City x United: torcedor é preso por camisa ofensiva

5 minutos de leitura

A Polícia Metropolitana de Londres informou que identificou e prendeu um torcedor do Manchester United que foi a Wembley para a final contra o Manchester City com uma camisa que ofende as vítimas do desastre de Hillsborough.

Antes do jogo começar, a conta no @LiverpoolPhotox publicou uma foto das costas da camisa do United desse torcedor, na fila de uma das lanchonetes do estádio, onde se lia “not enough” — “não foi o suficiente”, em português — e o número 97.

O 97 faz referência ao número de torcedores do Liverpool que morreram em decorrência do desastre de Hillsborough, em 1989, durante a semifinal da FA Cup entre LFC e Nottingham Forest.

O que foi o desastre de Hillsborough

Na oportunidade, diversos erros de logística e segurança da polícia local levaram à superlotação de uma das arquibancadas do estádio de Sheffield, que por sua vez deixou várias pessoas pisoteadas e asfixiadas. Morreram 95 pessoas no dia, uma nos meses seguintes e a última mais recentemente, em 2021, após anos em coma.

Por anos os próprios torcedores foram apontados pelo governo britânico como os culpados pela tragédia, mas uma luta na Justiça da comunidade de Liverpool conseguiu provar, em 2016, que as autoridades de segurança foram as responsáveis pelas mortes.

O episódio é relembrado anualmente pelo Liverpool e seus torcedores, e costuma receber a solidariedade de todos os clubes da Premier League. Mesmo assim, torcidas rivais dos Reds, como as dos clubes de Manchester ou de Londres, ainda utilizam a tragédia como provocação em cânticos da arquibancada e mensagens nas redes sociais.

Man City
03/06/23 - 11:00

Finalizado

2

-

1

Man Utd

Man City - Man Utd

England FA Cup - Wembley Stadium

1° Turno

Polícia não divulgou o nome do torcedor do United

Desta vez, o compartilhamento no Twitter ajudou a Polícia a prender o torcedor. A imagem foi compartilhada pela organização sem fins lucrativos Hillsborough Survivors Support Alliance (HSA ou, em português, Aliança de Suporte aos Sobreviventes de Hillsborough), que prontamente condenou o torcedor. O tweet original alcançou quase cinco milhões de visualizações, 11,1 mil curtidas e mais de quatro mil compartilhamentos.

— Estamos cientes do episódio e trabalhamos proativamente com os oficiais de segurança do Wembley para identificar o indivíduo. Ele foi preso em suspeita de ofensa à ordem pública e levado para custódia — compartilhou a conta da Polícia Metropolitana.

A informação também foi retuitada pela HSA, que a chamou de “ótima notícia” e prometeu colaborar com o provável inquérito judicial. O nome do torcedor do United não foi divulgado.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]