Vitesse – História, estatísticas e conquistas

O SBV Vitesse Arnhen, mais conhecido como Vitesse, é um clube holandês localizado no munícipio de Arnhem. Assim, o clube fundado em 14 de maio de 1892 é um dos mais antigos da Eredivisie e tem como sua casa o estádio GelreDome com capacidade para 21 mil pessoas.

Além disso, o clube viveu o seu auge na década de 1990, tendo o seu melhor resultado na Eredivisie, a terceira colocação na competição na temporada 1997-98.

Contudo, o time virou referência na questão de elevar o patamar de alguns jogadores no cenário europeu. Dessa forma, atletas como Mason Mount, Robin Gosens, Philip Cocu e Nemanja Matic e são alguns exemplos dessa fama do clube.

Trajetória do Vitesse: fundação, conquistas e ascensão

Primeiramente, o clube foi fundado em 1892, sendo assim um dos clubes com maior tradição de sua região. Além disso, o nome do clube tem como significado a velocidade em francês.

O clube é primeiro do país a ter um proprietário estrangeiro, já que o time tem o georgiano Merab Jordania como proprietário, o mesmo que também é ex jogador.

Desde já, vale destacar que o clube não é conhecido por ser extremamente vitorioso ter várias conquistas. Porém, o clube tem suas conquistas, sendo o principal uma Copa da Holanda na temporada 2016/17, além de dois títulos da segunda divisão holandesa e uma conquista da terceira divisão nacional.

Atualmente, o clube pode ser considerado um trampolim para jogadores no cenário europeu, principalmente para o Chelsea. Dessa forma, o clube já recebeu vários jogadores do clube de Londres para compor o seu elenco e ganharem rodagem.

Dessa maneira, alguns nomes conhecidos já passaram pelo clube. Nesse sentido, Lucas Piazon, Mason Mount, além de outros nomes, já foram utilizados no time por meio dessa parceria.

Mercado de transferências do Vitesse

Em suma, o Vitesse não é um clube que costuma aparecer nos principais rumores do mercado da bola. Assim, as suas movimentações no mercado de transferências, são de um valor considerado mais baixo em relação as principais contratações dos clubes no mercado da bola.

Bob Peeters, do Roda JC para o Vitesse por 6,3 milhões de euros

Em meados de 2000, o clube resolveu transformar os rumores em realidade com a contratação do ponta Bob Peteers, que chegou ao clube aos 26 anos de idade. Assim, o time movimentou o mercado da bola com o montante de 6,3 milhões de euros, um valor consideravelmente alto para os padrões do clube no mercado de transferências. Por fim, o jogador deixou o clube em 2003 tendo como destino Miwall. Porém, os valores da negociação são desconhecidos.

Pierre Van Hoijdonk, do Nottingham Forest

Em meados de 1999, o clube fez uma movimentação de impacto no mercado da bola com a contratação do ponta Pierre Van Hoijdonk. Dessa forma, o jogador tinha até então 29 anos e chegava com peso no clube. Dessa maneira, o Vitesse pagou 4,73 milhões de euros pelo jogador que ficou uma temporada no clube e na temporada seguinte foi para o Benfica.

Wilfried Bony, do Sparta Praga

No começo de 2011, o clube mais uma vez confirmou os rumores e anunciou a contratação do marfinense Wilfried Bony, vindo do Sparta Praga. Isto posto, o clube movimentou o mercado da bola com 4 milhões de euros. O jogador ficou no clube até 2013, quando acertou sua saída para o Swansea por 16 milhões de euros.

Didier Martel, do FC Utrecht

Em meados de 2000, o clube anunciou a contratação do ponta Didier Martel vindo do Utrecht por 2,75 milhões de euros. Dessa forma, o time contou com o jogador até 2004, quando ele acertou sua saída para o Helmond Sport. Assim, o jogador saiu sem o clube receber uma vantagem financeira.

Tim Cornelisse, do RKC Waalwijk

Em meados de 2000, o clube movimentou o mercado da transferências com a contratação do lateral direito Tim Cornelisse do RKC Waalwijil. Então, a equipe investiu 2,5 milhões de euros no jogador que ficaria até 2004 no clube, após esse período ele acertou com o Utrecht por valores desconhecidos.