Van den Berg: novo zagueiro do Liverpool tem potencial para ser titular?

Holandês custou 1,3 milhões de libras aos cofres do clube vermelho

Novo zagueiro do Liverpool, Van den Berg tem potencial para fazer história

Dezessete anos. Essa é a idade de Sepp van den Berg, novo zagueiro do Liverpool. O holandês custou 1,3 milhões de libras aos cofres do clube vermelho; o valor da contratação pode chegar até 4,4 milhões de libras, caso ele cumpra, no time de cima, metas de desempenho previstas no contrato.

O defensor, que tornou-se jogador profissional no ano passado, chegou do PEC Zwolle, equipe de sua cidade natal e, na última temporada, fez 15 aparições na Eredivisie. Foram 13 jogos como zagueiro, e dois como lateral-direito.

Por ser muito novo e precisar ganhar experiência, não atuou os 90 minutos das 15 partidas que fez, tendo, assim, uma média de 60 minutos em campo.

Van den Berg em sua apresentação pelo Liverpool (Foto: Reprodução/Getty Images)

Mesmo com pouca idade, a leitura de jogo de Van den Berg possui muita qualidade. Com o auxílio de sua velocidade — virtude muito notória — , o defensor consegue antecipar os adversários diversas vezes, tomar a posse da bola, e sair jogando com esta. Na última temporada, teve uma média de sete interceptações a cada 90 minutos.

Um exemplo dessa habilidade de ler as situações de jogo é mostrado abaixo. Em uma partida das categorias de base da seleção holandesa, seu adversário recebeu a bola na lateral do campo, e o jovem zagueiro, rapidamente, percebeu que este serviria o companheiro desmarcado no meio-campo.

Leia mais: As mudanças nos troféus ingleses ao longo dos anos

Com isso, ele antecipou-se, acertou a posição de seu corpo e dirigiu-se à trajetória da redonda.

Sua rapidez, tanto de ação, quanto de reação, foi fundamental para que a interceptação do passe fosse concluída com sucesso, e o adversário não conseguisse dar prosseguimento ao lance.

Ainda no âmbito da marcação, é de suma importância destacar os desarmes de Sepp van den Berg. Por ter velocidade, ele consegue posicionar-se tranquilamente na posição adequada para desamar o adversário, como pode ser visto nas imagens abaixo.

Dessa forma, o zagueiro ganha grande parte de seus duelos, mostrando uma marcação dura. Na última edição da Eredivisie, teve uma média de 59% dos duelos ganhos, e sofreu somente 0,3 dribles por partida.

Leia mais: Tielemans, o belga que domina o meio-campo na Premier League

Em muitas jogadas similares às de cima, o holandês sai jogando depois de ter a bola em seus pés. Visto isso, mais uma de suas características fica à mostra: os passes.

Ao longo da última temporada, Sepp teve uma média de 50 a cada 90 minutos e completou 90% deles. Um número excelente, e de grande notoriedade dentro do Liverpool, já que apenas Van Dijk possuiu uma taxa de acerto maior (92,36%) no elenco comandado por Jürgen Klopp. Além disso, ele possuiu uma média de 57,5% dos lançamentos certos.

Com uma mescla de passe curtos e longos, o holandês quebra o tabu de que zagueiros não sabem jogar com os pés, e consegue promover desafogo em várias situações de perigo nos jogos.

Depois de diversos atributos importantes citados acima, por último, mas não menos importante, vale destacar o jogo aéreo de Van den Berg. Defensivamente falando, ele se sobressai. Com seus 1,89 cm, na última temporada, venceu 50% dos duelos pelo alto.

Na parte ofensiva, ele também salta os olhos de quem o vê. Um exemplo disso é um de seus gols marcados com a camisa da seleção de base da Holanda.

Leia mais: Como Declan Rice pode se encaixar na seleção inglesa 

Sua impulsão, senso de posicionamento e consciência na hora de concluir são evidentes, e o dão ainda mais destaque.

Portanto, após o que foi mostrado ao longo do texto, conclui-se que Sepp van den Berg é um jovem de muito potencial, mas que ainda não está pronto para chegar e assumir a vaga de titular no Liverpool. Talvez nem entre no time profissional de primeira , o que é normal para um garoto de 17 anos  .

Com a oportunidade de ter Van Dijk, seu compatriota, como companheiro de posição, tem tudo para aprimorar ainda mais sua técnica, transformar-se em um defensor completo, e garantir uma vaga nos 11 iniciais nos próximos anos.

Contudo, o futebol é uma caixinha de surpresas. Não se pode descartar a possibilidade remota do holandês brilhar nos jogos da pré-temporada 2019/20, e já se tornar uma das peças chaves do elenco de Klopp. Só o tempo dirá.