Ten Hag mantém otimismo no United após nona derrota em 17 jogos e tem apoio de ídolo do clube

5 minutos de leitura

O Manchester United perdeu seu terceiro jogo na fase de grupos da Champions League no final da tarde desta quarta-feira (8). Os Red Devils chegaram a abrir 2 a 0 contra o Copenhague, fora de casa, mas, com a expulsão de Marcus Rashford, o time mandante buscou o empate ainda na primeira etapa. No segundo tempo, os Diabos Vermelhos chegaram a marcar o terceiro com Bruno Fernandes, de pênalti, mas a equipe dinamarquesa empatou e virou a partida. A derrota aumenta a pressão sobre o técnico Erik ten Hag, que não consegue repetir o bom trabalho feito na temporada passada.

Essa foi a primeira vez desde 1973/74 (temporada em que foi rebaixado) que o Manchester United perde nove de seus 17 primeiros jogos em uma temporada, contando todas as competições. Outras marcas negativas também foram alcançadas pelos Red Devils na derrota para o Copenhague, de acordo com a OptaJoe:

  • O Manchester United perdeu um jogo da Champions League em que liderou pela primeira vez por mais de dois gols. Em todas as competições, esta foi a primeira derrota dos Red Devils depois de uma vantagem de dois gols desde setembro de 2014 contra o Leicester City ( 5-3) .
  • O Manchester United é a primeira equipe registada (2003-04 em diante) a conceder uma grande penalidade em cada um dos primeiros quatro jogos numa campanha de Champions League.
  • O Manchester United é o primeiro time a marcar dois gols, ter um jogador expulso e sofrer um pênalti no primeiro tempo de uma partida da Champions League desde o Bayern de Munique contra o Manchester City, em novembro de 2014.

Apesar da má fase, Ten Hag parece otimista e prefere focar nos pontos positivos da partida em que jogou mais da metade com um jogador a menos e ainda conseguiu ficar à frente do placar em um determinado momento, no segundo tempo.

“Eu fico com os pontos positivos. Mesmo com 10 homens, conseguimos ter a bola e ditar o jogo. Mas ainda estamos decepcionados”, declarou o treinador em entrevista pós-jogo.

Ten Hag também ficou na bronca com a arbitragem e questionou não apenas a expulsão de Rashford, mas também a regularidade do primeiro gol do Copenhague.

— Quando você congela (a imagem do lance da expulsão), faz com que pareça muito pior. O jogo nunca foi feito para ser assim, isso não tem nada a ver com futebol. Não foi apenas esta noite que as decisões foram contra nós, mas a temporada é longa, então eventualmente isso mudará para nós — afirmou.

“Você pode ver que há um jogador na frente de Onana em posição de impedimento no primeiro gol do Copenhague”, disse à “TNT”.

Ten Hag protegido por lenda do Manchester United

Apesar da vitória apertada contra o Fulham no último sábado (4), a fase do Manchester United não é boa. O time liderado por Ten Hag foi eliminado precocemente da Copa da Liga Inglesa, com uma derrota por 3 a 0 para o Newcastle, mesmo placar da derrota no clássico de Manchester em casa. Além disso, os Red Devils ocupam a lanterna do grupo A da Champions League e estão apenas na oitava colocação na Premier League. Ainda assim, Paul Scholes, bicampeão da Champions League e 13 vezes campeão da Premier League com os Diabos Vermelhos, defende a permanência do técnico holandês no clube.

— Ainda não sinto que haja tanta pressão sobre Ten Hag. Ele teve uma boa temporada passada e derrotas graves nesta, mas nove derrotas em 17 não são suficientes. Eu sei que o United já demitiu antes, mas não acho que ele possa se dar ao luxo de continuar fazendo isso. Ten Hag teve azar esta noite, mas o Manchester United lutou bem. Faltou um pouco de liderança. Não é fácil jogar fora na Champions League — disse Scholes à “TNT”.

Campeão da Premier League com o Manchester United em 2007/08, Owen Hargreaves corroborou com o otimismo de Ten Hag.

— O Manchester United pode vencer os dois jogos (da fase de grupos da Champions League). Eles precisam ser positivos e otimistas. Hojlund foi ótimo esta noite e eles precisam se concentrar nos aspectos positivos, e ele foi um deles — afirmou.

Sem tempo para lamentar a derrota, o Manchester United já inicia a preparação para encarar o Luton Town no início da tarde deste sábado (11), 12h (horário de Brasília), no Old Trafford, em jogo válido pela 12ª rodada da Premier League.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.