Stoke City: Michael O’Neill espera novos reforços

0
228
Stoke City Michael O'Neill
Foto: Reprodução/Stoke Sentinel

Nesta sexta-feira (6), o técnico do Stoke City, Michael O’Neill realizou a última entrevista coletiva antes da partida contra o Reading. Em suma, o comandante comentou sobre as especulações de novos reforços e seus objetivos no mercado de transferência.

Stoke City de olho em Delap e Garner

De antemão, o técnico Michael O’Neill ainda está buscando reforçar seu elenco com mais três contratações. A saber, os Potters estão procurando no mercado jogadores jovens para repor as posições de lateral, meio-campo e mais um atacante. Por outro lado, O’Neill sabe das limitações financeiras e tenta contratar bons jogadores por empréstimo. 

“Acho que estamos predominantemente inclinados para quais opções de empréstimo estão disponíveis. Neste ponto, provavelmente não estamos em posição de gastar mais dinheiro”, declarou o treinador.

Certamente, os alvos que o Stoke City espera adquirir nos próximos dias são o atacante Liam Delap, do Manchester City, e o meia do Manchester United, James Garner. Decerto, os dois jogadores entraram no radar de Michael O’Neill nas últimas semanas e o treinador sabe que não será tarefa fácil atrair essas jovens promessas.

Eles são dois jovens jogadores muito cobiçados, o que eu acho que muitos clubes no campeonato teriam em sua lista de desejos”, afirmou.

Romaine Sawyers entra no radar de Michael O'Neill e Stoke City

Antes de mais nada, o meio-campista de 29 anos está com seu futuro incerto no West Bromwich. Sobretudo, após o time ter contratado dois novos jogadores para a mesma posição. Romaine Sawyers ficou fora das partidas de pré-temporada e não está relacionado para o primeiro duelo da Championship. 

Dessa forma, Michael O’Neill pode observar nos próximos dias a situação do jogador. Além disso, a qualidade técnica de Sawyers é o que está preocupando o comandante dos Potters para reforçar o seu elenco. Mas, o técnico exige cautela nas decisões, já que acredita que o Stoke City não tem condições de fazer grandes investimentos.

“Se as opções certas caírem para nós nesse mercado, certamente tentaremos fazer algo”, completou.