Após ‘novela’, Manchester United decide manter Ten Hag no cargo e define próximo passo

5 minutos de leitura

Erik ten Hag permanecerá como técnico do Manchester United. Foi feita uma revisão do clube no final da temporada e decidiu-se pela manutenção do holandês no cargo. Ele também concordou em permanecer em Old Trafford. A informação é do site “The Athletic”.

O treinador vivia uma incerteza sobre seu futuro, depois de uma temporada aquém do esperado em que o Manchester United foi eliminado na fase de grupos da Champions League e terminou o Campeonato Inglês na oitava posição — pior da história do clube na era Premier League. O alívio de Ten Hag em 2023/24 foi o título da Copa da Inglaterra sobre o rival Manchester City no Estádio Wembley.

Ten Hag tem contrato com o Manchester United até junho de 2025, com opção de prorrogação por mais 12 meses. Agora técnico e clube vão discutir sobre uma possível extensão desse vínculo.

Ainda de acordo com o jornal inglês, antes de definir a permanência de Ten Hag, o Manchester United chegou a sondar cinco técnicos que trabalham ou trabalharam no futebol inglês:

  • Thomas Tuchel, ex-Chelsea e Bayern de Munique
  • Roberto de Zerbi, ex-Brighton
  • Mauricio Pochettino, ex-Chelsea
  • Thomas Frank, do Brentford;
  • Kieran McKenna, ex-Ipswich Town

A decisão de manter o holandês no cargo foi tomada pelo coproprietário do Manchester United, Sir Jim Ratcliffe, e pelo diretor esportivo da INEOS, Sir Davi Brasilsford.

Números de Ten Hag no Manchester United

A FA Cup foi o segundo troféu em duas temporadas de Ten Hag no Manchester United. Em sua primeira jornada, ele deixou os Red Devils na terceira posição da Premier League e venceu a Copa da Liga Inglesa, além de chegar à final da Copa da Inglaterra em que foi derrotado pelo rival City.

— Dois troféus em dois anos não é ruim, três finais em dois anos não é ruim. Se eles não me querem, então vou para outro lugar para ganhar troféus, porque é isso que eu faço — disse Ten Hag logo após vencer a Copa da Inglaterra de 2023/24.

Marcas negativas de Ten Hag no Manchester United

Ten Hag após uma vitória do Manchester United (Foto: Icon Sport)

A última temporada, no entanto, marcou a pior posição do clube no Campeonato Inglês desde 1989/90. Também foi a primeira vez que o Manchester United terminou uma temporada com saldo de gols negativo desde 1990.

A marca de 58 gols sofrido é o maior número em uma temporada de Campeonato Inglês do Manchester United desde 1978/79. Apenas o West Ham e os três rebaixados — Luton Town, Burnley e Sheffield United — foram vazados mais vezes.

O Manchester United da última temporada conseguiu superar o Derby County de 2007/08, que foi rebaixado para a Championship (segunda divisão inglesa) com 11 pontos, em chutes sofridos.

Os Red Devils também levaram 15 gols na Champions League, maior número de um time da Premier League na história da competição europeia.

Problemas no ataque

Mas não foi só a defesa que passou por dificuldades na temporada. O ataque montado por Ten Hag também foi mal. A derrota por 2 a 0 para o West Ham em dezembro do ano passado foi a primeira vez que o clube não conseguiu marcar em quatro jogos consecutivos desde 1992.

Além de tudo isso, o Manchester United terminou a temporada com nove derrotas em Old Trafford, algo que não acontecia desde 1973/74, última vez que o clube foi rebaixado para a segunda divisão da Inglaterra.

Os dados também foram retirados do site “The Athletic”.

Saldo geral de Ten Hag no comando do Manchester United

  • 114 jogos
  • 68 vitórias
  • 15 empates
  • 31 derrotas
  • 207 gols marcados
  • 156 gols sofridos
  • Aproveitamento de 64%
Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.