Só 1 brasileiro: As 10 melhores contratações de Pep Guardiola no Manchester City

7 minutos de leitura

Pep Guardiola completou 53 anos nesta quinta-feira e, de toda sua trajetória, já são pouco mais de sete anos dedicados ao Manchester City. Uma parceria que mudou o clube inglês de patamar, assim como elevou o respeito ao treinador espanhol no mundo da bola.

Não foi fácil para Guardiola levar o Manchester City à conquista de uma Champions League e cinco edições de Premier League. 51 jogadores, entre atletas que sequer foram utilizados, compõem a lista de contratações do clube desde que o espanhol chegou à Inglaterra.

A PL Brasil analisou o desempenho e o custo dos reforços, e escolheu as escolhas mais inteligentes do treinador no mercado com a equipe inglesa.

As 10 melhores contratações de Guardiola no Manchester City

10- Julián Álvarez

Álvarez foi uma belíssima sacada do Manchester City para substituir Gabriel Jesus. Ele custou um baixo valor: 21 milhões de euros. O atacante vem sendo lapidado por Guardiola e agora já cumpre muito bem diferentes funções no ataque da equipe.

Em pouco tempo, surpreendeu e assumiu um protagonismo além do esperado. Aos 23 anos, Álvarez deve brilhar pelo City por muito tempo e poderá subir cada vez mais no ranking.

Julian Alvarez comemora gol pelo Manchester City na Champions (Foto: Icon Sport)

9- Riyad Mahrez

O argelino é o um dos dois jogadores presentes no top 10 que não está mais no clube. Mahrez construiu uma bela história no Manchester City antes de partir para o Al-Ahli. Em vários momentos, foi titular absoluto de Guardiola. Cumpriu seu legado e deixou belos números com a camisa azul.

  • 236 jogos
  • 78 gols
  • 59 assistências
  • 13 títulos

8- Kyle Walker

Walker foi contratado em 2017 para acabar de uma vez por todas com o problema do Manchester City na lateral-direita. Ele custou 52 milhões de euros, um preço alto para um jogador de sua função. Contudo, seu belíssimo desempenho fez esse preço parecer cada vez menor a cada dia.

Atualmente, é o capitão do time. No início da temporada, quase deixou o clube, mas após uma força-tarefa dirigida por Pep Guardiola, permaneceu.

Walker pelo Manchester City (Foto: Icon sport)

7- Ederson

Quando chegou ao City, Ederson tinha uma dura missão. Assumir o posto de goleiro titular da equipe em meio a uma forte pressão sendo um jogador ainda desconhecido. Os nomes anteriores — Joe Hart e Claudio Bravo — não inspiravam confiança no técnico espanhol.

Mais que isso, com a obrigação de ser um goleiro protagonista no jogo com os pés. Defender era prioridade, mas não a única função.

Ederson fez e faz tudo com maestria. Ele se afirmou no gol do Manchester City e tem papel ativo no início de criação das jogadas da equipe.

Ederson em ação pelo Manchester City (Foto: Icon sport)

6- Rodri

Rodri marcou o gol mais importante da história do Manchester City, na final da Champions League contra a Inter de Milão. Só isso o credenciaria a ser uma contratação absurda, mas não para por aí. O volante espanhol chegou ao Etihad Stadium em 2019 e se tornou o ponto de equilíbrio da equipe.

Hoje, o camisa 16 é o melhor volante do mundo. Uma aposta correta de Guardiola que vem dando frutos que parecem ser intermináveis.

Rodri foi eleito o melhor jogador da Champions League – Icon Sport

5- John Stones

Stones viveu certos momentos de desconfiança no City, mas o resultado é amplamente positivo. Ele chegou junto com Pep Guardiola a Manchester, junto ao pacotão de reforços que o clube preparou na metade de 2016. O inglês foi uma contratação pinçada pelo treinador e que se tornou prioridade após a negativa de Leonardo Bonucci.

Além de cumprir seu papel como zagueiro, Stones ofereceu um “algo a mais” a Guardiola. O defensor se revelou um meio-campista de primeira linha, fundamental para o sucesso do time na última temporada.

4- Rúben Dias

Guardiola buscou Rúben Dias para o Manchester City ter um sucessor de Vincent Kompany na função de xerife. Desde o primeiro jogo, o lusitano se tornou parte da espinha dorsal do time e vem cumprindo tudo que foi esperado do seu desempenho, quando contratado em 2020.

Mesmo sendo zagueiro, conseguiu ser eleito o melhor jogador da temporada no futebol inglês em 2020/21, pela FWA, a associação de jornalistas britânicos.

3- Bernardo Silva

Esse é o curinga de Pep Guardiola. Bernardo já jogou como camisa 5, meia-direita, segundo volante, armador, falso nove… Onde Guardiola precisou, ele correspondeu. O português foi contratado em 2017 após se destacar pelo Monaco e se tornou um pilar do projeto do Manchester City.

Sua transferência girou em torno de 50 milhões de euros. Ele já fez 331 partidas pelo clube, com 62 gols e 63 assistências.

Pep Guardiola e Bernardo Silva no Manchester City (Foto: Icon Sport)

2- Ilkay Gündogan

Gündogan foi o primeiro jogador contratado por Guardiola no Manchester City. O treinador começou com o pé direito sua passagem no clube e buscou um homem que o ajudaria a mudar o status da equipe. Mais uma vez, por um preço baixo. O alemão custou apenas 20 milhões aos cofres da equipe.

Ele ficou de 2016 a 2022 no Etihad Stadium e fez história. Versátil, sempre entendeu o que Guardiola pedia e desempenhou várias funções para o comandante. Deixou o clube como ídolo, craque afirmado e capitão das conquistas do Treble.

Gündogan comemora título da FA Cup no Manchester City (Foto: Icon Sport)

1- Erling Haaland

Haaland dispensa comentários. Contudo, além dos gols, o que mais chama a atenção no norueguês é o baixíssimo preço que o levou ao Manchester City. Guardiola e o clube se aproveitaram da multa rescisória existente no contrato com o Borussia Dortmund e contrataram a máquina de gols em 2022.

O City pagou somente 60 milhões de euros por Haaland.

Um valor baixíssimo para os atuais moldes do mercado da bola e para o que Haaland entregou, entrega e ainda vai entregar. Os números comprovam o maior acerto do espanhol na janela de transferências.

Haaland comemorando gol pelo Manchester City (Foto: Icon Sport)
Lucas Barbosa
Lucas Barbosa

Redator da PL Brasil. Foi por meio da Premier League, na tela do antigo Esporte Interativo, em 2007, que o Jornalismo entrou na minha vida. Duas paixões que abriram portas e me fazem realizar sonhos todos os dias. Passei pelos portais Mais Minas e Esporte News Mundo.