Riccardo Ciervo é apresentado como novo reforço neroverdi

Riccardo Ciervo é apresentado como novo reforço neroverdi
Foto: Reprodução Sassuolo2000

Antes de tudo, Nesta sexta-feira (4), foi dia de apresentação no CT Neroverdi. Assim, Riccardo Ciervo, novo jogador da Sasól, já parece se sentir bem vestindo as cores do Sassuolo. Desse modo, ele se juntou no mercado de transferências de inverno.

Para o atacante nascido em 2002, a equipe italiana é uma chance de finalmente entrar no mundo do futebol: “Mal posso esperar para começar”, disse ele durante a coletiva de imprensa de apresentação.

Confira as primeiras palavras de Riccardo Ciervo

Nesse sentido, o atleta falou sobre em que pode ajudar. Em outras palavras, no que pode ser útil no esquema tático de Alessio Dionisi.

“Estou convencido de que posso dar muito aqui, também porque o treinador, que considero um dos melhores do mundo, usa uma forma que destaca minhas características. Sou um jogador externo rápido e tecnicamente dotado, portanto não importa se jogo pela direita ou pela esquerda. Quero crescer como jogador e ajudar a equipe a dar o melhor de si, certamente serei estimulado por ter jogadores muito fortes como os que estão aqui.

Ainda assim, falou sobre o número que carrega nas costas e as suas últimas passagens, no futebol italiano. Portanto, confira as palavras do novo atleta da sasól.

O número 11 sempre me trouxe sorte desde que eu era criança, por isso o escolhi. E é a que eu sempre usei. Eu comecei na Polisportiva Carso, na província de Latina, e devo muito ao treinador Del Prete. Jogamos em um campo de terra onde cortei meus dentes, depois de seis anos houve a mudança para Roma e eu fiquei entusiasmado. Nunca vou parar de agradecer ao clube, onde meu ponto de referência foi Lorenzo Pellegrini, que me deu muitos conselhos, inclusive vindo a Sassuolo. Mas eu realmente não precisava pensar muito sobre isso antes de aceitar.

A primeira sessão de treinamento com a primeira equipe dos Giallorossi foi emocionante, pois havia muitos grandes jogadores em campo comigo. Meu coração estava acelerado. A mudança para Sampdoria foi igualmente importante, lembro-me de estar muito entusiasmado em minha estreia contra Napoli. Agradeço ao clube por me permitir ter minha primeira experiência real entre os grandes.