Stoke City – História, Mercado da Bola e Estatisticas

0
452
Stoke City
Stoke City

Primeiramente, o time foi fundado como Stoke Ramblers, em 1863, na cidade de Stoke-on-Trent, no condado de Staffordshire. Entretanto, mudaria para o nome Stoke City, apenas no ano de 1925. Assim os Potters (Ceramistas), apelido dado pela grande produção de argila em sua cidade, foram um dos dozes clubes fundadores da Football League em 1888.

Ademais, o clube tradicionalmente joga de camisa branca com listras vermelhas e calções brancos. Ao passo que, desde 1997, manda seus jogos no Britannia Stadium, que tem capacidade para 30.089 torcedores.

Dessa forma, o clube tem como rival local o Port Vale, equipe da mesma cidade que atualmente joga a quarta divisão. No entanto, também possui como concorrentes outros times da região das Midlands. Como por exemplo; West Bromwich Albion e Wolverhampton. No momento, joga a segunda divisão, e tem como treinador o norte-irlandês Michael O'Neill.

Trajetória do Stoke City, fundação, conquistas e ascensão

Em síntese, o Stoke City é um dos clubes mais antigos em atividade no mundo. Com isso, marcou presença no início do futebol inglês. No entanto, sua primeira era de glória veio na década de 30, quando ainda mandava seus jogos no seu antigo estádio, o Victoria Ground.

Certamente, essa era foi marcada pela passagem do lendário Stanley Matthews pelo clube. Revelado na base, o atleta é até hoje considerado um dos maiores jogadores da história da Inglaterra, sendo o primeiro vencedor da Bola de ouro. Por fim, ajudou os Potters a ganharem a segunda divisão em duas ocasiões.

Decerto, a conquista mais importante do time foi a Copa Da Liga no ano de 1972. Diante de mais de 90 mil pessoas no Wembley, O Stoke City bateu o Chelsea por 2 x 1, e conquistou seu único título nacional de elite.

Por outro lado, sua melhor participação na primeira divisão foi em 1935-1936, quando ficou na quarta posição. Porém, o time chegou perto da glória mais uma vez na temporada 2010-2011, quando alcançou a final da F.A Cup. Mas, acabou derrotado pelo Manchester City.

Em suma, o clube acumulou dez temporadas seguidas na elite, entre os anos de 2008 e 2018, chegando inclusive a jogar uma Liga Europa na temporada 2011-2012. Apesar de não brigar pelo título, os Potters sempre foram um adversário duro. Visto que, até uma expressão popular foi cunhada com esse fato.

Em síntese, a frase foi dita pelo comentarista Andy Gray. Em discussão sobre a rivalidade entre Messi e Cristiano Ronaldo, ele soltou o icônico questionamento sobre o Argentino ”Mas ele pode fazer isso em uma noite fria em Stoke?” Apesar de inusitada, a pergunta ganhou popularidade e se tornou parte do folclore da torcida inglesa.

Mercado de Transferências do Stoke City

Inegavelmente, o Stoke City não figura na lista de maiores folhas salarias de Premier League. Porém, o clube ao longo das décadas conseguiu ir ao mercado e trazer jogadores de destaque para o Britannia Stadium.

Gordon Banks do Leicester por 74 mil € em 1967

Frequentemente citado como maior goleiro da história do futebol Inglês, Gordon Banks foi contratado do Leicester em 1967. Assim, por 74 mil €, o atleta atuou no clube de Stoke-on-Trent por cinco temporadas.

Peter Shilton do Leicester por 340 mil € em 1974

Da mesma forma, outro goleiro histórico do English Team veio do Leicester para o Stoke City. Peter Shilton foi contratado pela quantia de 340 mil €, e jogou por três anos na equipe. Em síntese, o goleiro foi figura carimbada na seleção inglesa e um dos maiores em sua posição até hoje.

Peter Crouch do Tottenham por 11,30 mi.€ em 2011

Decerto, o gigante Peter Crouch foi figura marcante no elenco do Stoke na última década. Já na era Premier League, o centroavante foi comprado do Tottenham em 2011, pela quantia de 11,40 mi.€. Em suma, o atleta permaneceu no time por oito temporadas. Assim, marcou 61 gols em 261 aparições.

Michael Owen, livre no mercado, sem custos em 2013

Definitivamente, uma das mais badaladas movimentações dos Potters no mercado. Michael Owen, vencedor da Bola de ouro em 2001, encerrou sua carreira pelo Stoke City. Nesse meio tempo, o jogador que vinha sofrendo com problemas físicos tentou a sorte no clube. No entanto, o atacante fez apenas nove partidas, marcando um gol.

Xherdan Shaqiri da Inter de Milão por 17,00 mi. € em 2015

Com toda a certeza, a contratação de Xherdan Shaqiri ainda é lembrada como a mais ousado do time na era Premier League. Ao passo que, o jogador tentava recuperar o bom futebol, fechou acordo para atuar no Britannia Stadium. Assim, o suíço teve desempenho importante pelo clube, marcando 15 gols em 92 atuações. Posteriormente, sua boa fase no Stoke City o rendeu uma venda para o Liverpool.

Foto destaque: Reprodução/Wikipédia