E agora, Martínez? Regra passa a proibir reações do goleiro argentino

1 minuto de leitura

A International Football Association Board (IFAB), associação internacional que regula as regras do futebol, emitiu um comunicado nesta semana indicando mudanças nas normas que passarão a valer na próxima temporada. A principal alteração é sobre o comportamento dos goleiros nas cobranças de pênaltis, depois do que Martínez fez no final da Copa do Mundo de 2022.

A regra 14 diz que não é mais permitido que o goleiro tente distrair o cobrador adversário. A mudança partiu das discussões envolvendo a disputa de pênaltis na Copa do Mundo do Catar, em que o goleiro argentino Emiliano Martínez provocou os cobradores na final e se saiu campeão.

Antes, a regra dizia que o goleiro deveria permanecer na linha do gol, de frente para o cobrador, entre as traves, sem tocar nas traves, travessão ou rede, até que a bola fosse chutada. Agora, a norma que passa a valer a partir do dia 1º de julho diz o seguinte:

— O goleiro defensor deve permanecer na linha do gol, de frente para o cobrador, entre as traves, até que a bola seja chutada. O goleiro não deve se comportar de forma a distrair injustamente o cobrador. Por exemplo: atrasar a execução da cobrança ou tocar traves, travessão ou rede do gol — diz a nova regra.

Outra mudança é sobre os acréscimos. As comemorações de gols também serão computadas para avaliar o tempo extra que o juiz determinar. Outras discussões sobre o tempo de jogo e regra de impedimento foram debatidas em reuniões anteriores, mas ainda não foram aprovadas.

Veja mais sobre o futebol europeu

Romulo Giacomin
Romulo Giacomin

Formado em Jornalismo na UFOP, passou por Mais Minas, Esporte News Mundo e Estado de Minas. Atualmente, escreve para a Premier League Brasil.