Sheffield United derruba Wolves de Matheus Cunha no fim do jogo e conquista 1ª vitória

Três brasileiros entraram em campo para o duelo entre Sheffield United e Wolverhampton, neste sábado (4), pela 11ª rodada da Premier League, no Bramall Lane. Os donos da casa conseguiram a primeira vitória no campeonato por 2 a 1, com gols de Archer e Norwood. Bellegarde descontou para os visitantes

Na maior parte do tempo, Sheffield United e Wolverhampton fizeram uma partida equilibrada. Os Blades optaram por um esquema com três zagueiros, a fim de proteger a até então defesa mais vazada da Premier League. Os Wolves, por outro lado, entraram em campo com duas linhas de quatro bem postadas, com Matheus Cunha de segundo atacante e Kalajdzic na referência.

Sem Pedro Neto, lesionado, o time laranja teve dificuldades na criação e apostou em muitas jogadas de transição. O Sheffield United, por sua vez, conseguiu chegar ao gol aos 27 minutos do segundo tempo, em grande lance do atacante Cameron Archer. O Wolverhampton imprimiu uma forte pressão depois de sofrer o gol e conseguiu empatar Bellegarde, aos 43 minutos do segundo tempo.

Quando o empate parecia garantido, Fabio Silva cometeu pênalti polêmico em Baldock. O VAR confirmou a marcação e Oliver Norwood converteu, no último lance da partida. A torcida fez uma festa incrível com a primeira vitória do Sheffield United na Premier League.

Os brasileiros em Sheffield United e Wolverhampton

Vini Souza, Gustavo Hamer e Matheus Cunha mais uma vez foram titulares de suas equipes. O trio é fundamental para os dois times e têm sido regularmente escalado na atual Premier League. João Gomes, por outro lado, foi reserva e não entrou no decorrer da partida.

Matheus Cunha – 6,5

Com dificuldades no fundamento de finalização, Matheus Cunha foi escalado em uma função diferente diante do Sheffield. Principalmente no primeiro tempo, o brasileiro jogou como um “camisa 10”, atuando atrás do centroavante de referência. Ele até conseguiu criar boas oportunidades para o time e deu chutes perigosos.

Vini Souza – 6,0

Uma atuação ok do ex-flamenguista. O volante conseguiu cinco desarmes, mas teve uma média de passes certos não tão boa: 78%. Venceu cinco de sete duelos, além de três em sete duelos aéreos. Posicionado à frente da zaga pela direita, o meio-campista conseguiu ser firme durante o jogo.

Gustavo Hamer – 6,0

O Sheffield United fez uma partida muito obediente taticamente, o que foi replicado por Gustavo Hamer. O brasileiro naturalizado holandês jogou como um maestro, mas não conseguiu criar grandes chances. O camisa 8 ainda recebeu cartão amarelo por reclamação após o gol do Wolverhampton.

Com a primeira vitória na Premier League, o Sheffield United chegou a quatro pontos na tabela, mas segue na lanterna. O Wolves está com 12 pontos, em 13º.

Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.