Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Seiler em ação pelo FC Zurich. Foto: Divulgação/FC Zurich

De antemão, tivemos nos últimos anos o surgimento de atletas brasileiros que nasceram ou foram ainda crianças para países europeus. Assim, esse é o caso do meia-central, Stephan Seiler, de 21 anos, que defende as cores do FC Zurich (SUI). Em entrevista exclusiva a PL Brasil, o jogador falou sobre o futebol suíço, sua relação com os familiares no Brasil e a forte concorrência na Seleção Brasileira.

Stephan Seiler e sua origem nordestina

Em primeiro lugar, Stephan nasceu em Fortaleza, capital do Ceará. É filho de pai suíço e mãe brasileira. O primeiro trabalhou por 15 anos no Brasil até se apaixonar e após a esposa engravidar, eles decidiram se mudar para a Suíça. Desse modo, Seiler deu os seus primeiros passos com a bola ainda criança.

“Quando pequeno, gostava muito do Ronaldinho, queria ser como ele, comecei com quatro anos, e ser profissional sempre foi o meu sonho”. 

Viagens ao Brasil

Mesmo estando a nove mil quilômetros de distância do Brasil, o meia mantém contato com os seus familiares cearenses e costuma vir ao país sul-americano para poder aproveitar o tempo livre.

Tenho contato com os meus tios brasileiros, a cada dois, três anos vou para Fortaleza curtir a praia.

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Stephan Seiler em Fortaleza, capital do Ceará. Foto: Divulgação/Instagram

Começo de Stephan Seiler no FC Zurich

Portanto, aos 12 anos, Stephan Seiler entrou nas categorias de base do FC Zurich, clube da capital do país. Além disso, após boas atuações com gols e assistências, o meia assinou o seu primeiro contrato profissional em 2020.

Assim, o jogador despertou o interesse da Seleção Suíça ainda quanto estava na base, sendo convocado para as partidas dos juniores. Tendo dupla cidadania, Stephan não recebeu o contato da CBF até o momento.

“Eu fiz uma temporada muito boa quando estava no Sub-15 do Zurich. Assim, recebi um e-mail do treinador da Seleção, algo muito rápido, fiz alguns treinos. Mas eu também quero ter a experiência de ir pelo Brasil, sei que a competição é maior, o que diminui as chances”.

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Foto: Divulgação/DR Photos

Seleção Brasileira

A principio, Seiler ainda não foi convocado para compromissos da Seleção principal da Suíça o que permite que ele vista as cores da Amarelinha, realizando assim, um sonho pessoal do atleta.

“Cara, o Brasil sempre entra em Copa do Mundo apontado como favorito, e se eu fosse chamado, não iria perder essa chance”.

Primeiro gol no profissional

No entanto, pouco tempo após subir para o profissional, Stephan acabou tendo uma lesão que o tirou dos gramados por um mês. Mas, o tempo fora não desanimou o jogador e quando voltou, marcou o seu primeiro gol pelo clube.

“Foi demais, estava muito feliz, cheguei no profissional e marquei o gol, nunca mais eu vou esquecer esse momento”.

FC Zurich entre os maiores da Suíça

Em primeiro lugar, o FC Zurich foi fundado em 1896, sendo um dos times mais tradicionais da Suíça. Ao todo, foi campeão da liga 12 vezes, e tem 10 títulos da Copa Suíça.

“É muito tradicional. Só do clube pertencer a maior cidade do país já se torna conhecido. Junto do Basel e Young Boys, estão entre as equipes mais tradicionais da Suíça“.

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Escudo do FC Zurich. Foto: Divulgação/FC Zurich

Capital Suíça

Por outro lado, a cidade de Zurique, é um dos pontos turísticos mais visitados do mundo. Além das festas e festivais de música realizados, a culinária do local é bastante requisitada pelos turistas. Fora de campo, Stephan gosta de aproveitar o tempo livre com a família e a namorada.

“Aqui tem várias festas, mas com a pandemia diminuiu um pouco, são vários estrangeiros, é uma cidade bastante linda e requisitada. Quando não estou em campo, fico com a minha família e namorada, acho importante pois devido a rotina de treinos fico com o tempo curto. Minha família me apoia muito, eles me ouvem, dão conselhos”. 

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Cidade de Zurique, capital da Suíça. Foto: Divulgação/29 horas

Brasil x Suíça no futebol

Fora das principais ligas europeias de futebol, o campeonato suíço é pouco conhecido aqui no Brasil. Mesmo assim, Stephan contou que diferente daqui, o nível do torneio exige mais o físico dos jogadores do que a técnica.

“No Brasil é mais técnico, habilidade. Já na Suíça é mais físico, todos aqui jogam com o coração. A liga é competitiva, tem aqueles clubes mais conhecidos como Basel, Young Boys, o próprio Zurich. Acredito que seja assim na maioria dos países europeus, são jogos onde o lado físico é bastante exigido”.

Diferenças culturais

Em suma, no FC Zurich, Stephan atuou ao lado do também brasileiro Nathan Cardoso (ex-Palmeiras e Chapecoense). Assim, quando chega algum atleta brazuca na liga, a mídia repercute bastante, segundo contou Seiler. Além disso, as diferenças culturais entre Brasil e Suíça são grandes.

