Rodrygo na Premier League: gigante inglês quer oferecer R$ 500 milhões pelo brasileiro, diz jornal

7 minutos de leitura

Com apenas 22 anos, Rodrygo se tornou titular absoluto no Real Madrid. O brasileiro chegou ao clube espanhol em 2019, depois de recusar um acordo praticamente fechado com o rival Barcelona, e desde então já levantou taças do Campeonato Espanhol, Mundial da Fifa, Champions League, entre outros.

Clique aqui para seguir a PL Brasil no Instagram

Ele estará em campo na partida contra o Union Berlim, pela primeira rodada do grupo C da Champions League 2023/24, nesta quarta-feira (20).

Apesar de acabar de ter ganhado a camisa 11 dos Merengues, o futuro do ex-menino da Vila pode ser na Inglaterra.

Rodrygo pode ir para a Premier League por R$ 519 milhões

De acordo com o site espanhol “Mundo Deportivo”, Rodrygo está na mira de diversos times da Europa, incluindo os da Premier League. Um deles é o Liverpool, que tem o brasileiro em sua lista de reforços para “um futuro próximo”.

O veículo diz que Rodrygo é visto como o substituto ideal de Mo Salah para ser a nova estrela do Liverpool.

Salah pode sair de Anfield para um time saudita na próxima janela de transferências. O egípcio recebeu fortes investidas do Al-Ittihad, que chegou a oferecer 150 milhões de libras (R$ 932 milhões) e ainda considerava aumentar a oferta para 200 milhões de libras (R$ 1,25 bilhão ou 233 milhões de euros). Apesar de não deixado os Red Devils, essa ainda é uma possibilidade nos próximos meses do mercado da bola.

O Real Madrid, por sua vez, não vê a possível transferência com maus olhos, porque acredita na ida de Kylian Mbappé em 2024 para a Espanha. O “Mundo Deportivo” diz que o Liverpool deve oferecer pelo menos 100 milhões de euros (R$ 519 milhões) por Rodrygo, que tem contrato com os Merengues até 2028.

Real Madrid
20/09/23 - 13:45

Finalizado

1

-

0

Union Berlin

Real Madrid - Union Berlin

UEFA Liga dos Campeões - Santiago Bernabeu

1° Turno

Maria Tereza Santos
Maria Tereza Santos

Me formei em Jornalismo pela PUC-SP em 2020. Antes de escrever para a PL Brasil, fui editora na ESPN e repórter na Veja Saúde, Folha de S.Paulo e Superesportes.