Sean Dyche fala sobre possível saída de jogador

Sean Dyche fala sobre possível saída de jogador
Foto: Reprodução/Sky Sports

A janela de transferências está se aproximando cada vez mais. Ou seja, muitos rumores, mesmo que vários dias antes da abertura, se tornam mais frequentes. Portanto, no caso dos Clarets, treinados por Sean Dyche, que possuem alguns atletas em fim de contrato, muitas especulações surgem.

No entanto, não é surpresa que uma das principais peças do elenco pode sair de Turf Moor ainda nesta temporada. James Tarkowski, o melhor zagueiro à disposição do técnico, tem contrato até junho de 2022. Sendo assim, pode deixar o time por um valor de transferência muito baixo ou assinar um pré-contrato com outro clube e sair de graça. Ademais, Newcastle e West Ham se mostram interessados no jogador.

Dessa forma, o técnico Sean Dyche comentou, nesta quinta-feira (18), em entrevista coletiva, sobre a possível saída de um jogador tão importante. Além disso, falou especificamente sobre Tarkowski e a situação que o atleta vive. Quando perguntaram sobre a saída, o treinador não se mostrou surpreso:

“Não me diga?!… Bem, estou chocado com isso…”, disse ironicamente. “É apenas do jeito que o futebol é. Especialmente nesse futebol moderno, os contratos são diferentes. Agora, assinam contrato e em seis, estão vendidos.”, completou.

Tudo o que eu diria sobre James é que ele é um profissional fantástico. Ele está sendo sempre desde que esteve aqui e continua a ser. A forma dele nesta temporada está absolutamente de primeira e eu ainda coço minha cabeça em como ele não é convocado para a Inglaterra.”

A relação entre James Tarkowski e Burnley

A princípio, tanto clube quanto jogador possuíam uma relação muito boa. Pois, Tarkowski alcançou um bom nível com a camisa cinco dos Clarets, chegando até a ser convocado por Gareth Southgate. Além disso, o time de Sean Dyche, que gosta de priorizar suas defesas, tinha uma referência grande no atleta.

Sendo assim, o clube ofereceu uma renovação de contrato na temporada 2019/20 e outra, no final de 2020. No entanto, James disse que as propostas eram “longe de serem boas o suficiente” e recusou ambas. Portanto, a possibilidade de ele esperar o fim do contrato e sair é bem alta. Ademais, rumores apontam que o Burnley não tem interesse em vendê-lo no momento, justamente para ficar forte na briga contra o rebaixamento.