Montamos a seleção do Arsenal no século XXI; confira

Escolhemos o 11 ideal dos Gunners desde 2001

ODD ANDERSEN/AFP via Getty Images

A PL Brasil listou a seleção do século XXI de vários clubes ingleses e falaremos agora do Arsenal. Vamos listar, portanto, o time ideal dos Gunners desde 2001.

O esquema escolhido é o tradicional 4-3-3, com muitos integrantes do Invencíveis.

A seleção do Arsenal no século XXI

Jens Lehmann

Jens Lehmann, sem dúvidas, marcou época no clube londrino. Isso porque, ao chegar do tradicional Borussia Dormtmund, em 2003, tinha a difícil missão de substituir David Seaman. O inglês, aliás, era titular na posição a 13 anos, além de ter defendido seu país em duas Copas do Mundo.

O goleiro alemão, no entanto, agarrou a oportunidade e fez os Gooners lhe idolatrarem. Assim, pelo clube londrino, disputou 200 partidas – cujas quais, em 80, não sofreu nenhum gol – e conquistou uma Premier League (2003/2004), uma Copa da Inglaterra (2004/2005) e uma Supercopa da Inglaterra (2004).

Além disso, depois de dois anos defendendo o Stuttgart, o goleiro retornou a Londres. Dessa forma, Lehmann, anunciou sua aposentadoria – ao término da temporada 2010/2011 – no clube em que viveu o auge de sua carreira.

Shaun Botterill/Getty Images

Leia mais: Jens Lehmann, o gigante alemão campeão invicto pelo Arsenal

Lauren

O defensor camaronês, apesar da aposentadoria precoce, aos 33 anos, foi um ícone na lateral direita dos Gunners. Nesse sentido, durante seis temporadas (2000/2001 até 2006/2007) participou como titular absoluto nos anos de glória, comandados por Arsène Wenger.

O jogador somou 241 partidas, com 10 gols marcados. Lauren, ainda, marcou seu nome na história do clube após ser campeão inglês em duas oportunidades (2001/2002 e 2003/2004), duas Supercopas da Inglaterra (2002 e 2004) e três Copas da Inglaterra (2001/2002, 2002/2003 e 2003/2004).

Shaun Botterill/Getty Images

Sol Campbell

O britânico Sol Campbell, certamente, está entre os maiores de sua posição na história do Arsenal. Dessa maneira, gigante na bola aérea – com muita força, raça, e experiência – o zagueiro, após dez anos no Tottenham, se transferiu, para seu maior rival, vivendo os melhores anos de sua longa carreira sob o comando de Wenger.

Como grande ápice, em sua narrativa pelos Gunners, Campbell carrega com si a honraria de ser o único jogador, em toda a história do clube, a marcar um gol em uma final de Champions League – realizada no dia 17 de maio de 2006, em que o Barcelona derrotou o Arsenal por 2 a 1.

O jogador atuou em 211 partidas marcando 12 gols. Em sua passagem pelos anos 2000, conquistou duas PLs (2001/2002 e 2003/2004), três Copas da Inglaterra (2001/2002, 2002/2003 e 2003/2004) e duas Supercopas da Inglaterra (2002 e 2004).

GABRIEL BOUYS/AFP via Getty Images

Leia mais: Como Sol Campbell virou “Judas” trocando o Tottenham pelo Arsenal

Kolo Touré

Junto a Sol Campbell, Touré formou a maior dupla defensiva do clube em todo o século XXI. Isso porque, além de fazer parte – sendo um dos destaques – do esquadrão invencível, o zagueiro vestiu vermelho e branco durante sete temporadas.

Inicialmente descoberto como meio campista, Kolo Touré se reinventou com Arsène Wenger e chegou a ser considerado um dos melhores jogadores do mundo em sua posição. Assim, como um dos capitães do time, foi grande referência no futebol inglês durante anos.

O marfinense de 39 anos entrou em campo em 326 ocasiões diferentes fazendo 14 gols. Além disso, em seu currículo na equipe londrina constam uma Premier League (2003/2004), três Copas da Inglaterra (2002/2003, 2003/2004 e 2004/2005) e duas Supercopas da Inglaterra (2002 e 2004).

ADRIAN DENNIS/AFP/Getty Images

Leia mais: Listamos os principais irmãos jogadores na era Premier League

Ashley Cole

Apesar de ter defendido mais vezes a camisa do Chelsea, não podemos deixar o lateral de fora dessa lista. Atualmente com 39 anos, o ex-jogador é cria da base do Arsenal, vivendo nove anos, ao todo, de sua carreira nos Gunners.

Além de completar a defesa de um dos maiores times que o futebol inglês já viu, Ashley Cole desfruta de ter sido titular em três Copas do Mundo. Assim, em 2015 – um ano após sua aposentadoria – foi eleito para a seleção de todos os tempos da Premier League do Daily Mail.

Pelo Arsenal, realizou 228 jogos balançando as redes nove vezes. O canhoto, ainda, ganhou dois taças de Premier League (2001/2002 e 2003/2004), três Copas da Inglaterra (2001/2002, 2003/2004 e 2004/2005) e duas Supercopas da Inglaterra (2002 e 2004).

Shaun Botterill/Getty Images

Gilberto Silva

Considerado o maior brasileiro da história do Arsenal, Gilberto Silva, chegou a ser apelidado de “Muro Invisível” pelos Gooners. O volante, ex-Atlético Mineiro, foi um dos destaques do pentacampeonato mundial brasileiro em 2002. Assim, chegou à Terra da Rainha, logo após a Copa do Mundo.

