Tottenham em queda de rendimento: o que houve com o grande inglês?

Em suma, o Conceito Premier analisa a atual fase do Tottenham Hotspur Football Club, que, após bons resultados nas últimas temporadas, teve uma queda de rendimento. Assim, está com um desempenho abaixo da crítica desde a metade da temporada passada e ainda não engrenou em 2021.

A pergunta a ser respondida é: o que aconteceu/acontece com o Tottenham?

Um grande nome no Big Six

Antes de mais nada, o Tottenham Hotspur é um grande clube inglês, situado no norte de Londres. Além disso, os Spurs fazem parte do chamado Big Six, grupo com os seis maiores clubes que jogam a Premier League, donos de um grande poder de investimento e elencos milionários.

Desde a temporada 2009/10, os Spurs têm terminado entre as seis primeiras colocações da Premier League. Dentro deste período, o maior destaque são das campanhas conduzidas pelo ex-treinador Mauricio Pochettino entre 2014 e 2019, que conseguiu um vice-campeonato da liga nacional e levou o time para a final da Uefa Champions League, em 2019, contra o Liverpool.

Além disso, foi durante o comando do argentino que pela 1ª vez desde 1995, o Tottenham conseguiu terminar o campeonato a frente do seu grande rival, o Arsenal.

A queda de produção e a desconfiança

A princípio, tudo começou ainda com Jose Mourinho como comandante. Após um bom início sobre o comando do português, os torcedores do Tottenham ficaram empolgados. A ideia inicial era de que, com um treinador vencedor como Mourinho, o time londrino estaria mais próximo de encerrar o jejum de títulos. Ao todo, já dura 12 anos. Nesse sentido, a última taça levantada pelos Spurs foi a Copa da Liga Inglesa, em 2008.

Todavia, a passagem do Special One não foi vencedora ou duradoura em Londres. Mourinho acabou sendo demitido em abril de 2020, às vésperas da final da Copa da Liga contra o Manchester City. Assim, ao que tudo indica, problemas de relacionamento e um desgaste com a diretoria levaram a esta decisão.

Dessa forma, ao longo do último ano, houveram diversas discussões entre o treinador e dono do clube, pois Mourinho queria contratações de jogadores mais decisivos e vencedores. Enquanto isso, o clube optava por manter a política de contratar jovens talentos com grande potencial de desenvolvimento e venda futura.

Assim, com toda essa situação desconfortável fora de campo, o ambiente do vestiário acabou sendo contaminado, e o reflexo veio nas atuações do time, que foram ficando piores a cada semana. Isso culminou na eliminação precoce da Europa League, para o Dinamo Zagreb, e não classificação para Liga dos Campeões.

Contudo, o time terminou a Premier League apenas em 7° lugar. Isso gerou ao pedido público do astro Harry Kane, principal jogador do time, para ser vendido na janela de transferências.

Novela Harry Kane

Após o fim da temporada 2020/21, o atacante Harry Kane comunicou a diretoria do clube que queria ser vendido, pois está ficando mais velho e seu desejo é conquistar títulos. Além disso, o capitão fala que não enxerga essa possibilidade atuando pelos Spurs.

De certa forma, Kane está certo. O Tottenham construiu um bom elenco nos últimos anos. No entanto, o fato de não contratarem atletas de maior peso e poder de decisão faz com que o time fique sempre no quase.

Após pedir para ser negociado, Kane não se apresentou no início da temporada e teve seu nome ligado diversas vezes ao Manchester City e até ao Real Madrid. Porém, após o clube recusar uma proposta de 100 milhões de euros pelo atacante inglês e estipular o valor de negociação em 160 milhões de libras, o artilheiro do time se viu na necessidade de se reapresentar e disputar a temporada atual pelo Tottenham.

Sobretudo, claramente a pandemia afetou os cofres do clube, que inaugurou o Tottenham Hotspur Stadium, sua nova casa, ainda durante o período de crise. Essa política está estabelecida no clube já há muitos anos.

Principais aspectos da fase atual e baixo rendimentos dos Spurs

De um modo geral, essa visão do clube não os torna um lugar atrativo para as grandes estrelas do mundo do futebol. Além disso, faz com que os grandes jogadores que lá estão busquem se transferir para equipes que possam competir com os grandes esquadrões do futebol europeu.

Dessa forma, situações, como a novela envolvendo Harry Kane, afetam diretamente o grupo de jogadores e o desempenho dentro de campo, pois o treinador não sabe com quais atletas podem contar. Assim, atrapalha a preparação do time e causa uma grande insatisfação com a torcida.

Por fim, outro fator que vem impactando e contribuindo para má fase atual do clube londrino é a constante troca de treinadores. São três comandantes diferentes desde a última temporada, com estilos de trabalho diferentes. Além disso, este é o primeiro trabalho de Nuno Espírito Santo em uma equipe de grande expressão.

A meu ver, estes são os principais fatores para toda desconfiança e falta de bom desempenho dos Spurs: falta de investimento no time profissional, pouca sabedoria do estilo de treinador, modelo errado de jogo que o clube precisa para brigar por títulos e a dificuldade em lidar de forma assertiva com situações de insatisfação de jogadores, comissão técnica e torcedores.

Foto de destaque: Reprodução/ Tottenham