A rápida adaptação de Sergio Reguilón ao Tottenham

Depois de brilhar no Sevilla, jogador foi disputado por Tottenham e United na janela de verão

0
605
reguilón
Alex Livesey/Getty Images

A temporada 2020/2021 começou cheia de expectativas no Tottenham. Boas movimentações de mercado como a chegada do volante dinamarquês Pierre-Emile Hojbjerg e o retorno do ídolo Gareth Bale após longa passagem pelo Real Madrid. No entanto, outra contratação tem chamada atenção. Sergio Reguilón no Tottenham tem sido um dos melhores de sua posição.

Disputado com o Manchester United na última janela de verão inglês, o jovem espanhol optou por trabalhar com José Mourinho e ir aos Spurs. Hoje, a PL Brasil vai te contar um pouco sobre a carreira de Reguilón e também sua rápida adaptação à Premier League e ao estilo inglês.

Início de carreira de Reguilón

Natural de Madrid, capital da Espanha, Sergio Reguilón começou a dar seus primeiros passos no futebol pelo principal clube do país, o Real Madrid. Chegou aos Merengues em 2005 e ficou nas categorias de base até 2015.

No mesmo ano de 2015, Reguilón passou a atuar pelo Real Madrid Castilla, uma equipe sub-23 que disputa a terceira divisão nacional contra outros times profissionais.

Sendo assim, atuou em 18 jogos com os Merengues na temporada 2015/2016. Na mesma época foi emprestado pela primeira vez ao modesto Logroñés e que também disputa as divisões inferiores na Espanha. Por lá, foram mais 12 jogos no ano.

Até o final da temporada 2017/2018, Reguilón permaneceu no Castilla ou então mesclou empréstimos ao Logroñés para ganhar ritmo de jogo. No entanto, na temporada 2018/2019, com o brasileiro Marcelo mesclando maus momentos com a camisa do time de Madrid, o jovem espanhol de então 22 anos ganhou suas primeiras chances.

Leia mais: 7 jogadores que estão na Championship e você não sabia

Em seu primeiro ano no time principal do Real, atuou em 14 jogos do Campeonato Espanhol, sendo 13 como titular. Não marcou nenhum gol e deu duas assistências. Foram pouco minutos, mas já importantes para um jovem.

Apesar disso, Sergio Reguilón teve bons números na temporada. Um média de 86% de passes certos por jogo e de 50% nas bolas longas, o que representa ótimos números para um atleta novo.

Ainda mais, seu mapa de calor da temporada 2018/2019 – conforme imagem da SofaScore – mostra um jogador agudo, de fácil chegada ao ataque e muitas ações ofensivas.

Mapa de Calor Reguilon em 2018/2019 – Foto: SofaScore

O despertar de um lateral promissor: Sevilla 2019/2020

Mesmo com os bons números do espanhol, o Real Madrid buscou a contratação de Ferland Mendy, do Lyon, no verão de 2019. O francês chegou para fazer sombra ao brasileiro Marcelo.

Sendo assim, Reguilón perdeu espaço na equipe merengue. Um empréstimo seria a solução. O Sevilla despertou interesse no lateral.

Mesmo em um empréstimo de um ano, Sergio Reguilón já mostrou todos os seus pontos positivos na equipe da Andaluzia. Em 31 jogos disputados pelo Campeonato Espanhol, marcou dois gols e quatro assistências. Foram cerca de 1.200 minutos jogados, ótimo para um jovem que visava se firmar na posição e no futebol local.

Leia mais: Kane e Son: qual é o segredo do sucesso da dupla do Tottenham?

A eficiência nos passes teve uma leve queda em comparação com seus jogos pelo Real na temporada anterior, mas, mesmo assim, passou da casa dos 80%. Um número que chama atenção é que, dos 31 jogos disputados por Reguilón, em 14 o Sevilla não sofreu gols. Em uma forte defesa que contava com Jesús Navas, Jules Koundé e o brasileiro Diego Carlos, certamente, a sua parte defensiva foi aprimorada.

