Montamos a seleção do Liverpool no século XXI; confira

A PL Brasil listou os 11 principais jogadores dos Reds desde 2001

Montamos a seleção do Liverpool no século XXI; confira
PAUL ELLIS/AFP via Getty Images

A PL Brasil listou a seleção do século XXI de vários clubes ingleses e falaremos agora do Liverpool. Vamos listar, portanto, o time ideal dos Reds desde 2001.

O time ideal do Liverpool tem o 4-3-3 como esquema ideal.

A seleção do Liverpool no século XXI 

Alisson

Jerzy Dudek e Pep Reina têm um carinho especial no coração do torcedor do Liverpool, mas nenhum teve o impacto que Alisson Becker. Em menos de duas temporadas completas com a camisa dos Reds, o camisa 1 foi peça fundamental na conquista da Champions League da temporada 2018/2019.

Os 66 milhões de libras pagos pelo brasileiro se mostraram irrisórios a cada atuação do arqueiro no gol dos Reds. Ele trouxe segurança a um sistema defensivo que havia evoluído com a chegada de Virgil van Dijk, mas que precisava de um goleiro decisivo e que fosse protagonista para sair de vez da seca de títulos.

Alisson é um goleiro que já está na história do Liverpool mesmo tendo atuado em menos de duas temporadas completas e, claro, faz parte da seleção do século. E, ao que tudo indica, o brasileiro ainda deve ser um dos ídolos dos Reds por anos e mais anos.

Michael Regan/Getty Images

Alexander-Arnold

O Liverpool até teve nomes razoáveis para a posição no século, mas nenhum chegou minimamente perto da representatividade de Trent-Alexander Arnold. O jovem lateral-direito de 21 anos é há duas temporadas o melhor do mundo na posição e coleciona recordes e mais recordes individuais.

Nas últimas duas temporadas, o jovem lateral deu 24 assistências em 58 jogos de Premier League e deve aumentar ainda mais esses números quando a competição for retomada após a paralisação causada pela pandemia do novo coronavírus. Também foi peça fundamental para o Liverpool conquistar a Champions League da temporada 2018/2019 e os outros títulos.

Além do seu impacto técnico na equipe, ainda há um simbolismo em torno de Arnold. Isso porque ele é um scouser, garoto nascido e criado em Liverpool e que teve o privilégio de não só jogar, mas ser protagonista do seu clube de coração.

Michael Regan/Getty Images

Jamie Carragher

Com mais de 700 jogos pelo Liverpool, o zagueiro Jamie Carragher não poderia ficar de fora desta seleção. Fez parte de uma geração que ganhou todos os títulos possíveis com os Reds, exceto a desejada Premier League. Um defensor que, assim como Arnold, também era um scouser.

Foi um protagonista do Liverpool por mais de dez anos, onde conviveu com ótimos momentos do clube e também com o início do ostracismo dos Reds – que durou até o resgate feito por Jürgen Klopp. Carragher não se destacava apenas por ter um bom desempenho tecnicamente, mas também pela sua entrega dentro de campo.

Laurence Griffiths/Getty Images

Virgil van Dijk

Um zagueiro que custou 75 milhões de libras, mas que fez valer e muito cada centavo investido pelo Liverpool. Um defensor que chegou para mudar o patamar do sistema defensivo dos Reds e recolocar o clube inglês de volta nos caminhos dos títulos, outrora tão distantes.

O impacto que van Dijk teve do Liverpool é indescritível. Transformou uma defesa insegura no melhor sistema defensivo do planeta – com a ajuda dos seus companheiros, claro. Mesmo os Reds não vencendo a Premier League da temporada passada, ainda foi eleito o melhor jogador da competição.

A concorrência é enorme, mas talvez dê para definir van Dijk como a maior contratação da era Jürgen Klopp no Liverpool. E também um dos maiores defensores da história do clube, claro.

seleção liverpool
Clive Brunskill/Getty Images

Leia mais: Virgil van Dijk: a ambição, a superação e o domínio do zagueirão do Liverpool

Andrew Robertson

A concorrência é grande com John Arne Riise, mas Andrew Robertson tem elementos que o colocam como o melhor lateral-esquerdo do Liverpool no século 21. Em quase três temporadas com a camisa dos Reds, o escocês se tornou protagonista da equipe de Jürgen Klopp e um dos melhores do mundo na posição – para muitos o melhor.

Robertson foi contratado pelo Liverpool por apenas oito milhões de libras junto ao Hull City. Se o valor já é pequeno para uma transferência de um jogador de futebol, imagina depois que ele se torna um dos melhores do mundo na posição. E foi o que aconteceu com o lateral-esquerdo escocês.

Robertson é um lateral que consegue defender com muita qualidade e que também é diferenciado quando sobe ao ataque. Também já está na história do Liverpool como um dos grandes da história do Liverpool.

seleção liverpool
Giuseppe Cacace/AFP via Getty Images

Leia mais: Andrew Robertson, do Liverpool, conta sua verdadeira história

Xabi Alonso

Xabi Alonso foi um dos jogadores mais técnicos do Liverpool não só no século 21, mas em toda a sua história. Um meio-campista completo, especialista nos grandes lançamentos que aconteciam de uma área a outra. Em sua primeira temporada, conquistou logo a Champions League da temporada 2004/2005.

