Vitória de Guimarães – História, estatísticas e conquistas

Vitória de Guimarães – História, estatísticas e conquistas
Reprodução/VSC

Vitória Sport Clube é um time de Portugal, com 99 anos de história. Suas cores preta e branca são inconfundíveis no país, com uma boa participação dentro do território nacional. O time tem um título relevante e a quinta maior participação na elite portuguesa.

A equipe tem mais de 10 mil sócios e defende suas partidas em seu campo, o Estádio D. Afonso Henrique. Decerto, o estádio tem capacidade para 30 mil pessoas.

Portanto, o time é fundado após uma reunião de estudantes locais. Confira:

Vitória Sport Clube

Antes de mais nada, o Vitória Sport Clube é fundado em 22 de setembro de 1922, quando um grupo de jovens estudantes da cidade de Guimarães, se reuniram para criar um time de futebol. No início, o clube se vincularia ao Distrito de Braga e lá, jogava os torneios locais.

Em 1927, o time teve de parar suas atividades pela grande crise financeira. Os jogos esporádicos aconteciam até 1932, quando o time retornou de vez, vencendo sua primeira taça em 1934. Desde 2012, o Vitória se tornou empresa e a SAD vem ajudando na vida competitiva atualmente.

Trajetória do Vitória SC – fundação, conquistas e ascensão

Em resumo, o Vitória Sport Clube é um dos times do Campeonato Português, que pertence a cidade de Guimarães. A equipe tem 99 anos de idade, com muita história dentro do cenário português.

Decerto, o time tem uma Taça de Portugal, em 2012/13, além de participações na Liga dos Campeões, Liga Europa e na primeira Conference League.

Mercado da Bola do Vitória SC

Guimarães já começou a se movimentar na janela. No mercado da bola, veremos quem chegará ao time e quem poderá sair também. Primeiramente, o time renovou com o treinador Pepa. O time também anunciou a chegada o lateral japonês Ogawa, além do atacante Jota Silva, destaque da segunda divisão portuguesa.

Por outro lado, o mercado da bola traz as saídas do time. Em confirmação, nenhuma saída até aqui. Entretanto, os rumores de outras saídas existem.

Rumores do Vitória SC

Decerto, os rumores param reforçar a equipe são grandes. As especulações são grandes, pois a equipe irá disputar competições internacionais. Entretanto, nomes ainda são desconhecidos.

Por outro lado, os rumores de saída são grandes. O mercado da bola do time também traz que Sakho tem interesse dos mercados italiano e francês. Outras saídas perto de confirmação são do experiente Ricardo Quaresma e de Sílvio, ambos por fim de contrato.

Mercado de Transferências do Vitória

Em suma, sendo um clube com uma história antiga, gloriosa e muito bonita, certamente os Guimarães tiveram alguns jogadores e até treinadores que ajudaram a construir e continuar a bela história do clube. Dessa forma, separamos cinco nomes no mercado de transferências do clube, com o top 5 de contratações mais caras da história:

Pedro Henrique por £2 milhões vindo do Cianorte-BRA

O primeiro no mercado de transferências, o zagueiro brasileiro é o reforço mais caro da história da equipe. O jogador atuou por dois anos no time, antes de retornar ao Brasil. Por lá, foram 157 jogos, com três gols e oito assistências.

Estupiñán por £2 milhões vindo do Once Calda-COL

Em suma, o atacante colombiano ficou na equipe portuguesa por dois anos, antes de começar com empréstimos e pode sair livre no final da atual temporada. Foram 79 jogos com 28 gols e cinco assistências.

Guilhermo Celis por £1,75 milhões vindo do Benfica

O meio campo colombiano atuou nos Guimarães por dois anos, antes de voltar para o futebol argentino. Foram apenas 45 jogos e um gol, com uma passagem sem sucesso.

Tozé por £1,65 milhões vindo do Porto

Portanto, o meio campo português atuou por dois anos no time, antes de se mudar ao Moreirense. Foram 67 jogos, com 10 gols e cinco assistências. Na época, o time estava em baixa e por isso, o meia trocou de equipe dentro do país.

Rincón por £1,25 milhões vindo do Tigre-ARG

Em suma, o jogador atuou por 2 anos e meio com a camisa preta e branca, mas somente com 14 jogos. O atacante tem carreira no futebol argentino, para onde retornou após sair dos portugueses.