Udinese contrata Beto e Soppy em últimas horas da Deadline

1 minuto de leitura

Primeiramente, a Udinese foi bem sagaz em esperar as últimas horas da Deadline (dia final do mercado) para aumentar sua proposta. Assim, conseguiu persuadir o Portimonense por Beto Betuncal, pagando sete milhões e mais um bônus de três milhões. A janela de transferências se encerrou ontem (31) às 15h (de Brasília), na Itália. Mas antes, o time italiano também conseguiu trazer o defensor do Rennes, Brandon Soppy, por dois milhões de euros.

Dessa forma, os Bianconeri já haviam mexido bem nessa janela. Ganhando muito com a venda do De Paul e emprestaram Cristo Gonzalez e Martin Pelumbo. E quem chega? Lazar Samardzic, Isaac Success e Nehuén Pérez.

Norberto Betuncal: Reviravolta no DEadline Day

Em primeiro lugar, foi uma ótima contração da equipe, souberam ser estratégica em segurar a oferta até o minuto final. Um jogador determinado que pode dar muita velocidade e mobilidade em campo. Além de ser muito jovem e habilidoso. Vindo direto de Portugal, onde ficou no top10 da artilharia na competição com 11 gols em 21 jogos, na temporada 20/21.

Logo, o português começou sua carreira em um time do distrito de Lisboa, o União Tires, marcando apenas quatro gols. Contudo, começou à se destacar quando foi comprado pelo Olímpico Montijo, em 2018, balançando a rede em 21 oportunidades. Depois foi comprado pelo Portimonense, onde conseguiu sua titularidade e relevância. Antes de se mudar para Itália.

Imagem

Brandon Soppy

Por fim, o lateral se transformou no 5º jogador mais valioso do atual elenco. Jogava pelo 2º time do Rennes (Fra) em 2018 e logo depois subiu para o time principal. Não demorou muito a se destacar, onde foi bem importante na temporada. Com algumas passagens pela seleção francesa sub-16, 17 e 18. Chegando a marcar duas vezes pelo sub-17. Portanto, os Les Bleus ainda não o convocaram para a principal.

Imagem

https://premierleaguebrasil.com.br/udinese-ainda-esta-viva-no-mercado-e-tras-mais-dois-novos-reforcos/

Miguel Lussac
Miguel Lussac

Primeiramente, o futebol virou minha paixão, confesso que antes eu não gostava tanto de acompanhar, mal sabia eu o que estava perdendo. Agora, quero que isso faça parte da minha vida, criando uma carreira com aquilo que eu gosto!