Thomas Tuchel se irrita com Barcelona

A saber, o mercado de transferências segue agitado. Assim, com chegadas e saídas, o elenco de Thomas Tuchel se modificou e o clube ainda aguarda definições. Contudo, o técnico alemão está incomodado com um clube em questão, o Barcelona. Dessa forma, com o assédio do time catalão a um dos atletas do plantel do time londrino, Tuchel demonstrou insatisfação com os espanhóis em entrevista nessa última sexta-feira (22).

THOMAS TUCHEL IRRITADO

A princípio, o técnico do Chelsea, Thomas Tuchel, disse nessa sexta-feira (22) que não está disposto a liberar o defensor César Azpilicueta ao Barcelona. O clube espanhol demonstra interesse no jogador a meses.

Assim, em entrevista aos veículos que estão cobrindo a pré-temporada da equipe inglesa nos Estados Unidos, Tuchel ainda disse que o Barça oferece valores muito baixos para ter o zagueiro/lateral de 32 anos.

Por fim, vale salientar que o jogador vem participando normalmente da pré-temporada dos britânicos e segue com a braçadeira de capitão.

“Não tenho certeza que quero dar a Azpilicueta o que ele quer. Isso também vai de encontro ao que queremos como clube e como equipe. Só tenho que fazer a comparação entre o que nos custou para trazer (o zagueiro senegalês Kalidou) Koulibaly, que também é um atleta de nível de seleção e com praticamente a mesma idade (de Azpilicueta)”, disse o alemão.

O técnico completou sobre a situação do ex-defensor do Napoli.

“Ele era um jogador muito importante para o Napoli, mas nós temos um atleta da seleção espanhola que é capitão aqui. Eu os vejo no mesmo nível, mas o Barcelona. Então, não estou seguro se quero dar a Azpilicueta o que ele quer, porque é um grande jogador”, completou.

ÚLTIMA TEMPORADA DE AZPILICUETA NO CHELSEA?

Com o futuro indefinido, o defensor espanhol ainda possuí mais um de ano de contrato com os Blues. Dessa forma, em reuniões com o jogador, a diretoria dos Azuis afirmou que topa vendê-lo ao Barcelona, até como agradecimento por seus serviços e pelos muitos títulos que ganhou pelo clube.

No entanto, uma negociação só seria fechada por valores altos, como no caso de Koulibaly, que custou 33 milhões de libras (R$ 217,84 milhões) à equipe de Stamford Bridge.