Conheça o trauma de Cresswell, dispensado do Liverpool aos 15 anos

Lateral dos Hammers ainda criticou as categorias de base dos clubes ingleses

0
280
Conheça o trauma de Cresswell, dispensado do Liverpool aos 15 anos

Aaron Cresswell é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores laterais esquerdos atualmente em atividade na Premier League. O defensor de 26 anos, que está há duas temporadas no West Ham, vem encantando a torcida dos Hammers e o técnico interino da seleção inglesa, Gareth Southgate, que o convocou para os próximos compromissos da seleção nacional.

Leia mais:

Os 10 brasileiros de maior sucesso da história do futebol inglês
Os 10 maiores artilheiros da Premier League
Conhece todos os brasileiros que já atuaram no futebol inglês? Confira!

Antes de chegar ao atual nível, entretanto, Cresswell passou por uma situação traumatizante nas categorias de base do Liverpool, time da sua terra natal e do coração. Acontece que, com apenas 15 anos de idade, o garoto da terra dos Beatles foi dispensado do seu primeiro clube de futebol.

Cresswell contou um pouco da história para o jornal Telegraph. Confira abaixo alguns trechos da entrevista:

Meu pai me deu a notícia dentro do carro. Eu não podia acreditar naquilo que eu acaba de ouvir. Logo me senti devastado. Como criança, estava vivendo um sonho ao jogar pelo Liverpool. Já estava lá há dois anos e a sensação era muito boa.

A questão não era perder o trabalho ou falhar na carreira de futebolista. Era sobre jogar no time que eu torcia. Todos ao meu redor eram torcedores do Liverpool. Meu pai disse: “Não é o fim do mundo! Vamos lá, coloque um sorriso nesse rosto”. E assim o fiz.

Cresswell não desanimou. Com passagens por divisões inferiores do futebol inglês, o lateral atuou por Ipswich Town e Tranmere Rovers antes de chegar ao West Ham, em 2014. Já estabilizado como jogador profissional em uma liga de ponta, ele também analisou as categorias de base do futebol inglês:

Equipes como Arsenal, Manchester City, Manchester United e Chelsea não revelam muitos jogadores ingleses. Vem se tornando uma tarefa cada vez mais árdua, ao contrário de 20 anos atrás, quando os clubes não tinham tanto dinheiro para investir lá fora.

“Os times produziam os seus jogadores nas próprias categorias de base. Eles vão se preocupar em lapidar jogadores de 17 anos aqui da Inglaterra sendo que podem comprar atletas prontos de outras ligas por £30 ou £40m? Creio que isso não deve mudar”.

Cresswell viaja com a Inglaterra para dois compromissos nesta data Fifa: o duelo contra a Escócia, válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo 2018 e a partida amistosa contra a Espanha. As partidas acontecem, respectivamente, na sexta-feira (10) e terça-feira (15).

Não há posts para exibir