A origem de “I’m Forever Blowing Bubbles”, a música da torcida do West Ham

As curiosas histórias do canto mais tradicional da torcida do West Ham

forever blowing bubbles

É hora de dar continuidade ao especial Cantos dos Ingleses, uma série de matérias sobre as histórias das músicas entoadas nos estádios da Inglaterra. E a série hoje é sobre “I'm forever blowing bubbles”que pode ser considerado o som mais tradicional cantado nas arquibancadas pelos Hammers ao longo da história do clube londrino.

“I'm Forever Blowing Bubbles” é uma canção popular americana originada do musical “The Passing Show of 1918“. A música foi composta em 1919 e fez sucesso no Reino Unido no inicio de 1920.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube

    • Os maiores técnicos da história da Premier League

Musical “I´m forever Blowing Bubbles” (Reprodução S. Turner)

Afinal qual o motivo para a torcida do West Ham ter adotado a música?

Existem diversas teorias que podem explicar o surgimento do canto nas arquibancadas de Upton Park, o famoso Boleyn Ground. Historiadores ingleses conseguiram, através de pesquisas, encontrar ricas histórias que, possivelmente, têm relação com a adoção da música pelos torcedores.

Na década de 1920, o hit I'm Forever Blowing Bubbles fazia sucesso no Reino Unido, período em que era comum as torcidas cantarem as músicas mais populares nas arquibancadas. E o que é ainda mais interessante é que os hinos ingleses são originados dos musicais.

Antes dos jogos do West Ham no Upton Park, uma banda local chamada Beckton Gas Works Band tocava e uma das músicas do repertório era o hit que passou a ser o canto mais tradicional dos Hammers.

O sucesso da música coincidiu com uma propaganda famosa de sabonete da época que era chamada de Bubbles. O anúncio foi originado de um quadro do artista Sir John Everett Millais em que um menino soprava bolhas de sabão.

Leia também: Futebol inglês dá exemplo com torcidas LGBT+

O curioso é que, naquele período, os meninos da categoria de base do clube jogavam no Boleyn Ground lotado, e um dos garotos se chamava Will Murray. Os Hammers identificaram uma semelhança do jovem com o menino do anúncio do sabonete.

A torcida passou a chamá-lo carinhosamente de Bubbles Murray e, toda vez que ele jogava, os Hammers cantavam o sucesso I'm Forever Blowing Bubbles. 

Will Murray em 1920.
Bubbles. Quadro do artista Sir John Everett Millais.

O engraçado é que Will Murray nunca jogou pelos profissionais do West Ham. Foi uma promessa que não vingou, mas a dúvida que fica é se realmente é credível que os torcedores cantaram uma música no Upton Park para um jogador que não se tornou profissional.

Alguns historiadores ingleses acrescentam que segundo relatos de um membro da Beckton Gas Works Band, o clube incentivava a banda a tocar a música e isso a tornou popular entre os torcedores.

Existe também a teoria de que, durante a temporada 1921-22, a torcida do Swansea cantava a música nos estádios. O som virou popular entre os torcedores galeses no duelo contra o Bury na FA Cup.

Leia mais Bobby Moore, o zagueiro temido até por Pelé

E, logo depois do duelo entre West Ham e Swansea na FA Cup (vitória galesa por 1 a 0 no replay), os Hammers adotaram I'm Forever Blowing Bubbles como o som a ser cantado nas arquibancadas.

A terceira e última teoria para a adoção do som pelos torcedores do West Ham tem relação com a Segunda Guerra Mundial.

Bubbles era cantada pelas multidões durante os ataques aéreos em abrigos e estações de metro no Leste de Londres durante a Segunda Guerra Mundial. Era uma música que elevava a moral dos ingleses naquele período difícil.

De acordo com historiadores do West Ham, a primeira vez que o som foi cantado pelos Hammers, ocorreu durante a final da Football League War Cup de 1940.

Os Irons ganharam por 1 a 0 do Blackburn Rovers e os torcedores entenderam que a música deu sorte.

Bubbles no Boleyn Ground (DIVULGAÇÃO/ Sportswalls.co.uk)

I'm Forever Blowing Bubbles – Letra 

I'm forever blowing bubbles,
pretty bubbles in the air
They fly so high, they reach the sky
And like my dreams they fade and die
Fortune's always hiding,
I've looked everywhere
I'm forever blowing bubbles,
pretty bubbles in the air
United! United!

Tradução:

Estou sempre soprando bolhas,
lindas bolhas no ar
Elas voam tão alto, elas tocam o céu
E como os meus sonhos, elas desfazem-se e morrem
A felicidade está sempre escondida,
eu já procurei por todo lugar
Estou sempre soprando bolhas,
lindas bolhas no ar
United! United!

O adeus de I'm Forever Blowing Bubbles no Boleyn Ground

O primeiro I'm Forever Blowing Bubbles no Estádio Olímpico de Londres

Não se sabe ao certo qual teoria é a real, mas, de fato, são histórias ricas de um clube com uma torcida apaixonada e que busca reencontrar sua identidade no novo estádio.

Sempre foi bonito ver esse espetáculo no saudoso Boleyn Ground e agora no atual Estádio Olímpico de Londres.