Treinador de Portugal explica Cristiano Ronaldo no banco de reservas

1 minuto de leitura

A escalação de Portugal para o duelo de oitavas de final da Copa do Mundo contra a Suíça pegou a todos de surpresa nesta terça-feira (6). Isso porque o treinador Fernando Santos deixou Cristiano Ronaldo no banco de reservas e colocou o jovem Gonçalo Ramos em seu lugar. Mas o técnico explicou o motivo da sua escolha.

Cristiano Ronaldo
Foto: Divulgação / Paulo Calado

Fernando Santos foi questionado por jornalistas portugueses após o jogo o motivo de ter deixado Cristiano Ronaldo no banco de reservas. Os profissionais queriam sabe se isso tinha relação com a discussão que os dois tiveram quando o treinador tirou CR7 do jogo contra a Coreia do Sul. Mas o técnico refutou essa possibilidade e explicou que isso já vinha sendo treinado.

Nada ligado, esse assunto está encerrado. Foi uma opção estratégica, que já vínhamos a preparar há uns dias para este jogo, com movimentos diferentes. Uma opção estratégica, não mais do que isso, ele é um profissional exemplar e se tiver de ir a jogo, vai ajudar muito Portugal“, disse fernando santos sobre o assunto.

Cristiano Ronaldo ficou no banco de reservas no duelo entre PortugalSuíça até aos 28′ do segundo tempo. Fernando Santos colocou o veterano no lugar de João Félix e ele até fez um gol que foi anulado pela arbitragem. Quando CR7 saiu do banco para jogar, a Seleção Portuguesa já vencia o jogo por 5 x 1. No fim Rafael Leão ainda marcou um golaço e completou a goleada de 6 x 1.

“Estatégia” de Fernando Santos deu certo

Deixar um jogador como Cristiano Ronaldo no banco de reservas é sempre arriscado e por isso Fernando Santos recebeu uma série de críticas no pré-jogo. Mas a estratégia do treinador de Portugal deu certo, e não foi só a vitória expressiva por 6 x 1 que trouxe a classificação para as quartas de final da Copa do Mundo.

O jogador que Fernando Santos escolheu para substituir Cristiano Ronaldo na partida decisiva foi o jovem Gonçalo Ramos de 21 anos. O jogador do Benfica teve bastante personalidade ao substituir o ídolo e fazer três gols, sendo autor do primeiro hat trick desta Copa do Mundo.

Agora a pressão sobre Fernando Santos é para deixar Cristiano Ronaldo no banco e escalar o jovem Gonçalo Ramos nas quartas de final diante do Marrocos. Mas o técnico não sabe se o atacante de 21 anos vai repetir uma atuação pelo menos parecida e se manter CR7 na reserva é realmente necessário. Se ele optar por escalar o veterano, com certeza vai ser alvo de críticas da torcida.

Caian Oliveira
Caian Oliveira

Jornalista. Coordenador especialista em palpites, prognósticos e conteúdo para SEO da PL Brasil.