Balanço da temporada 2018/2019 do Fulham na Premier League

Cottagers foram a principal decepção dentre os 20 times

0
189
Balanço da temporada 2018/2019 do Fulham na Premier League
A temporada de Cairney, cérebro do time em 17/18, foi bem tímida. Foto: Getty

Balanço da temporada 2018/2019 do Fulham na Premier League

Acesso conquistado com um bom futebol, destaques da campanha mantidos, elenco reforçado e estilo de atuar bem consolidado. Agora vai, certo? Errado. Muito errado. A temporada do Fulham foi um desastre completo. De ponta a ponta, sem qualquer chance de reação ou sobrevivência.

O time de Londres foi a maior decepção do Campeonato Inglês. Com alguma distância para os outros clubes, inclusive. Apenas na janela de transferências, o Fulham gastou impressionantes 466 milhões de reais. Nomes como Serri, Schurlle e Vietto assinaram com a equipe. O que se viu em campo, contudo, foi muito pouco.

O planejamento parecia ser o correto, as contratações foram animadoras, então qual o motivo de tudo ter ido para o brejo?

Leia mais: PL Brasil Press Awards: a opinião dos jornalistas sobre a temporada 2018/2019

Acredito fielmente que tenha muito a ver com a demissão precoce de Slavisa Jokanovic. O treinador sérvio, que estava em Craven Cottage desde 2015, só durou 12 jogos à frente dos Whites. Tudo bem que no período o time vinha mal, com somente uma vitória e dois empates, mas mesmo assim a decisão foi bem precipitada e levou tudo ao caos.

Após a saída de Jokanovic, o italiano Claudio Ranieri foi apontado como substituto. De estilo totalmente diferente, o treinador campeão com o Leicester tentou dar uma chacoalhada no elenco. Sem sucesso, o comandante não durou quatro meses na equipe de Londres. Acumulou dez derrotas em 16 partidas, agravando ainda mais a crise do Fulham.

Com duas mudanças de comando dentro da temporada, o destino não poderia ser outro: os Cottagers foram rebaixados ainda na 33ª rodada. Depois de um desempenho patético, com 26 derrotas em 38 jogos e um total de 81 gols sofridos, só restou ao dono do clube, o paquistanês Shahid Khan, pedir desculpas para a tradicional torcida londrina.

Destaque

Mitrovic esteve envolvido em mais de um terço dos gols do Fulham na Premier League
Foto: Divulgação/Facebook

Com 11 gols e três assistências, é correto e até justo apontar Mitrovic como o grande destaque da temporada do Fulham. O jovem atacante sérvio esteve envolvido em mais de um terço de todos os tentos londrinos na Premier League (34).

A campanha foi ruim, sem dúvidas, mas com um Mitrovic ausente teria sido bem pior. Muito pior

Decepção

A temporada de Cairney foi bem aquém do esperado Foto: Getty

Timidez. Eis uma bela palavra para definir Tom Cairney na Premier League. Cérebro e peça-chave do Fulham na Championship, o meia escocês não conseguiu demonstrar um bom futebol dentro da elite inglesa.

Apesar de estar envolvido em 31 partidas, o jogador de 28 anos só foi capaz de marcar uma vez, com uma assistência também anotada. É muito pouco de quem se esperava um belo crescimento.

Para se ter uma ideia, somente na temporada 18/19, o valor de Cairney, de acordo com o Transfermarkt, caiu em mais de três milhões de libras. É muita coisa.

Luz no fim do túnel? 

Antes apenas interino, Scott Parker recebeu o apoio do elenco para ser efetivado
Foto: Getty

Após assumir o time de forma interina na 29ª rodada, o ex-jogador Scott Parker acabou efetivado como treinador do Fulham com o término da Premier League. Foi sob seu comando que os Whites, já rebaixados, conseguiram emplacar três vitórias seguidas no campeonato, se livrando, assim, da ainda mais vergonhosa lanterna.

Parker, que se aposentou no time de Londres como capitão, contou com o apoio do elenco para continuar à frente do clube de Craven Cottage. De certo que terá muito trabalho para retornar à Premier League, além de algumas baixas no elenco pelo caminho.

Entretanto, o torcedor londrino saberá que na beira do gramado estará alguém que conhece e respeita muito o Fulham. É um ótimo perfil profissional para retomar o caminho das glórias.