Sheffield Wednesday Football Club – História, Mercado da Bola e Estatisticas

0
435
Sheffield Wednesday
Sheffield Wednesday

Sheffield Wednesday Football Club

Em primeiro lugar, o Sheffield Wednesday ou SWFC, é um clube tradicional da Inglaterra, localizado na cidade Sheffield, em South Yorkshire. Atualmente disputa a Football League One, terceira divisão inglesa, recém rebaixado da Championship. Fundado em 1867, a equipe que antes alugava o estádio Bramall Lane, por brigas nos valores de bilheteira passou a jogar em seu próprio terreno, que anos mais tarde viria a ser Hillsborough.

Assim também, os Owls (apelidado por seus torcedores), sempre utilizaram listras azul e branco em sua camisa e shorts preto. No início as listras eram na vertical, mas desde 1890 as passaram a ser na horizontal. Seu maior rival é o Sheffield United, time da mesma cidade, criado para jogar no Bramall Lane após a mudança do SWFC. Juntos, disputam o Steel City Derby (derby da cidade do aço) que acontece desde 1891. Atualmente o Sheffield Wednesday é dirigido por Darren Moore, ex-zagueiro, que tenta retornar com o clube à Championship.

Trajetória do Sheffield Wednesday, fundação, conquistas e história 

Assim, o Sheffield Wednesday, bem como o Sheffield United, são os dois clubes da cidade em divisões mais altas. O clube fundado em 1867, o que o deixa na posição de um dos mais antigos do mundo, surgiu a partir de um time de críquete do mesmo nome. Há algumas controvérsias sobre o ano de sua criação, com alguns documentos que trazem datas de 1857. Assim, ao lado do Sheffield FC, seria o clube mais antigo do mundo em atividade.

Com relação a títulos, a longeva história dos Owls conta com oito títulos importantes, o último há 30 anos e tendo sua época de glórias até os anos 30 do século passado. São quatro títulos da primeira divisão (1903, 1904, 1929 e 1930), três da FA Cup (1898, 1907 e 1935), além do último da copa da liga (1991).

Em seu estádio (Hillsborough) que ocorreu a maior tragédia do futebol inglês, em 1989, jogo válido pela semifinal da FA Cup entre Liverpool e Nottingham Forest. Nesse dia, houve uma superlotação e 97 torcedores morreram e 765 ficaram feridos.

Mercado de Transferências do Sheffield Wednesday

Por ser um dos clubes mais antigos do mundo e mais tradicionais da Inglaterra, o Sheffield Wednesday sempre teve impactantes mercados de transferência. Em suma, o clube já trouxe jogadores históricos por valores irrisórios, assim como já foi muito mal no mercado da bola. Ademais separamos cinco nomes atuais e do passado que chegaram a Hillsbourough.

Roland Nilsson do IFK Göteborg por £375 mil em 1989

Considerado o maior estrangeiro da história do clube, o lateral sueco de Helsinborg chegou no mercado da bola no verão de 1989. Embora rebaixado em seu primeiro ano de SWFC, conseguiu a volta por cima, reerguendo o clube e sendo campeão da copa da liga em 1991. O jogador fez cinco temporadas e se tornou uns dos ídolos dos Owls.

Nigel Pearson do Shrewsbury Town por £250 mil em 1987

O atual técnico do Bristol City, que já comandou Leicester e Southampron, o antigo defensor, nascido em Nottingham, chegou ao Wednesday no mercado de transferências de verão de 1987. Nigel Pearson se tornou um símbolo do grande time do início da década de 90. O zagueiro levantou o caneco da copa da liga de 1991 e ainda ajudou o time a chegar na final das copas em 1992-93.

Michail Antonio do Reading por £810 mil em 2012

Antes de tudo, o atacante Michail Antonio, que primeiro chegou por empréstimo, ajudou o time no acesso à Championship, conseguiu sua transferência em definitivo no mercado da bola seguinte. O jogador, que hoje brilha na Premier League, foi muito importante para os Owls.

Gary Hooper do Norwich por £3.51 milhões em 2016 

Com a finalidade de melhorar o ataque, Gary Hooper chegou a Hillsborough em 2015, por empréstimo mas foi contratado em definitivo no mercado da bola seguinte. O centroavante que aliás brilhou no Celtic, fez 80 jogos e marcou 30 vezes pelo Sheffield Wednesday.

Jordan Rhodes do Middlesbrough por £10.5 milhões em 2017 

Enfim a contratação mais cara do clube no mercado de transferências, Jordan Rhodes chegou também por empréstimo e 2017 e foi adquirido em definitivo seis meses mais tarde. O alto investimento no mercado da bola de 2017, decerto, não deu o retorno esperado. Rhodes marcou apenas 18 vezes em mais de 100 jogos.