West Brom pode estar atrás de Sean Dyche

West Brom pode estar atrás de Sean Dyche
Foto: Reprodução/Clive Mason/Getty Image

Primeiramente, o comando técnico foi um assunto muito discutido no West Brom em 2021/22. Não só trouxeram Valerien Ismael para iniciar a temporada, como também o demitiram. Em seguida, trouxeram Steve Bruce com a expectativa de evolução. Porém, a decisão pode ter sido ainda pior do que eles pensavam.

Os Baggies ocupam a 12ª colocação na Championship com 60 pontos. A princípio, a expectativa para a temporada era a disputa pelas primeiras posições da classificação. E, decerto, foi algo que ditou o ritmo no começo, sempre ali entre 1º,2º e 3º. Contudo, as dificuldades chegaram, e o rendimento caiu. Até mesmo com Steve Bruce a situação não evoluiu, deixando o clube despencar na tabela.

Portanto, a figura do atual treinador ainda é questionável. Agora, com Sean Dyche livre no mercado, o West Brom pode estar atrás do inglês. Segundo o The Sun e o Birmingham Live, o técnico de 50 anos apareceu como uma das opções. Certamente, o time de West Midlands não é o único interessado, pois o Stoke City também demonstrou interesse.

O nome de Dyche é muito forte não apenas pelo que ele fez no Burnley, mas também da onde ele tirou o clube. Em 2012, quando assumiu o clube, os Clarets era um consolidado time de meio de tabela de Championship. Ou seja, a chegada do inglês foi decisiva para uma sequência de seis temporadas seguidas na primeira divisão futuramente.

Ou seja, essa regularidade na primeira divisão é algo que tanto West Brom quanto Stoke City sonham. Em especial, os Baggies, que permaneceram na Premier League por oito temporadas seguidas, subiram outra vez em 2019/20 e caíram de volta no ano seguinte.

A diretoria do West Brom pode estar incerta

No entanto, mesmo com o interesse em Sean Dyche e as dificuldades neste ano, Steve Bruce pode receber outra chance. Pois, assim como o ex-treinador do Burnley, o atual comandante dos Baggies também é uma ótima peça para retornar à elite do futebol inglês. Ele fez isso à frente do Birmingham e do Hull City.

Além disso, já traçou alguns planos para a próxima temporada, a qual seu atual contrato é até o fim dela. Bruce quer investir em jovens e modificar o elenco. Ademais, o fato de ele não ter recebido uma temporada completa é algo que pode ajudar na sua permanência.