Montamos a seleção do Manchester United no século XXI; confira

A PL Brasil listou os 11 principais jogadores dos Red Devils desde 2001

1
572

A PL Brasil listou a seleção do século XXI de vários clubes ingleses e falaremos agora do Manchester United. Vamos listar, portanto, o time ideal dos Red Devils desde 2001.

A formação tática é no 4-3-3, com base na equipe campeã europeia na temporada 2007/2008.

A seleção do Manchester United no século XXI

Edwin van der Sar

Um dos grandes goleiros da história da Premier League e do Manchester United. Após período no Fulham, chegou ao Manchester United para assumir a camisa 1 do time comandado por Alex Ferguson, e assim o fez. Em seis anos de Old Trafford, Edwin van der Sar defendeu a meta dos Red Devils em mais de 260 oportunidades.

No período, foram quatro taças de Premier League, uma Champions League, da qual foi protagonista na final contra o Chelsea em Moscou, quatro Supercopas da Inglaterra, duas Copas da Liga Inglesa e um Mundial de Clubes da Fifa. Definitivamente, a seleção tinha que começar pelo arqueiro holandês.

Gary Neville

O primeiro integrante da fatídica Classe de 92 nessa seleção. Foram longos anos como profissional do Manchester United e mais de 600 jogos pelos Diabos Vermelhos.

Aposentado em fevereiro 2011, antes do título inglês do United, Gary Neville empilhou nada mais nada menos que 22 taças com a camisa vermelha dos Red Devils. Dentre esses, foram duas europeus, duas mundiais e nove taças da Premier League.

Andrew Yates/AFP via Getty Images

Rio Ferdinand

Revelado pelo West Ham e com passagem pelo Leeds United, o defensor alcançou seu auge no Manchester United. Na época contratado como o zagueiro mais caro do mundo por mais de 40 milhões de euros, Ferdinand não decepcionou Ferguson e os torcedores dos Red Devils.

Ao lado do próximo dessa seleção, o ex-camisa 5 formou possivelmente a melhor dupla de zaga da história da Premier League. Pelo United, Ferdinand fez 455 jogos entre 2002 e 2014, conquistando seis títulos nacionais, uma Champions League, um Mundial de Clubes e duas Copas da Inglaterra, além das Supercopas da Inglaterra. Não poderia ficar fora da seleção do Manchester United neste século.

Leia mais: Rio Ferdinand: como o balé moldou um dos melhores zagueiros do mundo

Nemanja Vidić

Assim como Ferdinand, Vidic foi uma das figuras essenciais pelo período de dominância do Manchester United na Premier League dentro da década 2000. Ferguson foi muito privilegiado de poder contar com uma dupla formada pelo sérvio e pelo inglês.

O ex-camisa 15 do United chegou a Old Trafford em 2006, deixando os Diabos Vermelhos no ano de 2014. Nessas oito temporadas, apesar de algumas lesões, somou 300 jogos pelos Red Devils, marcando 21 gols e estando presente em 15 títulos do Manchester United.

seleção manchester united
Alex Livesey/Getty Images

Patrice Evra

“I love this game” é um dos lemas do bem humorado Patrice Evra. E o francês, em seus anos de Old Trafford, fez com que os torcedores do Manchester United o amassem. E essa mesma torcida sente saudade do mesmo até hoje.

Assim como Vidic, ficou nos Diabos Vermelhos de 2006 a 2014, empilhando troféus sob o comando de Sir Alex Ferguson. Vestindo a camisa de número 3, foi responsável por 40 assistências e dez gols, em 379 jogos disputados. Foram cinco títulos da Premier League, uma Champions League, um Mundial de Clubes, cinco Supercopas da Inglaterra e três Copas da Liga.

Leia mais: Patrice Evra: o francês que foi um dos melhores do mundo em sua posição

Michael Carrick

Muitas vezes subestimado, Carrick é, assim como os outros dessa seleção, ídolo do Manchester United. Muitas vezes silencioso, e discreto, o ex-camisa 16 do United e atual auxiliar técnico de Solskjaer desempenhava uma função primordial para o equilíbrio do meio-campo da equipe, principalmente nos tempos de Ferguson, com quem alcançou seu auge.

