Quarteto no assalto aos milhões

Reta final da Premier League segue acirrada. Você já tem os seus palpites?

Premier League 2018-2019 palpites Quarteto-min

A briga entre Liverpool e Manchester City pela conquista da Premier League 2018/19 promete durar até o final, mas essa discussão está longe de corresponder à única com grandes motivos de interesse até o fim da atual campanha. Dois dos quatro lugares que dão acesso à Liga dos Campeões da próxima temporada seguem sendo disputados por quatro candidatos.

Os dois primeiros lugares da tabela classificativa da Premier League que dão acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões 2019/20, estão atribuídos a Liverpool e Manchester City, restando saber quem “solta os fogos” e quem fica no segundo posto da tabela classificativa nessa briga acirrada.

Os terceiro e quarto lugares da classificação também vão dar acesso à elite do futebol europeu, mas para esses dois postos, há pelo menos quatro candidatos que seguem empenhados em os assegurar – três deles londrinos, o quarto de Manchester.

Chelsea e Arsenal, ausentes da Liga dos Campeões da atual temporada, estão nessa briga e empenhados em assegurar o retorno à elite, sendo certo que Gunners e Blues, na altura em que a Premier League entra nessa reta final, ainda poderão fazer contas relativas ao acesso à Liga dos Campeões por via da Liga Europa, restando saber o que os dois times vão fazer na prova.

O foco é o campeonato. No Emirates, Unai Emery, treinador com vasto histórico na Liga Europa, procura disputar a Liga dos Campeões pela primeira vez ao serviço do Arsenal, um dos emblemas com maior número de presenças ao longo dos últimos anos na competição, apesar das ausências verificadas nos últimos dois anos.

Já em Stamford Bridge, Maurizio Sarri vai cumprir a temporada até o fim sem certezas quanto à sua continuidade na próxima temporada, ainda que com a certeza de que o objetivo é precisamente marcar presença na “liga milionária”.

A poucas jornadas do fim, além da situação classificatória dos quatro times que lutam pelas vagas em causa, importa olhar para o calendário de cada qual e tentar perceber o grau de dificuldade de cada um dos desafios que esses emblemas vão ter pela frente, sem esquecer a necessidade ou não dos adversários que vão enfrentar em cada uma das provas.

As odds das casas de apostas se baseiam precisamente em toda essa conjuntura para analisar até onde cada uma das equipes poderá chegar, sendo que nesse momento, a 11 de abril, a Betway atribui o favoritismo relativo ao “top 4” – lugares de acesso à Champions – ao Tottenham com uma odd de apenas 1.28 para o cumprimento desse objetivo.

Os Spurs que têm nova casa após terem deixado Wembley, palco emprestado desde a saída do “velhinho” White Hart Lane, são um dos dois conjuntos que seguem nessa briga e na atual temporada integram o lote de participantes da Liga dos Campeões 2018/19. O outro é o Manchester United, time que parte de trás.

Solskjaer atrás do prejuízo

Ole Gunnar Solskjaer assumiu a vaga de José Mourinho no comando técnico do Manchester United e a mudança, até agora, tem surtido efeitos positivos, ainda que o objetivo para a Premier League delineado na chegada do norueguês esteja longe de se encontrar garantido.

Na realidade, a 11 de abril, os valores apresentados pelas casas de apostas indicam que os Red Devils estão bem atrás da concorrência no que toca à briga pelo 3º e 4º lugares da tabela, tanto que a odd que considera a possibilidade de o United alcançar seu objetivo ronda um valor alto de 3.75.

Nesse aspecto, o maior equilíbrio se verifica entre Chelsea (1.83) e Arsenal (1.90). Nas últimas três rodadas da Premier League 2018/19, o único enfrentamento entre esses rivais diretos vai ser disputado por Chelsea e Manchester United, no Old Trafford, podendo ou não se revelar decisivo para as contas finais.

O Manchester United falhou o acesso à Liga dos Campeões pela última vez na temporada 2016/17. Nessa época, sob as ordens de José Mourinho, os pupilos de Old Trafford viriam a conquistar o troféu com uma vitória na final diante do Ajax por dois a zero, disputada na Friends Arena, em Estocolmo, graças aos gols de Paul Pogba e Henrikh Mkhitaryan, o segundo atualmente a serviço do concorrente Arsenal.