Quando o Manchester United venceu o Arsenal com sete defensores

Relembre da vitória dos Red Devils sobre os Gunners com sete defensores da equipe titular de Alex Ferguson

0
384
Quando o Manchester United venceu o Arsenal com sete defensores
Clive Mason/Getty Images Sport

Sir Alex Ferguson foi responsável por grandes façanhas em seus 27 anos nos Diabos Vermelhos. E grandes vitórias foram diante no clássico Manchester United x Arsenal, principalmente o fatídico 8 a 2, em agosto de 2011.

Porém, o triunfo mais curioso contra o rival londrino ocorreu no mesmo ano, meses antes, no dia 12 de março. O técnico escocês escalou sua equipe com sete defensores no time titular e derrotou os Gunners, em jogo válido pelas quartas de final da Copa da Inglaterra da temporada 2010/11. A PL Brasil contará a história dessa partida.

Acompanhe a PL Brasil no Youtube
  • ESQUADRÕES IMORTAIS | MANCHESTER UNITED 1999

Você não leu errado. Ferguson mandou seu time a campo em um clássico com sete defensores como titulares. Naquele dia, a equipe titular foi a seguinte: van der Sar; Brown, Smalling, Vidic, Evra; Gibson, O’Shea, Rafael, Fábio; Rooney, Chicharito Hernández. A incrível vitória, dentro de Old Trafford, chegou com um 2 a 0, com gols marcados pelo brasileiro Fábio, aos 28 minutos da primeira etapa, e por Wayne Rooney, aos quatro da segunda.

Os Red Devils se sagraram campeões ingleses em 2010/11, mas não alcançaram o título da Copa da Inglaterra, conquistado pelo rival Manchester City. Inclusive, o City derrotou o United na semifinal, por 1 a 0, com gol de Yaya Touré.

Apesar do único título conquistado ter sido o inglês, 2010/2011 foi uma grande temporada dos Diabos Vermelhos. Além da conquista nacional, foi vice-campeão europeu, sendo derrotado pelo grande Barcelona de Pep Guardiola, Lionel Messi e companhia, por 3 a 1, em Wembley. Ou seja, o elenco foi intensamente testado durante a temporada.

12 de março de 2011 foi um sábado e como dito anteriormente, os Red Devils estavam na disputa da Champions League. Três dias depois, uma terça-feira, o United tinha jogo decisivo das oitavas de final da competição europeia, diante do Olympique de Marseille.

A primeira partida havia sido 0 a 0 e o time de Old Trafford necessitava do triunfo e o alcançou, por 2 a 1. Isso explica a escalação com tantas aleatoriedades e defensores.

Leia mais: Sir Alex Ferguson: maior técnico do futebol inglês foi artilheiro na época de jogador

Como foi o duelo Manchester United x Arsenal

Ferguson escalou o time no seu tradicional 4-4-2, confiando que os seus atacantes resolveriam o duelo. E com o auxílio dos outros jogadores, chegaram ao triunfo.

Clive Mason/Getty Images Sport

Brown foi na lateral-direita, Smalling e Vidic na zaga e Evra na lateral-esquerda. Na “volância”, Gibson, ex-United e Everton, atuou ao lado do polivalente O’Shea, acostumado e atuar em diferentes locais do campo. Como meias, os gêmeos revelados no Fluminense, Fábio e Rafael, que hoje estão em Nantes e Lyon, respectivamente. No comando de ataque, Rooney e Chicharito.

Os laterais brasileiros se destacaram no meio-campo e mostraram como Ferguson potencializava seus jogadores, tirando sempre o máximo possível dos mesmos. Ambos participaram dos gols do jogo. Fábio abriu o placar e Rafael foi responsável pelo cruzamento que resultou no rebote que Rooney completou de cabeça para o fundo das redes de Almunia.

Leia mais: O primeiro título de Ferguson no Manchester United

Sempre bom destacar que mesmo sendo lateral-esquerdo, Fábio é destro, assim como seu irmão. Tanto que atuou na lateral-direita em algumas oportunidades no United, como na final da Champions da mesma temporada, diante do Barcelona.

O Arsenal de Arsène Wenger não contou com Cesc Fàbregas no duelo e entrou em campo da seguinte forma: Almunia; Sagna, Koscielny, Djourou, Gibbs; Denílson, Diaby, Wilshere, Nasri, Arshavin; Robin van Persie.

A equipe londrina não fez um jogo ruim e até fez com que van der Sar praticasse boas defesas. Destaque para o holandês Robin van Persie e para o francês Samir Nasri.

Ryan Giggs, Paul Scholes e Antonio Valencia entraram na segunda etapa nos donos da casa. Já nos Gunners, Chamakh, Ramsey e Rosicky foram colocados em campo por Wenger.

A vitória pode até parecer simples, mas demonstra a forma como Ferguson sempre buscava trabalhar, com extrema competência.

Clive Mason/Getty Images Sport
Ficha técnica Manchester United x Arsenal

Local: Old Trafford, Manchester

Manchester United: van der Sar; Brown, Smalling, Vidic, Evra (Scholes); Rafael (Giggs), O’Shea, Gibson, Fábio (Valencia); Rooney, Chicharito. Técnico: Alex Ferguson.

Arsenal: Almunia; Sagna, Djourou, Koscielny, Gibbs; Denílson (Chamakh), Diaby (Ramsey), Arshavin (Rosicky), Wilshere, Nasri; van Persie. Técnico: Arsène Wenger.

Gols: Fábio e Rooney.

Veja mais: Quiz: Você consegue lembrar das escalações de Man United 8×2 Arsenal?