretocável em 2018, o esperado era que os Wolves lutassem pela permanência para, então, pensar em algo maior. Entretanto, não foi isso que aconteceu. Em sua primeira temporada na elite depois de seis anos longe, os comandados de Nuno garantiram vaga numa competição continental.

Dessa forma, a expectativa para a temporada atual estava elevada. Nunca foi considerado comum um time recém-promovido ser tão bem sucedido. Além disso, o Wolverhampton não disputava um torneio europeu há 39 anos.

Em 2019/2020, para não ser vítima do próprio sucesso, o treinador dos Lobos pregou calma. Não foram feitas muitas contratações, por isso o elenco se manteve curto. Era até compreensível esperar uma temporada mais difícil para os torcedores depois de um ano tão especial.

Mas a cidade estava em êxtase. Nuno trouxe uma alegria esquecida para os 250 mil habitantes de Wolverhampton. O começo, como esperado, foi promissor: vitórias e classificação nos playoffs da Uefa Europa League (bateu Crusaders, Pyunik e Torino).

Contudo, o desempenho na Premier League esteve abaixo do apresentado anteriormente nas primeiras rodadas. Ainda sim esperado, já que o foco era direcionado à estar na fase de grupos da Europa League. Nos primeiros seis jogos do campeonato nacional, foram quatro empates seguidos e duas derrotas.

Leia mais: Os brasileiros com mais títulos no futebol inglês

A primeira vitória aconteceu somente na sétima rodada, contra o Watford. Dali para frente, os resultados foram normalizados. Os pontos altos dessa trajetória do Wolverhampton foram, sem dúvidas, as vitórias contra Manchester City e Tottenham.

Contra o primeiro, conquistou o double. Ou seja, venceu em casa e fora (3 a 2 e 2 a 0, respectivamente). Enquanto o segundo foi vencido de virada por 3 a 2 na penúltima rodada antes da paralisação. Como se não bastasse, mostrou competitividade internacional quando atropelou o Besiktas por 4 a 0, em dezembro de 2019, e se classificou para o mata-mata.

É inegável que ocorreram oscilações, afinal, o Wolverhampton foi o time com o maior número de empates (14) na Premier League 2019/2020 junto do Arsenal. Mas também é inegável que as expectativas foram atingidas em cheio.

A equipe não brigou pelo rebaixamento e muito menos ficou perdida no meio da tabela. Pelo contrário, esteve brigando pelo quarto lugar até uma derrota num confronto direto contra o Sheffield United. E sempre bom lembrar, está vivo na fase final da Europa League, que acontece em agosto.

Destaque

O mexicano Raúl Jimenez foi, definitivamente, o destaque do time do Wolverhampton porque o camisa nove viveu sua temporada mais artilheira na carreira. Nas 38 rodadas, ele marcou 17 gols, deu seis assistências e foi o segundo jogador entre todos que mais finalizou (118), logo atrás de Mohamed Salah (129 chutes).

Sua temporada seria ainda melhor se não fossem três chutes na trave e nove chances claras perdidas (segundo estatísticas da própria Premier League). O fato é que Raúl vem construindo o seu caminho para se tornar um ídolo dos Wolves.

Surpresa

saiss wolverhampton 2019 2020
Nathan Stirk/Getty Images

Quem surpreendeu na temporada 2019/2020 do Wolverhampton foi Romain Saïss. O marroquino, que está no clube desde 2016, sempre se comportou discretamente. Entretanto, nessa campanha, por conta do elenco curto, ganhou importância vital na defesa amarela.

Volante de origem, Saïss foi reposicionado para a zaga na temporada passada e hoje está consolidado. Jogando como terceiro zagueiro no esquema de Nuno, ele disputou 32 das 38 rodadas da Premier League em 2019/2020.

Assim, se destacou em diversas estatísticas como, por exemplo, chutes bloqueados (16), desarmes (melhor defensor do time com 55), interceptações (55) e duelos aéreos vencidos (2º da equipe, com 117). Levando em conta a expectativa em cima de Saïss é totalmente plausível considerá-lo uma boa surpresa para o Wolverhampton na temporada.

Acompanhe a PL Brasil no YouTube

  • AS CONTRATAÇÕES MAIS CARAS DA HISTÓRIA DE CADA TIME DA PREMIER LEAGUE