Son vai de herói a vilão e brasileiros decepcionam em eletrizante Manchester City x Tottenham

4 minutos de leitura

O Manchester City recebeu o Tottenham neste domingo (3), no Etihad Stadium, em partida válida pela 14ª rodada da Premier League. Os Citizens começaram perdendo, mas viraram o placar ainda no primeiro tempo e a partida acabou em empate em 3 a 3.

Entre os brasileiros, Emerson Royal, do lado do Tottenham, e Ederson, dos Citizens, começaram a partida, enquanto Richarlison, que se recupera de lesão, ficou no banco dos Spurs e entrou faltando cinco minutos para o fim do jogo.

Tottenham sem zagueiros e Guardiola mantém a base

Repleto de lesões, o time de Ange Postecoglou foi a campo com uma linha de defesa sem nenhum zagueiro: Pedro Porro, Emerson Royal, Ben Davies e Udogie. Mesmo assim, teve dificuldades para construir desde o início.

A melhor chance dos Spurs foi justamente no lance do gol, em um contra-ataque após escanteio dos mandantes. Bryan Gil sustentou a pressão e deu para Kulusevski lançar para Son, que marcou o primeiro gol.

Guardiola em jogo do Manchester City
(Foto: Icon sport)

No entanto, três minutos depois, o coreano marcou um gol contra em cruzamento na área após a bola bater na sua coxa. Desde então, o jogo foi praticamente todo do Manchester City.

Doku foi um dos principais jogadores de perigo e chutou uma bola na trave, assim como Julian Álvarez, que também deu a assistência para o gol de Foden, aos 31 do primeiro tempo, que virou o jogo.

A partida foi toda de ímpeto ofensivo do time de Guardiola, enquanto os Spurs levavam mais perigo em contra-ataques, até o gol de Lo Celso, de fora da área, aos 24 minutos do segundo tempo.

Grealish marcou o que parecia o gol da vitória, já perto do fim, mas Kulusevski impediu a vitória dos mandantes com outro empate, este nos acréscimos da partida.

Destaques de Manchester City x Tottenham

Julian Álvarez – 8

O argentino chutou na trave, deu assistência e criou chances perigosas em bolas parada para os mandantes. Foram sete chances criadas e oito bolas recuperadas.

Kulusevski – 8

O sueco deu a assistência para o gol de Son e marcou de cabeça o empate em 3 a 3. Ainda ajudou defensivamente na pressão e recuperou cinco bolas.

Son – 7

Apesar dos seus gols “se anularem”, o coreano foi bastante perigoso em contra-ataques e quem mais deu trabalho à defesa do City e ainda deu a assistência para o segundo gol dos visitantes.

Ederson – 5,5

Não foi tão exigido, mas poderia ter feito um trabalho melhor na defesa do primeiro gol do Tottenham. Mesmo em um bom chute de Lo Celso no segundo gol, ainda pesa ter levado dois gols.

Emerson Royal – 5,5

Lateral improvisado na defesa, o brasileiro não teve destaque nem ofensiva, nem defensivamente. Errou um passe que quase gerou um gol de Haaland, mas ainda teve 5 recuperações, dois desarmes e sete bolas afastadas.

Richarlison – sem nota

O camisa 9 entrou aos 86 minutos e não conseguiu criar nada de impactante no seu pouco tempo.

Guilherme Ramos
Guilherme Ramos

Jornalista pela UNESP. Escrevi um livro sobre tática no futebol e sou repórter da PL Brasil. Já passei por Total Football Analysis, Esporte News Mundo, Jumper Brasil e TechTudo.

Contato: [email protected]