Spezia – História, estatísticas e conquistas

O Spezia Calcio foi fundado em 1906 pelo banqueiro suíço chamado Hermann Hurni, um dos primeiros jogadores de times amadores do Crystal Palace. Antes de tudo, o seu primeiro uniforme era azul-claro e branco. Posteriormente, no ano de 1911 foi criado uma camisa branca, com calção e meias pretas, sendo usado até os dias atuais.

Fundado em 1919, o clube direciona seus jogos para o Estádio Alberto Picco, com pouco mais de 12 mil torcedores. Porém, antes da reforma, o Spezia mandava os jogos no Estádio Dino Manuzzi, com uma capacidade de um pouco mais de 23 mil torcedores, pois a sua casa não atendia os requisitos da Serie A.

Trajetória do Spezia: fundação, conquistas e ascensão

Primeiramente, no ano de 1926 a equipe venceu a 2ª divisão, sendo promovida para a primeira, que na época era o segundo nível da Itália. Após três anos, o Spezia venceu a 1ª divisão, mas a liga foi rebaixada para se tornar a Serie C Italiana.

Alguns anos depois, após a Segunda Guerra Mundial, o time retornou à Serie B de 1946 até 1951, onde o clube foi rebaixado três vezes consecutivas. Portanto, a subida para a Serie C foi somente no ano de 1958, porém entre idas e vindas, o Spezia retornou á Serie B somente no inicio dos anos 2000.

Entre 2012 até 2019, o time obteve um sucesso, tendo em vista as suas pretensões, sendo que ou terminava no meio da tabela ou se classificava para os playoffs. Nesse período, foram cinco classificações.

Logo na temporada 2019/20, o Spezia terminou em 3º lugar, atrás apenas do Crotone e Benevento. Finalmente, o clube chegou pela primeira vez na Serie A, após vencer o Frosinone pelo placar de 1 x 0. Em seguida, a data 27 de novembro de 2020, tornou-se histórica para o Spezia, sendo que foi a primeira vez da equipe na elite italiana. Naquela ocasião, o Spezia recebeu o Sassuolo, terminando em derrota por 4 x 1.

Apenas três dias depois, o time venceu sua primeira partida na 1ª divisão contra a Udinese, pelo placar de 2 x 0. Por fim, apesar do descenso, a equipe conseguiu superar os gigantes Milan, Napoli, o clássico contra a Sampdoria e em seguida empates diante da Inter de Milão, Roma e Atalanta.

Títulos

  • Campeão Série D (1958)
  • Italian Lega Pro Champion (A) (2006)
  • Italian Lega Pro Champion (B) (2012)
  • 2x Italienischer Pokalsieger (Serie C) (2005 e 2012)

Mercado de Transferências do Spezia

Antes de tudo, confira as principais contratações no mercado da bola, vendas, rumores e artilheiros.

David Okereke, do Spezia para o Club Brugge, por € 8 milhões, no mercado de transferências de 2019/20

O atacante nigeriano David Okereke, fez sua estreia pelo Spezia na Serie B de 2016 contra o Novara. Pela equipe italiana foram 59 jogos e 11 gols. Em seguida, após rumores em clubes italianos e espanhóis, optou ir para um clube belga, o Brugge, por aproximadamente R$ 60 milhões, no mercado da bola de 2019.

Martin Erlic, do Spezia para a Sassuolo, por € 3,50 milhões, no mercado de transferências de 2021/22

No mercado da bola de 2021, o Spezia modesto como sempre, realizou a segunda maior venda em toda sua história. Trata-se do zagueiro croata Martin Erlic. Com a equipe, foram seis gols em 90 jogos.

Janis Antiste, do Toulouse, por € 4,60 milhões, em 2021/22

Certamente, no mercado da bola de 2021, mais uma transação discreta. Desta vez do centroavante francês Janis Antiste, do Toulouse, da França. Entretanto, até o momento o atacante não correspondeu ao seu investimento, marcando apenas um gol em 19 jogos.

Kelvin Amian, do Toulouse, por € 3,20 milhões, em 2021/22

No mercado da bola de 2021, o lateral-direito francês Kelvin Amian, se transferiu para o time italiano. Com boas temporadas pelo Toulouse, supriu as necessidades da equipe, fazendo grandes jogos.

Massimiliano Guidetti, o maior artilheiro de todos os tempos do clube

Por fim, o atacante Massimiliano Guidetti, atualmente com 45 anos, se tornou o maior artilheiro do pequeno Spezia, realizando 141 jogos e marcando 60 gols.

Vítor, 32 anos, natural de Criciúma-SC, apaixonado por esportes, especialmente por futebol. Já escrevi para alguns portais de Criciúma e região, e atualmente estou no portal 4oito de Criciúma. Tenho um blog que leva meu nome, Vítor Rizzatti e escrevo de um a dois posts por semana, abordando temas atuais no âmbito esportivo. Faço jornalismo digital na Uniasselvi e estou na 1 fase.
Artigo anteriorSampdoria – História, estatísticas e conquistas
Próximo artigoMonza – História, estatísticas e conquistas