Surtos de Covid provoca caos no Campeonato Italiano

Surtos de Covid provoca caos no Campeonato Italiano
Jogo entre Bologna e Inter é suspenso no Italiano

Bologna, Torino, Salernitana e Udinese estão impedidas pelas autoridades locais de entrarem em campo nesta quinta-feira (6) para a disputa da 21ª rodada do Campeonato Italiano. A decisão veio como resposta aos vários casos da Covid-19 nas quatro equipes. Entretanto, a Federação Italiana não cancelou os jogos. Desse modo, os adversários, Atalanta, Venezia e Fiorentina, devem seguir o exemplo da Inter de irem para os gramados e reivindicarem uma vitória por W.O.

O clube de Milão jogaria nesta manhã contra o Bologna e chegou a aquecer nos gramados do estádio Renato Dall’Ara, mas os donos da casa, com a equipe recheada de atletas da base, não puderam fazer o mesmo. Dessa forma, o juiz da partida seguiu o protocolo, esperou 45 minutos para o clube vir a campo e decretou o fim da partida dando os três pontos para a Nerazurri

Contudo, as equipes impedidas de jogarem ainda podem entrar com recurso para remarcarem os duelos, como aconteceu em um Juventus e Napoli na temporada passada para não perderem pontos por W.O. 

Em nota oficial, o CEO da Inter, Giuseppe Marotta, questionou o fato de alguns outros jogos, em situações semelhantes, terem a permissão de serem realizados. Como no caso de Spezia x Verona, em que o clube visitante tem 11 casos positivos. 

Na Itália a Unidade Local de Saúde (ASL, na sigla em italiano), responsável por colocar as equipes em quarentena, foi alvo de críticas por Marotta. Segundo o CEO, o fato de cada ASL ser autônoma faz com que as ações tomadas sejam diferentes em cada região para situações semelhantes.

Fala de Giuseppe Marotta sobre vacinação no Italiano:

O mandatário da Inter aproveitou e fez um apelo pela vacinação completa de todas as equipes.  

Se todos os jogadores recebessem um reforço, a propagação do vírus e os danos subsequentes à saúde pública seriam severamente limitados. Isso também significaria que a liga poderia continuar normalmente. Enquanto agora, nós estamos diante de um cenário em que não podemos ver como isso vai acabar. Espero que todos os jogadores sejam totalmente vacinados,” completou Marotta.