Mercado: Real Madrid tem titular do Chelsea na lista de reforços

2 minutos de leitura

O Real Madrid está focado nesta reta final de temporada. Com o Campeonato Espanhol tão distante, o clube merengue segue na briga pelos títulos da Copa do Rei e Champions League. Ao mesmo tempo, faltando três meses para a janela de transferências do verão europeu, especulações sobre contratações circulam na imprensa. O meia do Borussia Dortmund Jude Bellingham é o principal alvo do time espanhol, mas outros jogadores também interessam a equipe comandada pelo técnico Carlo Ancelotti.

De acordo com o “As“, da Espanha, o Real Madrid discute internamente a contratação de um lateral-direito para competir com Dani Carvajal e Lucas Vázquez. Ainda segundo o jornal, o clube elaborou uma lista de possíveis reforços que incluía nomes de João Cancelo (que se transferiu recentemente ao Bayern de Munique), Juan Foyth (Villareal) e Reece James (Chelsea). O zagueiro dos Blues, de apenas 23 anos, seria o preferido os merengues, já que ele é bem quisto em Valdebebas. Porém, contratar o jogador da Premier League não será fácil.

O Chelsea não costuma vender seus destaques, a menos que não tenha outra opção, como foi com Thibaut Coutois e Eden Hazard, que foram comprados pelo Real Madrid quando restava apenas um ano de contrato dos dois com os Blues. Além disso, James renovou seu contrato com o clube londrino em setembro de 2022, o estendendo até 2028.

Porém, o Chelsea precisa vender alguns jogadores para equilibrar suas contas. Reece James é um de seus ativos mais valiosos. Com a mudança de proprietário no último verão, forçado pelas sanções do governo do Reino Unido a Roman Abramovich por suas conexões com Vladmir Putin e a invasão russa da Ucrânia, Todd Boehly, que assumiu o clube, demitiu o técnico campeão europeu Thomas Tuchel para contratar Graham Potter e investiu uma enorme quantia em contratações. Veja:

  • Enzo Fernandez – 120 milhões de euros (R$ 668,4 milhões)
  • Fofana – 80 milhões de euros (R$ 445,6 milhões)
  • Mudryk – 70 milhões de euros (R$ 389,9 milhões)
  • Cucurella – 65 milhões de euros (R$ 362 milhões)
  • Sterling – 56 milhões de euros (R$ 311,92 milhões)
  • Badiashile – 38 milhões de euros (R$ 211,66 milhões)
  • Koulibaly – 38 milhões de euros (R$ 211,66 milhões)
  • Mudeke – 35 milhões de euros (R$ 194,95 milhões)
  • Malo Gusto – 30 milhões de euros (R$ 167,1 milhões)

Assim, o clube londrino sabe que terá de vender alguns jogadores no próximo verão europeu para cumprir as exigências financeiras da Premier League e da Uefa. Na temporada 2021-22, a última sob o comando de Abramovich, o prejuízo do Chelsea foi de 140 milhões de euros (R$ 779,8 milhões). Na anterior, quando se sagraram campeões europeus com Thomas Tuchel, os Blues já haviam perdido mais de 170 milhões de euros (R$ 946,9 milhões).

As regras financeiras da Premier League preveem uma perda máxima de 120 milhões de euros (R$ 668,4 milhões) é o máximo permitido nas últimas três temporadas. O Chelsea está prestes a infringir a norma da liga e pode ser investigado, assim como ocorre com o Everton, com a possibilidade de perda de pontos na tabela como punição.

A possível saída de Mason Mount é a mais falada pela imprensa, mas não é a única. Reece James é o segundo jogador mais valioso do Chelsea, com 70 milhões de euros (R$ 389,9 milhões), atrás apenas de Enzo Fernández, com 80 milhões de euros (R$ 445,6 milhões).

Outro interesse do Real Madrid

Além de Reece James, o Real Madrid também estaria interessado em outro jogador do Chelsea, o Kai Harvertz. O clube merengue já demonstrava interesse no atleta ainda quando ele atuava pelo Bayer Leverkusen, mas a pandemia acabou impedindo qualquer negociação.

Chelsea e Real Madrid se enfrentam no próximo mês pelas quartas de final da Champions League. Esta será uma oportunidade para os dirigentes merengues, Florentino Pérez e José Ángel Sanchez, conhecerem os novos donos dos Blues. Na gestão anterior a relação entre os dois clubes era boa e, para futuras negociações, espera-se que se repita com a nova administração do time londrino.

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.