Rebaixados da Premier League podem quebrar marca que dura quase 30 anos

2 minutos de leitura

Naturalmente, a reta final da Premier League concentra a atenção dos fãs na disputa pelo título — ainda mais na temporada mais acirrada dos últimos anos, onde Manchester City, Liverpool e Arsenal disputam a ponta rodada a rodada.

Mas a liga também promete trazer emoções na parte debaixo da tabela. Com 20 derrotas cada um, Sheffield United e Burnley têm uma missão de permanência quase impossível. Assim, falta uma vaga: disputada por Nottingham Forest, Luton Town, Everton e Brentford.

A depender do último rebaixado, a Premier League pode quebrar uma marca que dura há quase 30 anos.

Caso Luton Town seja rebaixado junto a Sheffield e Burnley, o Z-3 será formado pelos três times que vieram da Championship na temporada passada. A última vez que isso aconteceu foi na temporada 1997/98, segundo levantamento do FutDados em parceria com a PL Brasil.

Premier League
# Seleção J V E D +/- Pontos
1 Man City

Man City

32 22 7 3 44 73
2 Arsenal

Arsenal

32 22 5 5 49 71
3 Liverpool

Liverpool

32 21 8 3 41 71
4 Aston Villa

Aston Villa

33 19 6 8 19 63
5 Tottenham

Tottenham

32 18 6 8 16 60
6 Newcastle

Newcastle

32 15 5 12 17 50
7 Man Utd

Man Utd

32 15 5 12 -1 50
8 West Ham

West Ham

33 13 9 11 -6 48
9 Chelsea

Chelsea

30 12 8 10 3 44
10 Brighton

Brighton

32 11 11 10 2 44
11 Wolverhampton

Wolverhampton

32 12 7 13 -5 43
12 Fulham

Fulham

33 12 6 15 -2 42
13 Bournemouth

Bournemouth

32 11 9 12 -10 42
14 Crystal Palace

Crystal Palace

32 8 9 15 -17 33
15 Brentford

Brentford

33 8 8 17 -11 32
16 Everton

Everton

31 9 8 14 -10 27
17 Nottm Forest

Nottm Forest

33 7 9 17 -16 26
18 Luton

Luton

33 6 7 20 -24 25
19 Burnley

Burnley

33 4 8 21 -35 20
20 Sheff Utd

Sheff Utd

32 3 7 22 -54 16

O feito já seria um contraponto com o último ano de Premier League. Em 2022/23, Fulham, Bournemouth e Forest disputaram a elite como recém-promovidos e nenhum caiu — algo inédito no campeonato com o formato atual.

Por formato atual, entende-se que é a liga com 20 clubes, no modelo em que três vêm da Championship da edição anterior e os três últimos são rebaixados à segunda divisão do ano seguinte. A primeira vez em que a PL foi disputada nesse formato foi em 1996/97.

Pesquisa e gráfico: Júlio César Cardoso / Futdados

A temporada 1997/98 da Premier League

A única vez em que os três recém-promovidos caíram, até agora, aconteceu na segunda edição da Premier League com o formato atual, em 1997/98.

Na oportunidade, Bolton, Barnsley e Crystal Palace disputaram a primeira divisão com um recente acesso, mas nenhum dos três sobreviveu à elite. Palace e Barnsley ficaram em último e penúltimo, enquanto o Bolton só caiu por causa do saldo de gols pior que o Everton.

Pesquisa e gráfico: Júlio César Cardoso / Futdados

Desde então, o “feito” nunca mais se repetiu. Em 12 das 25 temporadas seguintes, dois recém-promovidos foram rebaixados — o padrão que mais se repetiu nesse recorte.

Pesquisa e gráfico: Júlio César Cardoso / Futdados

Por outro lado, quatro foram as vezes que nenhum dos ascendentes caiu. Além de 2022/23, isso também aconteceu em 2017/18, 2011/12 e 2001/02.

Além disso, também existem os exemplos de times que vieram da Championship e fizeram ótimas campanhas na elite. Foi o caso do Ipswich Town que, em 2000/01, alcançou o 5º lugar em seu retorno à elite e garantiu até uma vaga na Copa da UEFA.

Quase tão boas foram as campanhas de Sunderland em 2001/02 e Wolverhampton em 2018/19, ambos com um 7º lugar logo que subiram à Premier League.

Pesquisa e gráfico: Júlio César Cardoso / Futdados

Fair play financeiro pode decidir rebaixamento

Algo que pode ter um papel fundamental em decidir qual será o último rebaixado são as punições aplicadas pela Premier League aos clubes que violam as regras do fair play financeiro.

O Everton, por exemplo, virou um sério candidato ao rebaixamento quando tomou 10 pontos de punição por descumprir as determinações da liga. O clube, posteriormente, reduziu a pena para 6 pontos, o que ainda coloca os Toffees na zona.

O Forest também foi vítima da liga, que tirou quatro pontos do time de Felipe, Murillo e Danilo. Foi essa punição, inclusive, que levou o Nottingham à zona de rebaixamento e impediu que a zona de rebaixamento fosse formada pelos três recém-promovidos.

Diogo Magri
Diogo Magri

Jornalista formado pela ECA-USP, campineiro e repórter na PL Brasil. Passagens por EL PAÍS, Revista Veja e Futebol Globo CBN.

Contato: [email protected]