Southampton – História, Mercado da Bola e Estatisticas

0
175
Southampton
Foto: Reprodução/oGol

Antes de mais nada, Southampton Football Club, ou apenas Southampton, é um clube centenário, que fica localizado na cidade de Southampton. A saber, é a maior cidade portuária da costa sul do Reino Unido. Em suma, os Saints em seus mais de 130 anos de história, levantaram 11 títulos nacionais. Desde 2001, sedia os seus jogos no St. Mary Stadium, com capacidade para 32.690 torcedores.

Trajetória do Southampton , fundação, conquistas e ascensão

Em suma, os Saints tiveram a sua criação em 21 de novembro de 1885. A saber, os membros da igreja de Santa Maria fundaram o clube que originalmente era chamado de Southampton St Mary's, que disputava seus jogos às margens do Rio Itchen. Assim, após a fundação, os Saints ingressaram à Southern League em 1894. Dessa forma, venceu o campeonato por três anos consecutivos, de 1897 à 1899. Posteriormente, em 1901, 1903 e 1904 também venceu a competição.

Assim, com os ótimos primeiros anos do clube após a fundação, os Saints tiveram de procurar um lugar para chamar de casa. Com isso, se mudaram para o The Dell, um estádio recém construído em 1898 por £10,000 e passariam 103 anos lá. Contudo, o clube teve de alugar o espaço antes de poder desembolsar a quantia para adquirir o estádio no começo do século seguinte.

Após a Primeira Guerra Mundial, os Saints se juntar à Football League, na Terceira Divisão da Inglaterra em 1920. A saber, acabaram sendo forçados a mandar seus jogos no estádio do rival Portsmouth, no Fratton Park. Isso aconteceu pelo fato de uma bomba cair no The Dell, deixando uma cratera no gramado e ficando inutilizável por um tempo.

Em suma, em 1948, quase garantiram o acesso para à Primeira Divisão, mas ficaram em 3º lugar, além de repetir a posição na temporada seguinte. Em 1953, os Saints seriam rebaixados para a Terceira Divisão. Contudo, voltaria à Segundona em 1960. Posteriormente, chegaram às semifinais da FA Cup, onde acabou sendo derrotado pelo Manchester United por 1 x 0 em 1963. Enfim, em 1966 garantiu a vaga tão almejada para a Primeira Divisão, após fazer boa campanha e ficar com o vice-campeonato da Segundona.

A permanência na Primeira Divisão

Após chegar a elite do Futebol Inglês, o Southampton permaneceu por lá durante oito anos, chegando a se classificar para competições internacionais durante esse tempo. Além disso, conquistou sua primeira FA Cup, a mais antiga competição do futebol, em 1976, com gol de Lawrie McMenemy, derrotando o Manchester United na final. Contudo, em 1974, os Saints foram vitimas de um novo sistema de rebaixamento e retornaram à Segunda Divisão.

Contudo, retornaram novamente a elite no ano de 1978. Em seguida, um ano depois, voltariam à Wembley para disputar outra final de FA Cup. Porém, dessa vez acabaram com o vice campeonato após perder por 3 x 2 para o Nottingham Forest. Em 1980, o Southampton chocaria o mundo da Bola ao anunciar Kevin Keegan, vindo do Hamburgo e que anteriormente venceu o Premio de Melhor Jogador Europeu por duas vezes. Assim, por £500,000, o Mighty Mouse chegava do futebol alemão no mercado de transferências para os Saints.

Dessa forma, nos anos seguintes o Southampton se fazia cada vez mais presente na Primeira Divisão. Assim, foram vice-campeões da Liga em 1984, ficando atrás do Liverpool. Além disso, chegou às semifinais da FA Cup, mas perdeu para o Everton. Em seguida, na temporada 1984/85, se classificou para disputas europeias pela 4ª vez em cinco temporadas. No ano seguinte, novamente chegou à semifinal da FA Cup, sendo derrotado pelos Reds dessa vez.

Em suma, os anos seguintes seriam esperançosos para os torcedores dos Saints. Assim, Matthew Le Tissier começou a conquistar seu espaço e em 1990, venceu o premio de Jovem Jogador do Ano. Além dele, outra lenda da Premier League, Alan Shearer, marcou um hat-trick contra o Arsenal e se mostrou ao mercado da bola e ao mundo do futebol. Dessa forma, o maior artilheiro da Premier League permaneceu até 1992, até ser vendido ao Blackburn por 3 milhões de libras, valor recorde naquele mercado de transferências.

