Raheem Sterling – Mercado da Bola, Transferências, Rumores e Estatísticas

0
394
Sterling
Foto: Divulgação / Twitter (@sterling7)

Raheem Shaquille Sterling é um jogador de futebol que atua como atacante do Manchester City. Sterling, como é conhecido, nasceu no dia oito de dezembro de 1994, em Kingston, Jamaica. Contudo, representa a Inglaterra nas competições internacionais de futebol.

Raheem Sterling – Início de carreira

Aos dois anos de idade, o pai de Sterling foi assassinado, ainda na Jamaica. Por isso, sua mãe, Nadine Clarke, ex-atleta do atletismo da Jamaica, foi em busca de uma vida melhor na Inglaterra. O atacante e sua irmã permaneceram em solo jamaicano com a avó. Porém, aos cinco anos, Raheem e sua irmã chegaram a Terra da Rainha.

Inicialmente, em 1999, assim quando chegou a Inglaterra, o atacante se juntou ao Alpha & Omega FC. Nesse período, Sterling viu o convite para se juntar a base do Arsenal negado. Assim, foi no Queens Park Rangers que teve a chance de mostrar seu talento. O time o levou no mercado da bola em 2003. O jogador passou sete anos nessa equipe. Já em 2010, o mercado de transferências juvenil o convocou e se tornou jogador do Liverpool, onde se profissionalizou.

Trajetória, conquistas e highlights de Raheem Sterling

Sterling foi contratado pelo Liverpool no mercado da bola da academia do Queens Park Rangers em fevereiro de 2010, pelos então diretor da academia, Frank McParland, sob a aprovação do técnico espanhol Rafa Benítez, por uma taxa inicial de 450 mil libras, com a possibilidade de aumentar até £ 2 milhões, dependendo de quantas aparições ele fizesse para a primeira equipe.

Inicialmente começou no juvenil do clube. Marcou seu primeiro gol pelo Liverpool em um amistoso contra o Hibernian. Ainda na base, se destacou mesmo em 14 de fevereiro de 2011, quando marcou cinco gols na vitória por 9 x 0 sobre o Southend United. Dois anos mais tarde, após rumores de que faria sucesso, o atleta estreou pelo profissional do clube contra o Wigan, aos 17 anos e 107 dias, tornando-se o terceiro jogador mais jovem a jogar pelo clube.

Sterling marcou seu primeiro gol pelo time principal em um amistoso contra o Bayer Leverkusen. Aos poucos foi ganhando espaço, mas sem assumir o protagonismo do time. Em 2011/12 conquistou, junto ao clube, a Copa da Liga Inglesa. Em 2014, Sterling ganhou o prêmio Golden Boy, concedido ao melhor atleta Sub-21 da temporada. Ainda no Liverpool, em 27 de março de 2015, recebeu sua primeira convocação para uma competição oficial da Seleção Inglesa, nas Eliminatórias da Euro de 2016, frente a Lituânia. Logo, começou a surgir rumores de sua saída no mercado de transferências.

Transferências e Mercado da Bola de Raheem Sterling

No dia 14 de julho de 2015, se juntou ao Manchester City no mercado da bola. Já em seu ano de estreia em Manchester, na temporada 2015/16, com apenas 23 aparições, o inglês marcou nove gols. Desse modo, incluindo um hat-trick contra o Bournemouth. Além disso, no dia em que fez 21 anos, Sterling marcou dois gols em dois minutos em cima do Borussia Monchengladbach, clube alemão.

Nesse mesmo ano, faturou os prêmios de Melhor Jogador do Manchester City no mês de setembro e Jogador do Mês da EA Sports. Já na temporada 2018/19, o inglês assinalou 23 gols e foi peça fundamental na conquista do título da Copa da Liga Inglesa pelo City. Nesse jogo, na disputa de pênaltis com o Chelsea, o atleta marcou a última penalidade, consagrando os Citizens campeões. Ademais, Sterling tem 1,70 metro de altura e sua posição no ataque é de ponta-esquerda.

Fora dos gramados, o atleta é conhecido por seu empenho na luta contra o racismo. Além disso, possui uma fundação para crianças em situação de vulnerabilidade. Em síntese, Sterling ficou realmente conhecido no City. Nessa equipe, está próximo de completar as 300 partidas jogadas. Além disso, tem 114 gols e 87 assistências. Seu contrato vai até 30 de junho de 2023. Em Manchester, o legado de Sterling até agora já conta com nove títulos. Dentre eles, três Premier Leagues.

Atuando com a camisa 7, Sterling é um dos nomes de confiança do técnico Guardiola e não parece negociável no mercado da bola. Na disputa pelo primeiro título da Champions League do clube inglês, foi titular. Além disso, em janeiro de 2021, se tornou o jogador mais escalado pelo treinador espanhol em seus 13 anos de carreira, ultrapassando a marca que pertencia a Lionel Messi. Sterling, até então, tinha participado de 220 jogos, em quatro temporadas e meia treinado por Guardiola. Assim, é um atleta de alto valor no mercado de transferências.

Seleção Inglesa

A carreira internacional de Sterling coincidiu com a introdução do “acordo das nações domésticas”. Só em setembro de 2009, a FIFA concordou com as propostas das Associações de Futebol Inglesa, Irlandesa, Escocesa e Galesa para atualizar o acordo, permitindo que jogadores que foram educados em seu país por cinco anos ou mais se tornassem elegíveis para sua seleção nacional.

Jamaicano de origem, Sterling chegou a falar sobre os rumores, na época, se jogaria pela Seleção Jamaicana: “Quando se trata dessa decisão, é quando eu vou decidir, mas se a Jamaica me chamar, por que não?”. Decerto, por ter sido criado e crescido na Inglaterra, a decisão foi algo natural, até pela expressão de ambas as seleções.

Em competições internacionais, Sterling representa a Inglaterra, atualmente com a camisa 10. Contudo, sua história na seleção começou em 2012, no dia 14 de novembro, quando ele estreou contra a Suécia. Desse modo, tem 17 gols representando a Seleção Inglesa.

Na Euro 2020, foi homem de confiança do treinador Gareth Southgate. Por isso, marcou todos os dois gols da Inglaterra na fase de grupos. Além de suma importância nas oitavas e semifinal da competição.

Ademais, Sterling está na lista para se tornar membro da Ordem do Império Britânico. Sendo assim, o primeiro passo para se tornar Cavalheiro da Rainha, a honraria é concedida pela Rainha da Inglaterra, Elizabeth II.