Udinese x Milan: craque volta aos titulares, mas rossoneros decepcionam

3 minutos de leitura

A partida deste sábado (18) entre Milan e Udinese, pela 27ª rodada da Serie A, marcou a volta do atacante Ibrahimovic ao time titular do Milan depois de mais de um ano. O resultado no Estádio Friuli, no entanto, não foi dos melhores para os rossoneros. O sueco até deixou sua marca, mas o Milan foi derrotado por 3 a 1 — gols de Pereyra, Beto e Ehizibue — e se complicou na disputa pelas competições europeias.

Udinese
18/03/23 - 16:45

Finalizado

3

-

1

AC Milan

Udinese - AC Milan

Italy Serie A - Stadio Friuli

Leia mais:

Mais de um ano sem ser titular

O jogo contra a Udinese foi a primeira vez que o Ibrahimovic começou um jogo oficial como titular do Milan desde 23 de janeiro de 2022. Na oportunidade, o atacante se machucou na partida contra a Juventus e ficou dois meses de molho.

Desde então, o atacante nunca recuperou sua forma plena. Ele voltou a ser relacionado em março mas, até o fim da temporada, em maio, entrou em campo somente oito vezes. Nesse período, somou 100 minutos, nenhum gol e uma assistência.

Mesmo longe do seu melhor e já com 40 anos, Ibra renovou por mais um ano em julho do ano passado. No entanto, outra lesão antes da temporada 2022/23 o deixou de fora por mais alguns meses. Ele só voltou a ser relacionado 10 de fevereiro de 2023, e voltou a campo no jogo do dia 26 de fevereiro, contra o Atalanta.

Também entrou no segundo tempo contra a Fiorentina, na semana seguinte, e contra a Salernitana, há cinco dias, sempre somando mais minutos de forma progressiva. Ao começar jogando diante da Udinese, o sueco voltou à titularidade rossonera 14 meses depois da última vez.

Ibra desde a última vez que entrou como titular

  • 11 jogos
  • 168 minutos em campo (15,2 minutos por jogo)
  • 0 gols
  • 1 assistência

Na partida de hoje, o atacante foi substituído aos 31 do segundo tempo.

Ibra quebra jejum, mas Milan decepciona

E depois de 14 meses sem ser titular, Ibrahimovic conseguiu balançar as redes. Foi também o primeiro gol do sueco pelo Milan desde o dia 9 de janeiro de 2022. Tudo bem que ele precisou de uma ajuda da arbitragem — o gol foi marcado de pênalti na segunda tentativa do atacante. Na primeira, um chute fraco terminou na defesa tranquila do goleiro Silvestri. Para a sorte dele, o árbitro mandou repetir a cobrança por conta de uma invasão na área do Udinese. E, desta vez, Ibra, acertou uma bomba no meio.

De quebra, ele se tornou o jogador mais velho a marcar um gol na história do Campeonato Italiano.

O problema foi que o gol mudou pouca coisa na história do jogo para o Milan. Quando Ibra marcou, a equipe rossonera já perdia por 1 a 0, com um gol de Pereyra logo aos nove minutos. E, dois minutos depois do empate, o português Beto voltou a colocar o time de Údine na frente.

No segundo tempo, Ehizibue deu números finais a partida: 3 a 1 para os mandantes.

Milan tem vaga europeia ameaçada

Com a derrota, os milanistas perderam a chance de ultrapassar Inter de Milão e Lazio e assumirem a vice-colocação do Campeonato Italiano. O time de Stefano Pioli segue em quarto lugar, com 48 pontos — a Lazio tem 49 e a Inter tem 50, ambos com um jogo a menos.

Mais do que isso, Ibra e companhia podem agora ser ultrapassados pela Roma, que está em quinto com 47 pontos e um jogo a menos. A equipe de José Mourinho tem um clássico neste domingo (19) contra a Lazio. O quarto lugar é o último que classifica para a UEFA Champions League, onde o Milan está atualmente nas quartas de final.

Já a Udinese é apenas a oitava colocada e ainda sonha com uma vaga na Conference League — está sete pontos abaixo da Atalanta, atualmente na sexta posição.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]