O Southampton na Premier League

A saber, os Saints foram um dos 20 times fundadores da Premier League em 1992. Contudo, desde a criação, o clube passou seus anos brigando para não ser rebaixado.  Dessa forma, após 27 anos na Primeira Divisão, o Southampton seria rebaixado novamente em 2005. Além disso, o drama se estendeu até 2008, quando o clube seria rebaixado para a League One. Entretanto, um ano depois, os Saints acabaram sendo comprados pelo empresário Alemão Markus Liebherr, em junho de 2009.

Em suma, na temporada 2009/10, Alan Pardew era anunciado como novo treinador dos Saints. Além disso, naquele mercado de transferências, chegaram alguns jogadores visando voltar à Premier League, como José Fonte e Rickie Lambert. Assim, em março de 2010 o Southampton levantava a Johnstone Paint Trophy, mas sem retornar à Championship. Contudo, duas solidas temporadas e retornou à Premier League em 2012.

Em resumo, após retornar à Premier League, o Southampton encontrou muitas dificuldades. Contudo, a cada temporada que passa, os Saints se consolidam cada vez mais como um clube da Elite Inglesa. A saber, técnicos como Mauricio Pocchetino e Ronald Koeman comandaram o clube no inicio de suas carreiras. Além disso, muitos atletas que atualmente são considerados destaques em seus clubes começaram a ter relevância pelo Southampton. Assim, Sadio Mané, Dušan Tadić, Virgil Van Dijk, Gareth Bale, Luke Shaw, entre outros, começaram suas carreiras em St. Mart Stadium.

Mercado de transferências do Southampton

Enfim, sendo um dos clubes mais velhos da Premier League, os Saints mesmo sem grandes conquistas têm muita história para contar. Dessa forma, essa história não pode ser escrita sem bons jogadores. Assim, separamos cinco nomes que chegaram ao clube no mercado da bola e tiveram relevância pelo clube.

Virgil Van Dijk do Celtic em 2015 por £13 milhões em 2015

Em resumo, VVD chegou aos Saints no mercado da bola em 2015 após se destacar no Celtic, chegando a disputar a Champions League pelo clube. Assim, permaneceu por duas temporadas e começou atrair os olhares do mercado da bola. Dessa forma, os rumores de que o Liverpool queria o zagueiro ficaram cada vez mais forte até que em 2017, o zagueiro se transferiu aos Reds por £75 milhões. Enfim, não conquistou títulos, mas atuou em 80 jogos e marcou sete gols.

Southampton - Van Dijk
Foto: Reprodução/Stephen Pond/Getty Images

Rickie Lambert do Bristol Rovers por £1 milhão em 2009

Enfim, Lambert chegou do mercado da bola em 2009 por uma pechincha de 1 milhão de libras. Dessa forma, logo mostrou seu potencial e se tornou fundamental para o clube. Assim, em cinco temporadas, ajudou os Saints no retorno a Championship e consequentemente a Premier League. A saber, marcou 117 gols em 235 jogos e é visto como um dos maiores atacantes da história recente do clube.

Southampton - Rickie Lambert
Foto: Reprodução/Michael Regan/Getty Images

Ron Davies do Norwich por £74 mil em 1966

Um dos maiores artilheiros da história do clube, o atacante galês Ron Davies chegou junto ao Norwich no mercado da bola em 1966. Dessa forma, logo na primeira temporada marcou 37 gols em 41 jogos, sendo artilheiro daquele campeonato inglês. Em suma, ao todo foram 153 gols em 281 jogos pelos Saints.

Kevin Keegan do Hamburgo por £540 mil em 1980

Incrível Rato, apelidado pela torcida do time alemão, chegou aos Saints no mercado da bola em 1980, visando conquistar títulos. Contudo, mesmo com jogadores como Mick Channon, Alan Ball e outros com grande potencial, o Southampton não venceu o campeonato inglês. Em suma, Keegan permaneceu por duas temporadas e mesmo sem troféu, teve bons números. Ao todo, em 72 jogos marcou 39 gols.

Kevin Keegan - Southampton
Foto: Reprodução/Getty Images

Mensão honrosa: Mick Channon

Simplesmente o maior artilheiro da história do Southampton. Assim, sendo revelado no clube nunca chegou de fato a ser contratado para ser jogador dos Saints. Contudo, teve duas passagens no clube entre 1965 e 1977, e 1979 e 1982. Dessa forma, venceu apenas a FA Cup pelo clube em 1976. Além disso, com 228 gols é disparado o maior artilheiro da história dos Saints.

Foto: Reprodução/Aubrey Hart/Express/Getty Images