Premier League: 3º clube será julgado por violar Fair Play Financeiro

5 minutos de leitura

Mais um clube do futebol inglês foi acusado de violar as regras de Rentabilidade e Sustentabilidade da Premier League, o equivalente ao Fair Play Financeiro.

Denunciado, o Leicester City se disse “extremamente decepcionado” com a decisão da liga inglesa de encaminhá-los para um comissão independente, o que aumenta a chance de uma grande dedução de pontos na próxima temporada.

O jornal “Telegraph” informou na semana passada que o Leicester seria cobrado este mês, o que foi confirmado nesta quinta-feira (21), com a Premier League alegando que o clube não apresentou suas contas financeiras auditadas.

A cobrança se refere ao período de monitoramento até a temporada 2022-23 inclusive, que terminou com o rebaixamento do Leicester.

Atualmente em segundo lugar na Championship, o Leicester deverá publicar as contas oficiais de 2022/23 na próxima semana, com novas perdas esperadas.

No ano passado, eles anunciaram perdas recordes de 92,5 milhões de libras para 2021/22. Independentemente da possível punição em caso de promoção, o Leicester está sob pressão para arrecadar fundos com a venda de jogadores antes do final do exercício financeiro, em 30 de junho.

Vardy
Vardy em ação pelo Leicester City. Foto: Icon Sport

Leia o comunicado do Leicester

“O Leicester City está surpreso com as ações que a Premier League tomou hoje.

O clube está extremamente desapontado com o fato de a Premier League ter optado por acusar o LCFC agora, apesar dos esforços do clube para se envolver de forma construtiva com a Premier League em relação aos assuntos que são objeto desta acusação, embora o LCFC não esteja atualmente na Premier League.

O LCFC continua disposto e ansioso para se envolver de forma construtiva com a Premier League e a EFL para buscar a resolução adequada de quaisquer acusações potenciais, pelos órgãos certos e no momento certo.

O clube continua estudando cuidadosamente sobre a sua posição e, se necessário, continuará se defendendo de quaisquer atos ilícitos por parte das autoridades do futebol, caso estas procurem exercer jurisdição onde não o possam fazer, como ocorreu no início deste ano.”

Comunicado da Premier League

A Premier League encaminhou hoje o Leicester City FC a uma comissão independente por uma alegada violação das Regras de Rentabilidade e Sustentabilidade (PSRs) por não apresentar as suas contas financeiras auditadas à Liga.

A suposta violação refere-se ao período de avaliação que termina na temporada 2022/23, quando o clube estava na Premier League.

O Leicester City foi rebaixado para a Championship antes da introdução das novas Direções Padrão da Premier League, que prescrevem um cronograma dentro do qual os casos PSR devem ser ouvidos. Portanto, o processo será conduzido de acordo com um calendário a definir pela Comissão independente, e a sua decisão final será publicada no site da Premier League.

Everton e Nottingham Forest foram punidos nesta temporada por violações do PSR. Os Toffees perderam dez pontos em novembro, que foram reduzidos para seis após um recurso. Os Reds, por sua vez, foram punidos com quatro pontos na segunda-feira (18).

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.