Aposentado em 2018, o meio-campista encerrou sua caminhada de doze anos nos Red Devils como capitão da equipe. Nessas doze temporadas, fez mais de 460 jogos, foi às redes em 24 oportunidades, concedeu 36 assistências e conquistou 17 taças.

seleção manchester united
Michael Steele/Getty Images

Paul Scholes

Se Carrick era fundamental para o equilíbrio do meio-campo, Scholes fazia o time funcionar. O segundo integrante da Classe de 92 da seleção foi um dos melhores meio-campistas da história da Premier League e do futebol inglês.

O eterno camisa 18 ganhou tudo que podia com o Manchester United e sempre sob o comando de Alex Ferguson. Inclusive, Scholes se aposentou e voltou a pedido do escocês, conquistando mais uma Premier League ao lado do treinador.

Em quase 20 anos como profissional dos Red Devils, fez 718 jogos e marcou 155 gols, estando entre os dez maiores artilheiros da história do clube. Só no século XXI, acumulou mais de 15 títulos em Old Trafford.

Leia mais: Paul Scholes: a maestria e a superação do “Gênio Tímido”

Ryan Giggs

O terceiro e último integrante da Classe de 92 dessa seleção. Giggs é quem mais vestiu a histórica camisa do Manchester United, com mais de 900 jogos disputados, em mais de 20 anos como profissional. Nessa longa e vitoriosa caminhada, o galês fez mais de 160 gols e mais de 240 assistências.

Podemos dividir os títulos do eterno camisa 11 entre os séculos XX e XXI. Só no atual, foram 19 taças. Incrível. Tudo que podia conquistar, conquistou.

seleção manchester united
Alex Livesey/Getty Images

Leia mais: Ryan Giggs: a carreira e os compromissos da lenda do Manchester United

Wayne Rooney

Simplesmente o maior artilheiro da história do Manchester United. Mesmo revelado pelo Everton, Wayne Rooney gravou eternamente seu nome em Old Trafford. Em 13 temporadas, atuou de diferentes formas, marcando muitos gols e sendo protagonista do clube por longos anos.

De 2004 a 2017, atuou em 559 com as camisas 8 e 10 e foi às redes em 253 oportunidades. Além disso, foi responsável por 146 assistências. Ao total, conquistou 16 títulos, incluindo Uefa Champions League, Premier League, Mundial de Clubes e Europa League, o seu último pelos Diabos Vermelhos.

Leia mais: Rooney no Manchester United: a brilhante e vitoriosa história do Shrek

Ruud van Nistelrooy

Após ótimo início de carreira na Holanda, principalmente com a camisa do PSV, Ruud van Nistelrooy chegou a Old Trafford para vestir a camisa 10 do Manchester United. E foi na Inglaterra que o holandês alcançou seu auge.

Em cinco temporadas no time de Alex Ferguson, entre 2001 e 2006, van Nistelrooy marcou 150 gols em 219 jogos, chegando a uma incrível média de quase 0,7 tento por partida. Pelo United foram quatro títulos: a Premier League 2002/2003, a Supercopa da Inglaterra 2003, a Copa da Inglaterra 2003/2004 e a Copa da Liga Inglesa 2005/2006.

seleção manchester united
Adrian Dennis/AFP via Getty Images

Leia mais: Van Nistelrooy: glória no United como um dos melhores atacantes da Europa

Cristiano Ronaldo

Apenas o segundo dessa seleção que ainda está em atividade. E também o melhor dos 11. Pode-se dizer que o português foi o grande do nome dos Red Devils na década 2000. Ao todo, vestindo a icônica camisa 7 do United, Cristiano Ronaldo fez 292 jogos e marcou 118 gols.

O português se tornou o único jogador do United a conquistar o prêmio de melhor do mundo da Fifa e a Bola de Ouro, da revista France Football, pelo futebol apresentado na temporada 2007/2008, a sua melhor pelo clube de Old Trafford, na qual marcou 42 gols, sendo artilheiro da Premier League e da Champions League.

Em seis anos no Manchester United, conquistou o tricampeonato da PL, o título europeu em 2007/2008, um Mundial de Clubes, uma Copa da Inglaterra, uma Copa da Liga Inglesa e uma Supercopa da Inglaterra.

Leia mais: A temporada perfeita de Cristiano Ronaldo pelo Manchester United em 2007/2008

Siga a PL Brasil no Youtube

  • ESQUADRÕES IMORTAIS | MANCHESTER UNITED 1999

Leia mais: As maiores derrotas de Alex Ferguson no comando do Manchester United

Não há posts para exibir

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.