‘Bode expiatório’ e ‘mentiras’: desentendimento entre Ten Hag e Sancho vira crise no United

4 minutos de leitura

As horas que se seguiram após a derrota do Manchester United para o Arsenal por 3 a 1, no Emirates Stadium, pela quarta rodada da Premier League, tiveram como destaque o desentendimento entre o treinador red devil, Erik Ten Hag, e um dos jogadores do elenco.

A “treta” se iniciou porque Jadon Sancho não foi relacionado por Ten Hag para o confronto em Londres. Na entrevista após o jogo, o holandês justificou sua escolha com o desempenho do atacante inglês nos treinamentos.

Ele não foi relacionado por causa da performance nos treinos. Você tem que alcançar seu maior nível todos os dias no Manchester United. Temos escolhas para montar o ataque, então ele não foi selecionado para o jogo — argumentou Ten Hag.

‘Não vou permitir que digam coisas completamente mentirosas’

Mas Sancho não deixou a fala de Ten Hag passar batido. Minutos depois, o inglês postou um comunicado nas suas redes sociais para rebater o treinador.

Por favor, não acreditem em tudo que vocês leem. Eu não vou permitir que pessoas digam coisas completamente mentirosas, eu fui muito bem nos treinos nessa semana. Acredito que existam outras razões para a escolha que eu não vou detalhar, eu tenho sido um bode expiatório há muito tempo e isso não é justo — publicou Sancho.

O inglês também escreveu que respeita “todas as decisões tomadas pela comissão técnica”, se sente “grato” por estar no elenco e sabe que é “um desafio semanal”. “Continuarei a lutar por esse escudo, não importa o que aconteça“.

Sancho: ‘flop’ no United?

Revelado pelo Manchester City, Jadon Sancho foi contratado por 85 milhões de euros em 2021, quando estava no Borussia Dortmund, mas nunca correspondeu à expectativa em Old Trafford.

O atacante participou de 38 jogos em 2021/22, com apenas cinco gols e três assistências. Já na temporada passada, a primeira sob o comando de Ten Hag, ele fez sete gols e quatro assistências em 41 jogos — apenas 26 deles na Premier League.

Sancho na Premier League pelo Manchester United

  • 2021/22: 29 jogos – 20 como titular
  • 2022/23: 26 jogos – 21 como titular
  • 2023/24 – 3 jogos – 0 como titular

Já na atual temporada, antes de ficar de fora do clássico contra o Arsenal, o atacante entrou no segundo tempo das duas rodadas anteriores. Mas não se envolveu diretamente em nenhum gol.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista nascido em Campinas, morador de São Paulo e formado pela ECA-USP. Subcoordenador da PL Brasil desde 2023. Cobri Copa América, Copa do Mundo e Olimpíadas no EL PAÍS, eleições nacionais na Revista Veja e fui editor de conteúdo nas redes sociais do Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]