Sérgio Ramos não jogará contra o Real Madrid e aposentadoria pode estar próxima

Sérgio Ramos não jogará contra o Real Madrid e aposentadoria pode estar próxima
Foto Destaque Divulgação: UOL

A princípio, a grande contratação defensiva do Paris Saint-Germain na temporada passada, vem deixando a desejar na nova equipe. Antes de mais nada, Sérgio Ramos sofreu uma lesão de baixo grau na panturrilha enquanto treinava e as contusões contínuas o assombram.

Sobretudo, a torcida parisiense tinha uma esperança de que o jogador pudesse defender as novas cores contra seu ex clube, Real Madrid, na Champions League. Mas, segundo o jornal francês RMC Sport, isso não será possível. Assim, o defensor ainda precisará descansar, depois que se recuperar de lesão.

Contudo, nem tudo está perdido para o PSG. Assim, a torcida ainda acredita que Sérgio consiga voltar para o jogo de volta das oitavas de final. Logo, será realizado no dia nove de março, no estádio Santiago Bernabéu, em Madrid.

Por vezes, Sérgio Ramos não conseguiu pegar ritmo ainda na equipe francesa, desde que saiu do Real em junho e se lesionou. Com isso, sempre que voltava de lesão, quando o clube achava que agora iria render, acontecia algum imprevisto ou se machucava novamente.

Enfim, a mesma coisa aconteceu na partida entre Lens x PSG, o espanhol voltou a jogar e foi expulso, em sua terceira partida com o clube. Por fim, o campeão mundial de 2010 fez mais dois jogos depois. Ainda assim, conseguiu marcar um gol na vitória por 4 x 0 em cima do Stade de Reims, antes de se lesionar treinando. Tinha tudo para engatar uma boa sequência e mostrar porque é um dos melhores zagueiros do mundo!

A aposentadoria de Sérgio Ramos pode estar próxima?

Decerto, sabemos que o zagueiro recém contratado ainda joga muita bola, contudo, até quando vai aguentar? Portanto, com inúmeras lesões recorrentes, isso pode adiantar sua aposentadoria. Dessa forma, pouco menos de um ano de sua contratação de forma gratuita. O jornal francês Le Parisien e também o espanhol As cogitam a possibilidade do defensor encerrar sua carreira mais cedo, com 35 anos.