‘Pior do que esperávamos’: a lesão que pode causar baque no Liverpool

4 minutos de leitura

A lesão de Mohamed Salah é mais grave do que se esperava. O craque egípcio se lesionou e teve que ser substituído pouco antes do intervalo no empate por 2 a 2 da seleção egípcia com Gana na última quinta-feira (18), após reclamar de desconforto na coxa.

No dia seguinte, a Federação de Futebol do Egito comunicou que o jogador do Liverpool sofreu uma distensão muscular e que inicialmente perderia apenas duas partidas da Copa Africana de Nações, mas as coisas mudaram.

O agente de Salah, Ramy Abbas Issa, comunicou que o atacante deverá ficar afastado por mais tempo e que as chances dele retornar ainda na Copa das Nações Africanas são mínimas.

— A lesão de Mohammed é mais grave do que se pensava e ele ficará afastado por 21 a 28 dias, e não por dois jogos. Sua melhor chance de participar da atual AFCON é passar por uma reabilitação intensiva no Reino Unido e voltar ao time assim que estiver apto — disse Ramy em um tweet nesta segunda-feira (22).

Salah pode desfalcar ainda mais o Liverpool

Salah retornou à Inglaterra para executar sua recuperação no Liverpool. Caso retorne em 21 dias, Salah ainda poderá jogar a final Copa Africana de Nações, se o Egito consiga se classificar.

Na visão mais pessimista, o craque perderá não apenas a competição continental com sua seleção, como também a partida entre Brentford e Liverpool no dia 17 de fevereiro, no Gtech Community Stadium, pela 25ª rodada da Premier League.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.