“É difícil falar, além do clima ser bem diferente. As pessoas no Brasil são bem simpáticas, você vai na praia consegue conversar com todo mundo, já aqui não, as pessoas na Suíças são mais reservadas, tem que prestar atenção com quem você fala e a maneira como fala. Aqui em casa eu falo português com a minha mãe, já com o meu pai é mais alemão. Quando eu vou pro Brasil falo só em português com a minha família, mas quando estou na Suíça não falo tanto“.

Torcedor do Leão do Pici

Mesmo morando fora do Brasil, Stephan assumiu que acompanha o futebol brasileiro, além de afirmar ser torcedor do Fortaleza EC. Esse relação de amor com os clubes brasileiros, começou com o seu pai, adepto fanático pelo Botafogo. Pois, o avô de Seiler assistiu a Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 1962, na Suíça, ser coroada bicampeã mundial com Garrincha e companhia.

“Eu acompanho muito, sempre vejo os resultados, alguns tios torcem para o Flamengo, meu pai como disse é botafoguense, e eu torço para o Fortaleza. Nunca pensei em jogar no Brasil, mas seria uma grande oportunidade, sou brasileiro e tenho vontade de voltar algum dia, quem sabe?”

Pandemia e rotina de treinos

Com a chegada da pandemia do novo coronavírus, o mundo acabou sendo abalado em todos os segmentos, assim, no futebol não foi diferente.

“Foi e está sendo difícil, mas eu sou uma pessoa que sempre pensa positivo, sabe? O futebol aqui também parou, quando voltamos, os estádios sem torcida foi algo que afetou todos nós, porque os torcedores nos motivam, nos ajudam, então é muito importante a presença deles, são os melhores da Suíça, mas aos poucos as coisas estão voltando ao normal. Treinei em casa, algo complicado, porque gostamos de treinar ao livre com os companheiros”.

Blerim Dzemaili

Por outro lado, os jogadores mais experientes do elenco dão dicas e orientam bastante os meninos da base, sendo o capitão Blerim Dzemaili um dos principais apoiadores da garotada.

“Ele tenta ajudar muito a gente, já jogou Copa, Champions. me ajuda muito, somos da mesma posição, me orienta e eu aprendo muito com ele”.

Experiência no 2º time

Com apenas 21 anos, Stephan Seiler está alternando entre a equipe principal e o segundo time do FC Zurich. Foi uma decisão da comissão técnica para dar a ele mais tempo em campo e também no seu desenvolvimento tático.

“O André Breitenreiter (técnico) veio falar comigo, ele gosta muito de mim e do meu futebol, a competição interna é grande, mas ele pediu para mim ter calma e por isso que no segundo time venho tendo mais tempo em campo. Os jogadores são mais novos também, então é todo mundo querendo subir para o profissional, eles pedem muito a minha ajuda afinal eu sou do primeiro time e eles se espelham em mim”.

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Foto: Divulgação/excensy

Serviço militar

Porém, Stephan não vai ter tanto tempo para mostrar em campo o que sabe, pois o meia vai ter que cumprir o serviço militar obrigatório neste mês de novembro. Portanto, ele só retornará aos gramados em três ou quatro meses.

“Agora está um pouco complicado, porque em novembro vou ter que cumprir o serviço militar obrigatório, estou um pouco nervoso, mas é uma categoria diferente, são só para esportistas, vou ficar três ou quatro meses, mas quando eu voltar vai ser foco total no futebol”.

Barcelona e Champions League

Dentre os seus principais objetivos a longo prazo, Seiler tem como meta defender as cores do Barcelona e atuar na La Liga. Como títulos, a Champions League é um sonho para o suíço-brasileiro.

“Desde criança gosto do Barcelona e do estilo da Liga Espanhola, é mais técnica assim como o do Brasil. Deus sabe das coisas né? Não sabemos o dia de amanhã. Em títulos, vencer uma Champions League seria a realização de um grande sonho”.

Alô, Brasil!

Por fim, Stephan Seiler aproveitou para mandar um abraço a toda população brasileira que ainda não o conhece, e tratou de dizer que um dia pode vir a jogar em solo tupiniquim.

“Oi Brasil, eu sou uma pessoa muito humilde, esforçado, sou feliz, amo jogar futebol, gostaria de mandar um abraço para todos os torcedores brasileiros, e quem sabe um dia, eu consigo ir jogar aí”. 

Torcedor do Fortaleza e promessa do FC Zurich: Conheça Stephan Seiler
Stephan Seiler em ação pelo FC Zurich. Foto: Divulgação/Instagram
Artigo anteriorPalpite, Prognóstico e Odds para Luton Town x Middlesbrough – 02/11
Próximo artigoPalpite, Prognóstico e Odds para Borussia x Ajax – 3/11
Estudante de jornalismo que sonha em trabalhar nos maiores eventos esportivos do mundo. E, assim, ser referência na área. Meu principal objetivo é ser correspondente internacional em Londres. Sou fascinado por futebol, e como o esporte influencia às pessoas, e o mundo. Não me limito apenas a assistir, mas a consumir em sua totalidade, estudando e entendendo regras, conceitos, histórias e tudo que envolve o mundo das quatro linhas. No entanto, gosto de acompanhar outras modalidades, como: Basquete, Surf, Futebol Americano, Hóquei, Tênis, dentre tantas outras. Junto isso, tenho o amor pela leitura e a escrita como minhas aliadas na hora de passar para os meus textos, todas as sensações e emoções que estou sentindo, ao lado de informações relevantes com apuração precisa. Seja bem-vindo (a)!