A partir daí, o brasileiro conquistou o povo londrino com seu futebol vistoso. Titular em praticamente todas as suas seis temporadas – de 2002/2003 até 2007/2008 – o meio campista atuou em 244 partidas fazendo 24 gols.

Logo, títulos não faltam. Ao todo, o jogador conquistou uma Premier League (2003/2004), duas Copas da Inglaterra (2003/2004 e 2004/2005) e duas Supercopas da Inlgaterra (2002 e 2004).

ADRIAN DENNIS/AFP via Getty Images

Leia mais: Ídolo do Arsenal, Gilberto Silva diz: ‘Enfrentar o Man United era diferente’

Patrick Vieira

Mais um da era imbatível, estabelecida pelo Arsenal de Wenger, no início dos anos 2000. Patrick Vieira, além de ser o primeiro capitão do clube no século, ergueu a taça dourada da Premier League.

Por isso, o volante é considerado um dos maiores jogadores da história do time londrino.  Presente em elencos eternizados pelo torcedor, o francês de 43 anos jogou 406 partidas e fez 34 gols.

Dessa forma, durante seus quase dez anos de Arsenal, Vieria conquistou três taças de Premier League (1997/1998, 2001/2002 e 2003/2004), quatro Copas da Inglaterra (1997/1998, 2001/2002, 2002/2003 e 2004/2005) e quatro Supercopas da Inglaterra (1998, 1999, 2002 e 2004).

Ian Walton/Getty Images

Leia mais: O papel fundamental de Patrick Vieira nos Invencíveis 

Cesc Fàbregas

O espanhol, na lista, é o único jogador ainda em atividade. Atualmente com 33 anos, o jogador do Monaco se destacou para o mundo futebolístico no Arsenal. Com apenas 16 anos, Fàbregas, se tornou o jogador mais novo a atuar e fazer um gol, em toda a história dos Gunners.

Assim, seu prestígio na Inglaterra crescia cada vez mais. A partir da temporada 2005/2006, o espanhol se firmou como titular absoluto, e, em seguida, foi capitão do time em suas últimas quatro temporadas.

O Golden Boy de 2006, entrou em campo 303 vezes – entre as temporadas de 2003/2004 a 2010/2011 – balançando as redes em 57 ocasiões diferentes. O meio campista conquistou uma Premier League (2003/2004), uma Copa da Inglaterra (2004/2005) e uma Supercopa da Inglaterra (2004).

Robin van Persie

O atacante holandês teve uma carreira brilhante, atingindo o auge durante seus anos de Arsenal. Pelo seu desempenho no clube londrino, foi convocado para duas Copas do Mundo e duas Eurocopas.

Van Persie foi artilheiro dos Gunners em quatro temporadas ganhando, ainda, a chuteira de ouro da Premier League 2011/2012. Assim, o craque é o 8° maior goleador do clube, somando ao todo 133 gols em 278 jogos.

Entretanto, pelo Arsenal o jogador conquistou apenas dois títulos: Copa da Inglaterra 2004/2005 e Supercopa da Inglaterra 2004.

Julian Finney/Getty Images

Dennis Bergkamp

Mais um holandês na seleção do Arsenal do século XXI. Bergkamp, apelidado de “Homem de Gelo” pelos Gooners, era dono de uma técnica surpreendente, e chegou a ser considerado um dos melhores jogadores do mundo durante sua carreira.

Ídolo no Arsenal, o jogador se aposentou em partida marcada pela inauguração do Emirates Stadium, no dia 22 de julho de 2006. Antes, o clube realizava suas partidas no Highbury.

O meio campo foi destaque de uma das eras mais vitoriosas do time londrino. Conquistou três títulos de Premier League (1997/1998, 2001/2002 e 2003/2004), quatro Copas da Inglaterra (1997/1998, 2001/2002, 2002/2003 e 2004/2005) e quatro Supercopas da Inglaterra (1998, 1999, 2002 e 2004). Ao todo, em sua década pelo clube, Bergkamp fez 422 jogos marcando 120 gols

Leia mais: Dennis Bergkamp: o símbolo da elegância e genialidade

Thierry Henry

Por fim, quando se fala de Arsenal o nome do francês é praticamente sinônimo. Isso porque, Henry é o maior jogador e artilheiro – 228 gols – da história dos Gunners.

Em suas nove temporadas pelo clube – contando o empréstimo realizado em 2011/2012 – o atacante ganhou inúmeros prêmios individuais, inclusive, o de segundo melhor jogador do mundo em duas ocasiões (2003 e 2004).

Dessa forma, com gols antológicos, destreza com a bola e muita habilidade, o jogador foi eternizado nos gramados londrinos como grande exemplo a ser seguido. Assim, em 377 jogos, o craque conquistou duas Premier League (2001/2002 e 2003/2004), três Copas da Inglaterra (2001/2002, 2002/2003 e 2004/2005) e duas Supercopa da Inglaterra (2002 e 2004).

Leia mais: Thierry Henry, a brilhante carreira da lenda do Arsenal

Siga a PL Brasil no Youtube

  • ESQUADRÕES IMORTAIS | ARSENAL 2003/04

Leia mais: Títulos do Arsenal: confira lista de troféus dos Gunners