Em cinco temporadas no Liverpool , Alonso fez história no Liverpool. Foi um grande parceiro de Steven Gerrard no setor de meio-campo durante esse período. Na final de 2005, por exemplo, fez um dos gols daquela conquista histórica. Mesmo não vencendo a Premier League está marcado na história do clube.

Steven Gerrard

Um nome e sobrenome que fala por si só. Uma vida dedicada para e pelo Liverpool. Um ídolo que carregou sentimentos de milhares de torcedores dentro de campo durante os anos em que jogou no clube inglês. O eterno capitão que levou os Reds a muitas conquistas, com exceção da Premier League.

Nos mais de 15 anos atuando com a camisa do Liverpool, Gerrard foi o cara do Liverpool. O protagonista de um gigante que não vivia seus melhores dias, mas que, graças ao camisa 8, conseguiu ser competitivo em alguns bons momentos durante esse período. Um capitão que, mesmo com seus títulos e atuações memoráveis, ainda tem que conviver com um pesadelo eternamente.

No documentário Make Us Dream exibido pela Amazon Prime Video, que mostra a vida de Gerrard no Liverpool, é mostrado como o camisa 8 se sente amargurado por não ter vencido a Premier League. No entanto, isso não diminui em absolutamente nada o seu tamanho na história dos Reds.

seleção liverpool
Oli Scarff/AFP via Getty Images

Jordan Henderson

Henderson chegou ao Liverpool com uma missão repassada de ser o ‘novo Gerrard'. No entanto, isso é algo que foi dado de forma incorreta. O eterno camisa 8 é insubstituível. Assim como o atual capitão também mostrou que é, ao conduzir os Reds novamente ao caminho das glórias.

Sob o comando de Jürgen Klopp, o camisa 14 vem liderando a revolução e o renascimento do Liverpool. É protagonista de uma geração que conduziu os Reds ao caminho das glórias à sua maneira.

Não sendo o novo Gerrard, mas sendo Henderson. O Jordan Henderson que vai ser o primeiro capitão a levantar o troféu da Premier League pelo Liverpool, algo que Steven Gerrard, por exemplo, não conseguiu.

Catherine Ivill/Getty Images

Leia mais: A redenção de Jordan Henderson na melhor temporada de sua carreira

Mohamed Salah

Um jogador que chegou sob muita desconfiança, mas mostrou que a maioria estava errada. Em quase três temporadas no Liverpool, Mohamed Salah se tornou um dos maiores jogadores da história do clube. Ao longo dos jogos, foi batendo recordes e mais recordes com a camisa dos Reds e, certamente, não poderia ficar fora da seleção do Liverpool.

Na maior conquista do clube na década, Salah fez gol na final da Champions League da temporada 2018/2019, diante do Tottenham. Um gol que representou uma superação para o jogador, que havia saído lesionado na decisão da mesma competição um ano antes.

Em 144 jogos com a camisa do Liverpool, Salah fez 91 gols com a camisa do Liverpool e já é um dos artilheiro da história dos Reds.

Catherine Ivill/Getty Images

Sadio Mané

Uma aposta que se tornou protagonista do Liverpool. Este é Sadio Mané, que há quatro temporadas é um dos craques dos Reds e que, com certeza, já está marcado na história do Liverpool como um dos maiores atacantes que já vestiram esta camisa. Mané é um jogador que reúne muito carisma, mas também com muita imposição dentro de campo.

É um atleta que não tem medo do marcador e vai para cima sem medo. Um atacante que tem velocidade, drible e também um grande faro de artilheiro. Também foi protagonista da conquista da Champions League da temporada 2018/2019 pelo Liverpool.

Em 161 jogos com a camisa do Liverpool, marcou 77 gols e foi fundamental na retomada dos Reds ao caminho das glórias.

Michael Regan/Getty Images

Luis Suárez

Foram quatro temporadas no Liverpool. Não com grandes títulos, mas com performances individuais que poucos jogadores já tiveram vestindo a camisa dos Reds. Um atacante com comportamento polêmico e odiado pelos rivais, mas que foi muito amado enquanto esteve em Anfield e, assim, integra a seleção do Liverpool neste século.

Na temporada 2013/2014, Suárez viveu o seu auge. Ao todo, foram 37 jogos e 31 gols marcados, batendo recordes na Premier League – também foi um dos ganhadores da chuteira de ouro.

Suárez só venceu apenas uma Copa da Liga Inglesa com o Liverpool, mas atuações dele durante essas quatro temporadas foram suficientes para entrar na história do clube.

Siga a PL Brasil no YouTube

  • ESQUADRÕES IMORTAIS | LIVERPOOL 2005

Leia mais: A importância das bolas longas para o Liverpool