VAR na Premier League deixa de ser exemplo e beira o extremismo

Uso do árbitro de vídeo no Campeonato Inglês tem recebido críticas de técnicos, jogadores, torcedores e jornalistas

VAR na Premier League checking goal Catherine Ivill Collection Getty Images Sport
Catherine Ivill Collection Getty Images Sport

Em meio a um começo de temporada histórico do Liverpool, um novo fator vem chamando a atenção na Premier League: o VAR. Primeira experiência da tecnologia de arbitragem no Campeonato Inglês começou chamando muito a atenção em comparação ao futebol brasileiro, mas agora sofre com críticas com seu extremismo. 

A rapidez das decisões de arbitragem acabou sendo muito elogiada no começo da temporada da Premier League. Comparado com o sistema do VAR brasileiro, as regras inglesas acabaram chamando a atenção por manter a alta intensidade característica do futebol inglês. 

Por outro lado, com o passar das rodadas, as orientações da Premier League viraram alvo de críticas por “beirar o extremismo”. Uma prova disso é nenhum árbitro foi até a cabine do VAR analisar algum lance após as 13 primeiras rodadas do Campeonato Inglês – o que acaba gerando discussões depois de lances duvidosos marcados pelo assistente de arbitragem. 

Acompanhe a PL Brasil no YouTube!

Afonso Alves – Brasileiros na Premier League

Promessa de “sarrafo alto” do VAR na Premier League

Desde o começo da implementação do VAR pelo mundo, a Premier League se colocou contrária à sua utilização, mas foi obrigada a colocá-la em prática nessa temporada. Os gerentes da competição, então, propuseram orientações próprias para que as pausas para análises dos lances não atrapalhassem o ritmo de jogo característico da competição.

Vale lembrar que os clubes da Premier League foram contra o VAR no começo da edição de 2018/19 após polêmicas em jogos-testes na Copa da Inglaterra da temporada anterior. Com isso, o país foi o último das cinco principais ligas europeias a colocar o sistema durante os jogos.

Apesar das críticas feitas, o chefe de arbitragem, Neil Swarbrick, vê os primeiros testes com otimismo e projeta sucesso após dois anos de implementação da tecnologia com ajustes ao passar do tempo. 

Estou realmente satisfeito, honestamente, com o modo como começamos. Temos mais decisões corretas com o VAR do que sem ele. Se a nota agora for sete nos primeiros dias, daqui a dois anos, espero talvez oito ou nove. Ouviremos feedback e onde podemos melhorar as coisas, faremos”, disse o chefe dos árbitros na Inglaterra, em entrevista à BBC Sport

As entrevistas após a implementação da tecnologia sempre tem um tópico sobre o VAR na Inglaterra. Maurício Pochettino, ex-treinador do Tottenham, é um dos mais críticos à novidade de arbitragem.

“Claro que não podemos parar a evolução da tecnologia, mas é difícil aceitar porque amamos o futebol de 30 anos atrás, quando era apenas a decisão do árbitro. Precisamos aceitar que estamos vivendo em uma era diferente, que a tecnologia está no futebol”. 

VAR na Premier League checking goal Catherine Ivill Collection Getty Images Sport
Catherine Ivill Collection Getty Images Sport
Leia mais: 10 times com mais jogadores brasileiros na história da Premier League

Estatísticas do VAR na Premier League até as 12 primeiras rodadas, de acordo com a BBC:

  • Houve cerca de 800 checagens e 29 decisões anuladas.
  • Média de cerca de seis verificações por jogo e uma decisão revertida uma vez a cada quatro jogos.
  • O atraso para uma decisão anulada é de cerca de um minuto e 15 segundos, em média.
  • O atraso médio para uma verificação é de cerca de 30 segundos.

VAR pode afastar estrelas da Premier League, afirma ex-jogador

Ex-jogador do Manchester City e da seleção inglesa, Trevor Sinclair é contra a utilização do VAR na Premier League por achar que pode manchar a marca da competição, fazendo com que as estrelas do campeonato deixem o torneio, citando o atual bicampeão Pep Guardiola.

“A Premier League tem uma marca fantástica e acho que foi afetada negativamente por essa situação do VAR. Não é um espetáculo melhor agora porque o VAR foi trazido. Pep quer esclarecer quais são as regras, porque no momento os fãs, jogadores e dirigentes não têm ideia”, disse Sinclair ao Talksport.

E o VAR vem sendo cada vez mais assunto nas entrevistas com o atual treinador do Manchester City. Depois do confronto contra o Tottenham na final da última edição da Champions League, Guardiola reforçou a “justiça” da tecnologia mesmo após ter lances duvidosos que acabaram em eliminação nas quartas de final da competição.

“Vocês sabem a minha opinião sobre o VAR, nada mudou. Dói o que aconteceu, foi difícil. O VAR pode levar mais tempo para ver as imagens e os diferentes ângulos. Se cometemos erros com o VAR eu não concordaria em levar muitos minutos para tomar a decisão. Mas se o gol de Raheem (Sterling) estivesse impedido e o Tottenham saísse não seria bom para eles. É por isso que eu apoio bastante: porque é justo”, disse Guardiola na época.

Apesar disso, a utilização da tecnologia na Premier League vem deixando o treinador revoltado com os árbitros. Na partida contra o Liverpool, que acabou em derrota dos Citizens por 3 a 1 com dois lances polêmicos, o espanhol cumprimentou o árbitro da partida com certo sarcasmo e preferiu não falar sobre o VAR. 

Leia mais: Os brasileiros com mais títulos no futebol inglês

Klopp: “Há muito o que o VAR melhorar na Premier League

Beneficiado com as decisões do árbitro, Klopp concorda com críticas feitas por Guardiola, mas diz que “ainda há espaço para erros”. Após reunião com os principais treinadores de times europeus na sede da Uefa, o treinador do Liverpool afirmou que há muito o que melhorar no VAR na Premier League. 

 “O VAR pode ser melhorado, pode. Nunca será 100% preciso, todo mundo sabe disso. Mas há algumas coisas que não estão certas. É claro que temos que continuar melhorando. Essas coisas são feitas por seres humanos e nenhum de nós é perfeito. Ninguém está pedindo perfeição, você só quer tomar as decisões certas.”