Veja o estudo que Stephen Hawking fez sobre a seleção inglesa em 2014

Conhecido por sua enorme contribuição à ciência, Hawking também já estudou sobre a seleção inglesa, e criou uma "fórmula de sucesso"

Stephen Hawking

O famoso físico Stephen Hawking faleceu aos 76 anos nesta quarta-feira. Considerado como um dos físicos teóricos mais brilhantes de todos os tempos, Hawking é conhecido por seu trabalho no campo da ciência.

No entanto, poucas pessoas sabem que ele já esteve envolvido com a seleção inglesa, mais especificamente em 2014.

Hawking foi convidado a apresentar uma fórmula sobre como a Inglaterra poderia se dar bem na Copa do Mundo de 2014.

Para isso, o grande cientista analisou o desempenho da Inglaterra em 45 jogos da Copa do Mundo desde a conquista em 1966, além de analisar 204 penalidades que foram concedidas para a Inglaterra nesse período de tempo.

Ele também criou fatores que podem afetar o desempenho da Inglaterra no torneio – ambiental, fisiológico, psicológico, político e tático.

As observações feitas por Stephen Hawking sugeriram que a Inglaterra melhoraria em estádios situados a 500 metros acima do nível do mar.

Hart foi o titular da Inglaterra na última Eurocopa (Foto: Sky Sports)

Ele chegou à conclusão de que um aumento de temperatura de cinco graus Celsius afeta a possibilidade de vitória da seleção em 59%.

Hawking disse que a Inglaterra é melhor com camisas vermelhas, pois possivelmente torna os jogadores mais confiantes e agressivos.

As chances de vitória da equipe também aumentariam em um terço se a partida iniciasse às 15h, e os árbitros europeus são os preferidos por representar 63% de aproveitamento contra 38% dos árbitros sul-americanos. “Os árbitros europeus são mais simpáticos com o jogo inglês e menos simpáticos às bailarinas como o Suarez”, acrescentou o grande estudioso.

Leia mais: Escolhemos os 23 da Inglaterra para a Copa; veja lista!

O físico sugeriu que a seleção inglesa deveria usar a formação 4-3-3, e assim obteriam melhores resultados do que o tradicional 4-4-2.

Com base nos cálculos de Hawking, o jogo de abertura da Inglaterra no torneio contra a Itália deveria ser o mais difícil, e contra a Costa Rica seria o mais fácil.

Ele também deu aos jogadores algumas dicas para as cobranças de pênaltis, pedindo-lhes para bater no canto superior esquerdo ou superior direito usando o lado externo do pé. Ele acrescentou que o fato de um jogador ser destro ou canhoto é insignificante.

“Mas os jogadores carecas e de cabelos claros são mais propensos a marcar. A razão para isso não está clara. Isso permanecerá sendo um dos grandes mistérios da ciência”, disse ele.

A seleção de Gerrard foi eliminada ainda na fase de grupos em 2014. (Foto: UOL)
Leia mais: Nike, Adidas,… Quais empresas dominam o mercado da Premier League?

A Inglaterra liderada pela lenda do Liverpool, Steven Gerrard, teve uma campanha bizarra. Perdeu os dois primeiros jogos contra a Itália (2×1) e o Uruguai (2×1), antes de empatar com a Costa Rica. A Inglaterra foi desta forma eliminado na fase de grupos do torneio.

A Copa do Mundo de 2018 começará a partir de 14 de junho de 2018 e a Inglaterra iniciará sua campanha contra a Tunísia, em 18 de junho.

Quem sabe o técnico Gareth Southgate possa dar ouvidos aos conselhos de Stephen Hawking e atuar num 4-3-3, além de utilizar o uniforme vermelho, que não foi usado em 2014.

Artigo originalmente publicado pelo Financial Express. A tradução, assim como algumas adições no texto, foram feitas por Matheus Santana.