Balanço da temporada 2018/2019 do Chelsea na Premier League

Blues oscilaram bastante na primeira temporada de Sarri

Balanço da temporada 2018/2019 do Chelsea na Premier League
(AP Photo)

Balanço da temporada 2018/2019 do Chelsea na Premier League

O Chelsea iniciou a temporada 2018/19 com um grande ponto de interrogação. Após a saída conturbada de Antonio Conte, o clube londrino contratou Maurizio Sarri para dar continuidade ao trabalho na equipe londrina, que havia feito um Campeonato Inglês cheio de altos e baixos.

A escolha pelo ex-técnico do Napoli significou uma grande mudança no estilo de jogo dos Blues, já que a filosofia de Sarri é completamente diferente da dos comandantes que passaram por Stamford Bridge e conquistaram títulos nos últimos anos. A paixão pela posse de bola e pelo comando das ações nas partidas resultou em um início de transição que os atletas (ainda) precisam se encaixar.

Leia mais: PL Brasil Press Awards: a opinião dos jornalistas sobre a temporada 2018/2019

Jorginho, jogador de confiança do comandante italiano no clube napolitano, foi contratado, assim como Mateo Kovacic, que chegou por empréstimo do Real Madrid. Além disso, Kepa Arrizabalaga, o goleiro mais caro da história do futebol, assinou com o Chelsea para suprir a saída de Thibaut Courtois.

Mesmo em um ano de transição e com algumas dificuldades relacionadas ao elenco e momentos conturbados entre técnico e jogadores, a temporada na Premier League acabou com um final feliz para os Blues. O time londrino terminou na terceira colocação no Campeonato Inglês e voltará a disputar a UEFA Champions League a partir de agosto.

Kepa e Sarri protagonizaram uma discussão na final pela Copa da Liga Inglesa, contra o Manchester City (Reuters)

O time comandado por Sarri teve dificuldades ao longo da competição quando se fala em confrontos contra as equipes do Big Six, o que de certa maneira, já era esperado. Das dez partidas disputadas, o Chelsea venceu três, contra o Arsenal, Manchester City e Tottenham, todas em Stamford Bridge.

Além disso, o clube azul de Londres empatou outras três disputas, contra Liverpool e Manchester United, sob seus domínios, e mais uma vez contra os Red Devils, desta vez em Old Trafford.

LEIA MAIS: A PL Brasil elegeu os melhores da Premier League 2018/19

O saldo negativo contra as principais equipes da Inglaterra ficou nas quatro derrotas, contra Arsenal, no Emirates Stadium, Liverpool, em Anfield, Tottenham, em Wembley e contra o atual campeão da Premier League, o Manchester City, que bateu o Chelsea por 6 a 0 no Ettihad Stadium.

SALDO CONTRA O BIG SIX

Arsenal: uma vitória e uma derrota
Liverpool: um empate e uma derrota
Manchester City: uma vitória e uma derrota
Manchester United: dois empates
Tottenham: uma vitória e uma derrota

Destaque

Hazard foi o líder em assistências na Premier League 2018/19 (Photo by Mike Hewitt/Getty Images)

Já esperado, o destaque do Chelsea na temporada foi, mais uma vez, Eden Hazard. Pela Premier League, o belga jogou em 37 oportunidades, marcou 16 gols e deu 15 assistências para os seus companheiros.

O craque dos Blues, inclusive, recebeu 24 votos da equipe da PL Brasil e figurou na seleção da temporada da Premier League.

Muitos jornais esportivos dão como certa a transferência do belga para o Real Madrid na próxima janela. Com a punição da FIFA ao clube londrino, que impede que os Blues contratem qualquer jogador a partir de agosto durante um ano, o Chelsea deverá ter grandes problemas caso Hazard se mude para a Espanha.

Decepção

Giroud não fez boa temporada pelo Chelsea e pode ser negociado na próxima janela (Getty Images)

Campeão mundial com a seleção francesa em 2018, Olivier Giroud foi uma grande decepção para os torcedores do Chelsea.

O atacante jogou 26 partidas pela Premier League e marcou apenas dois gols. Uma baixíssima média de 0,07 gol por jogo. Além disso, o francês deu quatro assistências para os seus companheiros de equipe.

O CHELSEA NA PREMIER LEAGUE 2018/19

  • Jorginho foi o jogador que mais deu passes na temporada, com 3.118.
  • Kepa Arrizabalaga ficou em 3º lugar no quesito “clean sheets” (jogos sem sofrer gol), atrás apenas dos brasileiros Alisson e Ederson.
  • Dos times do Big Six, o Chelsea foi o que teve pior desempenho ofensivo. Foram 63 gols marcados nas 38 partidas do Campeonato.
  • O jogo coletivo de Sarri influenciou e os Blues foram o 2 time com mais passes trocados na temporada, com 25.072.