Ainda assim, o melhor de Reguilón estava guardado para a Liga Europa. Titular em cinco partidas, o lateral-esquerdo foi umas das principais peças no título da competição, o quinto do Sevilla.

Além disso, com um gol e uma assistência no torneio continental, Sergio Reguilón chegou também à marca de 67% das disputas vencidas. Ou seja, se com a camisa do Real Madrid ele aprimorou sua ofensividade, no Sevilla e com Julian Lopetegui no comando ele melhorou seu lado defensivo.

O início impressionante com a camisa do Tottenham

Após os ótimos números e desempenho com a camisa do Sevilla, Sergio Reguilón passou a ser um dos principais nomes da última janela de verão europeu. Diversas equipes buscaram informações sobre o atleta e Manchester United e Tottenham passaram a travar uma disputa por sua contratação.

No entanto, um certo José Mourinho teve peso na decisão do jogador. Em uma entrevista para a Sky Sports no fim do ano passado, Reguilón afirmou que todos em sua família eram fãs do português e que foi uma honra perceber que o Special One o queria em Londres.

Por uma quantia de cerca de 25 milhões de libras, a contratação de Reguilón pelo Tottenham foi confirmada em 19 de setembro. Sua chegada foi um pouco ofuscada por outro nome vindo de Madrid, Gareth Bale.

Ao passo que, dentro de campo, quem impressionou foi o espanhol. Com a confiança do treinador e recebendo conselhos do atual camisa 9 do Tottenham, o lateral-esquerdo passou a deslanchar.

Seu primeiro jogo na Premier League foi frente ao Newcastle em 27 de novembro. Já a primeira grande partida com a camisa dos Spurs foi contra o Chelsea em 29 de setembro de 2020 pela Copa da Liga Inglesa. Em uma partida que terminou empatada em 1 a 1 no tempo normal, Sergio Reguilón deu sua primeira assistência para o gol de Erik Lamela aos 38 do segundo tempo.

Leia mais: Quiz: Quais as escalações de Liverpool x Tottenham da Champions 2019?

Em seguida, no dia 18 de outubro de 2020, o lateral-esquerdo deu sua primeira assistência pela Premier League em partida contra o West Ham e que terminou empatada em 3 a 3.

Dentro de campo, os números de Sergio Reguilon são ótimos. Somando todas as competições, ele disputou 18 partidas e já soma cinco assistências. Para uma equipe que tem um treinador que gosta de ser mais defensivos, belos números no ataque.

Na defesa, ele conta com uma média de 45% de disputas vencidas e cerca de dois cortes por jogo, além de boas interceptações e recuperações de bola por partida.

reguilón
MATT DUNHAM/AFP via Getty Images

Fora de campo: a adaptação de Reguilón ao Tottenham

Sobretudo, sua rápida adaptação aos Spurs também diz muito de seu entrosamento fora de campo. No Natal, Sérgio Reguilón passaria a festividade sozinho em Londres. José Mourinho disse para ele ir ao Centro de Treinamento de última hora e lhe presenteou com uma bela refeição.

Para um jogador que chega da Espanha, com um idioma e culturas diferentes, ganhar o treinador logo de início já mostra uma maturidade diferente do atleta. Sem dúvidas, a chegada de Reguilón ao Tottenham pode ser considerada uma das melhores contratações do futebol inglês na temporada.

Dessa forma, adaptação de Reguilón ao Tottenham mostra muito de um projeto de Mourinho. Ir no mercado atrás de jovens talentosos que possuem uma vontade de vencer e, sobretudo, aprender com o Special One.

Nesse sentido, os jogos do espanhol têm sido impecáveis. Ótimos números defensivos e boas contribuições no setor de ataque. Em outras palavras, podemos definir a chegada de Sergio Reguilón ao Tottenham como um aditivo dos mais importantes, um atleta que certamente briga para ser um dos melhores de sua posição na Premier League.

Leia mais: Como Hojbjerg vem ajudando o Tottenham na temporada 2020/2021