‘Não foi só Onana…’: Ten Hag fala sobre falha e diz que ele e Manchester United ‘precisam se olhar no espelho’

6 minutos de leitura

O Manchester United começou a Champions League com uma derrota decepcionante por 4 a 3 para o Bayern de Munique. O revés começou com uma falha bizarra de André Onana para o gol de Leroy Sané. O goleiro se culpou pelo resultado negativo na estreia dos Red Devils na Liga dos Campeões. O treinador do time inglês, Erik ten Hag, saiu em defesa do arqueiro camaronês na entrevista coletiva após o jogo.

— Se um jogador comete um erro, está feito, acabou. Temos que acreditar como equipe que sempre podemos nos recuperar. Continue no jogo e não permita que o adversário marque um gol. Não se trata de um erro. Foi muito fácil para o jogador chutar — declarou Ten Hag.

Com a derrota para o Bayern de Munique, o Manchester United coleciona números defensivos alarmantes. Os Red Devils sofreram três gols ou mais em três partidas consecutivas pela primeira vez desde 1978, perdeu 18 dos últimos 35 jogos fora de casa em todas as competições (51% – 13V 4E) e foram vazados 14 vezes em todas as competições na temporada, o maior número de qualquer time da Premier League. Logo após o jogo, Onana deu uma entrevista forte dizendo que ainda precisa se provar no Old Trafford, já que seu início não é bom.

— Merdas acontecem na vida. Esse erro nos custou a vitória. A responsabilidade é minha, por minha causa não vencemos e tenho que aprender com isso. Tenho muito a provar, porque para ser sincero o meu início no Manchester United não é tão bom — disse o jogador de 27 anos.

Ten Hag, por outro lado, defendeu novamente o goleiro que custou 55 milhões de euros (R$ 297 milhões) ao Manchester United e o elogiou por ir até a imprensa e não se esconder, mesmo após ter cometido uma grande falha em um jogo importante.

— Aquele gol não foi só André (Onana) se você ver a facilidade com que Sané invade o espaço, e isso tem a ver com determinação. Ele assume a responsabilidade e isso mostra personalidade. Ele precisa dessa personalidade para chegar a níveis mais altos. Se houver um erro, não o torne maior do que é. No segundo tempo ele fez boas defesas, isso mostra suas habilidades — afirmou Ten Hag.

Em seguida, o comandante dos Diabos Vermelhos voltou a dividir a responsabilidade da derrota entre todo o elenco e equipe técnica, mas destacou as falhas na marcação de seu time.

— Todo jogo é importante. Temos que fazer a nossa própria sorte. Ninguém vai te ajudar. Veja, nos primeiros 25 minutos fomos bons, mas não marcamos, então temos que continuar no jogo, mas olhe para o primeiro gol, você tem que dificultar o chute — disse o técnico.

Manchester United deixou ponto escapar

O técnico do Manchester United também lamentou o fato de sua equipe ter conseguido marcar três gols contra o Bayern de Munique fora de casa e ter saído sem nenhum ponto da Allianz Arena.

— Estou decepcionado. Quando você marca três gols em Munique, pelo menos você tem que somar um ponto, mas nós não, então temos que nos olhar no espelho, os gols foram uma dádiva fácil — declarou o treinador holandês.

Olhos de volta à Premier League

O Manchester United não tem muito tempo para lamentar a derrota. Os Red Devils ocupam a 13ª posição na Premier League e estão a apenas cinco pontos da zona de rebaixamento. Na tarde deste sábado (23), às 16h (horário de Brasília), o time de Erik ten Hag e André Onana visita o Burnley, no Turf Moor, em jogo válido pela sexta rodada do Campeonato Inglês. A vitória é extremamente importante para os Diabos Vermelhos espantarem a má fase.

“Cada jogo é importante. Cada jogo é importante. Temos que fazer a nossa própria sorte. Ninguém pode nos ajudar”, finalizou Ten Hag em sua entrevista coletiva.

Man Utd
21/12/22 - 17:00

Finalizado

2

-

0

Burnley

Man Utd - Burnley

England EFL Cup - Old Trafford

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.