Seleção Francesa deve trocar de técnico em 2023. Veja substituto

2 minutos de leitura

Assim como o Brasil, a Seleção Francesa vai trocar de técnico em 2023. Pelo menos é o que deu a entender o presidente da Federação Francesa de Futebol em entrevista ao L'Equipe. A permanência de Didier Deschamps está condicionada ao resultado na Copa do Mundo 2022.

Seleção Francesa
Foto: Divulgação

Noël Le Graët, presidente da Federação Francesa de Futebol, deu entrevista ao jornal L'Equipe recentemente e afirmou que Didier Deschamps pode não continuar à frente da Seleção Francesa em 2023. Mas a permanência estaria condicionada ao resultado conquistado no Mundial.

“Nós dois concordamos que nos veremos logo após a Copa do Mundo. Se chegarmos às semifinais, a escolha é dele. Se ele se sentir motivado a continuar, nem haverá discussão sobre isso porque ele terá conquistado. Se não estivermos entre os quatro últimos, teremos que conversar sobre isso… Nesse caso, eu estou em vantagem”, explicou Noël ao portal local.

Didier Deschamps chegou à Seleção Francesa para ser treinador em julho de 2012, e completou 10 anos este ano. No entanto o time dele só venceu dois títulos neste tempo todo. Pelo menos um deles foi a Copa do Mundo em 2018 na Rússia. Além disso levantou a taça da Nations League 2021.

A frente da Seleção Francesa nestes 10 anos, Didier Deschamps conseguiu 89 vitórias, 27 empates e 20 derrotas em 130 partidas. Para a Copa do Mundo, ele terá o melhor jogador do mundo a sua disposição: Karim Benzema. Além disso, seu elenco é estrelado e conta com jogadores como MbappéGriezmann. Por isso, a FFF cobra bastante do treinador nesse Mundial, a ponto de colocá-lo sob pressão.

Em caso de Didier Deschamps não conseguir levar a Seleção Francesa às semifinais da Copa do Mundo, pode perder o emprego.

Quem será o sustituto de Didier Deschamps na Seleção Francesa?

Seleção Francesa

Perguntado sobre quem seria o substituto de Didier Deschamps em caso de demissão, o presidente da FFF não respondeu diretamente.

Vamos ver de acordo com as circunstâncias. Depende da partida. Não é o mesmo que um campeão mundial nos elimina do que outro time. Se Didier não estiver entre os quatro melhores times da Copa do Mundo, não é certo que ele continuará. Passei a quarta-feira (9) com ele, não sinto nenhum cansaço da parte dele. O lance dele é a seleção francesa, o amor pela camisa. Tenho absoluta confiança nele”, concluiu Noël.

Neste caso a imprensa francesa ventila o nome forte de Zinédine Zidane para o cargo. O tri-campeão da Champions League pelo Real Madrid recusou uma oferta do PSG na última janela de transferências. Isso aumentou os rumores de que o ex-jogador da seleção estaria interessado em treinar a França após o Mundial. Isso foi confirmado em uma entrevista dada pelo ex-volante na época.

Não terminei com a seleção“, disse zidane em tom misterioso.

Caian Oliveira
Caian Oliveira

Jornalista. Coordenador especialista em palpites, prognósticos e conteúdo para SEO da PL Brasil.