Os números e as atuações indicam: Willian precisa ser titular no Chelsea

Willian foi o principal destaque no confronto entre Chelsea e Barcelona pela Champions League

0
239
Os números e as atuações indicam: Willian precisa ser titular no Chelsea

A última terça-feira trouxe um dos duelos mais aguardados das oitavas da Champions League: Chelsea x Barcelona. Messi, Hazard e Suárez eram candidatos a protagonistas na primeira parte do confronto, mas o destaque do jogo, porém, foi Willian – surpresa na escalação de Conte e autor do gol azul.

Com um pouco mais de sorte, o brasileiro poderia ter saído de Stamford Bridge com uma atuação perfeita, não fossem as duas bolas que carimbaram as traves de Marc-Andre Ter Stegen.

(Foto: Mark Hewitt)

Revelado pelo Corinthians, o meia foi rapidamente vendido para o futebol europeu e, depois de seis anos no Shakhtar Donetsk e uma breve passagem pelo Anzhi Makhachkala, da Rússia, Willian chegou a Londres.

Leia mais: O dia em que Brian Clough contratou Trevor Francis: o famoso jogador de 1 milhão de libras

Ainda pelo Shakhtar, o meia enfrentou o Chelsea (na época atual campeão da Champions League) pela fase de grupos da competição e foi bem nas duas partidas – ele marcou os dois gols da equipe ucraniana no jogo de novembro de 2012. Desde então, o brasileiro esteve no radar azul.

(Foto: divulgação)

Na época, o brasileiro era tratado como reforço do Tottenham, segundo a imprensa inglesa; ele chegou a desembarcar para acertar com os Spurs e até fazer exames médicos.

Mas antes de assinar o contrato a diretoria do Chelsea atravessou o negócio e o levou para o CT de Cobham. O “chapéu” da diretoria Blue sobre o time do norte de Londres fez com que a torcida criasse uma música para o brasileiro que fala que ele ‘odeia o Tottenham’.

E com esse apoio, Willian virou um grande nome no elenco do Chelsea. Foi peça importante para o título da Premier League de 2014/15 e foi eleito pela torcida como o melhor jogador do time na temporada seguinte.

Willian: chegou a hora de ser titular

Mas, dirigido por Conte, o meia ainda não conseguiu ser titular indiscutível, apesar de ter atuações que o qualificam para tal.

(Foto: Adam Davy)

Contudo, a brilhante atuação contra o Barcelona faz o brasileiro subir de patamar. Willian foi o que mais finalizou: foram quatro arremates, sendo dois na trave e o gol.

Mesmo com Messi e Hazard em campo, foi o jogador que mais driblou no jogo também: seis fintas.

Os bons números não param por aí. Ele participou diretamente de 24,7% dos gols do time, seja com disparos fatais ou assistências para seus companheiros. Com ele em campo, o Chelsea teve 22 das 24 vitórias na temporada.

Os números e as atuações credenciam Willian a ser titular absoluto do Chelsea. Só falta Antonio Conte perceber isso.